ArticlePDF Available

A Produção de Subjetividades em Organizações Contemporâneas: práticas discursivas e políticas da empregabilidade

Authors:

Abstract

The research aimed at analysing the political and discursive practices of the metanarrative of employability in the contemporary organizational field, heading for the understanding of the social and micropolitical devices which happen to produce some especific kinds of subjectivities within organizations. From a post-modern epistemological perspective (Weltanshauung), the research focused on the issues concerning the production of subjectivities in the existing organizational society beyond the traditional theoretical standpoints whose common assumptions are due to the modernist approaches of organizational analysis. A deconstructive theoretical approach was emphasized across the whole text and it was mainly inspired and intellectually based upon Michel Foucault's genealogical démarche. His original conceptualization of power-knowledge relations informed the development of a methodology so as to analyse the discursive practices which determine many of the human resources policies concerning employability. The main thesis presented employability as a grand-device of micropolitical control towards the production of subjectivities whose main operation technologies are: an economic modernizing rhetoric, a moralistic dietetics and an instrumental education. Several discursive fragments from different academicists, journalists and some authors from the managerial litterature were taken into account so as to carefully deconstruct their speeches. This analysis revealed the mechanisms of production of pasteurized, mercantile and erratic subjectivities. Some inquietudes of heuristic nature are featured in the domain of organizational, psychological, sociological and political perspectives heading for new studies. A pesquisa teve como objetivo fundamental analisar as práticas discursivas e políticas da narrativa da empregabilidade na seara organizacional contemporânea rumo à compreensão dos dispositivos de produção de subjetividades nas organizações. A partir de uma perspectiva epistemológica pós-moderna, buscou-se recolocar a questão da produção de subjetividades na sociedade hodierna para além dos marcos teóricos tradicionais, comuns às abordagens modernistas da análise organizacional. O referencial teórico encontra na genealogia de Michel Foucault sua inspiração fundamental para a construção da metodologia empregada na análise das práticas discursivas que informam muitas das políticas de gestão de recursos humanos praticadas nas organizações atuais. A tese defendida é a de que a empregabilidade constitui-se em um macrodispositivo de controle micropolítico na produção de subjetividades, operando mediante três tecnologias fundamentais: uma retórica modernizadora e economicista, uma dietética moralizadora e uma andragogia instrumental. A desconstrução de diversos fragmentos discursivos, tanto acadêmicos quanto jornalísticos e de autores da literatura gerencial, enseja um conjunto de conclusões, de metamorfoses, rumo a compreensão de subjetividades pasteurizadas, mercantis e erráticas. Algumas inquietações de natureza heurística são levantadas no âmbito das epistemes organizacional, psicológica, sociológica e política rumo a novos estudos.
A preview of the PDF is not available
... The objective of this research is to analyze and describe what are the mechanisms that contemporary business organizations employ to shape the subjectivities of homosexual people from the perspective of the genealogical method which has been developed by Rohm (2003). This study is endorsed by recent research on homophobia in organizations whose main concepts from some post-structuralist philosophers such as Michel Foucault and Félix Guattari were taken into account. ...
... Resumén: El objetivo de este estudio es describir y analizar cuáles son los mecanismos que las organizaciones empresariales actuales se basan para dar forma a las subjetividades de las personas homosexuales a través del método genealógico desarrollado por Rohm (2003) y explicar las relaciones de poder que subyacen a tales discursos. Por lo tanto, este estudio se apoyó en las investigaciones recientes sobre la homofobia en las organizaciones, así como los principales conceptos de los filósofos posestructuralistas como Michel Foucault y Félix Guattari. ...
... Corroboram com esta visão os estudos de Rohm (2003) acerca da produção de subjetividades pasteurizadas, mercantis e erráticas, bem como Foucault (1984) ...
Article
Full-text available
O objetivo desta pesquisa consiste em analisar e descrever quais são os mecanismos de que as organizações empresariais contemporâneas se valem para moldar as subjetividades de pessoas homossexuais mediante o método genealógico desenvolvido por Rohm (2003) e explicitar as relações de poder subjacentes a tais discursos. Para tanto, o presente estudo é referendado nas pesquisas recentes sobre homofobia nas organizações brasileiras, bem como nos principais conceitos de filósofos pós-estruturalistas tais como Michel Foucault e Félix Guattari. Encontraram-se incoerências no que tange à implementação da gestão da diversidade sexual, e também o medo de se assumir homossexual em ambientes de negócios por conta do assédio moral especialmene presente na área de Recursos Humanos. Observou-se a valorização de lealdades pessoais quando da promoção de indivíduos homofóbicos, bem como a busca por instrumentalização de competências técnicas por parte de pessoas homossexuais para aumentarem sua empregabilidade na expectativa de superarem a discriminação homofóbica.
... Para além de investigar " a quem " tal discurso serve, também a " quê " serve, a quê des-serve e, se possível, a que poderia servir. Para a aplicabilidade da referida genealogia o autor desenvolveu três tecnologias disciplinares fundamentais, das quais as organizações se valem para produzir subjetividades pasteurizadas, mercantis e erráticas (Rohm, 2003), que são a retórica modernizadora e economicista, a dietética moralizadora e a andragogia instrumental, respectivamente. A retórica modernizadora e economicista, ligada às questões micropolíticas, pode ser potencializadora da produção de subjetividades caracterizadas pela ausência de questionamento, pelo conformismo ideológico, pela perpetuação de valores economicistas e a territorialização da culpa em quem não os segue, moldando uma subjetividade utilitária, excluindo assim a valorização das diferenças. ...
... Para melhor entendimento da análise de acordo com o método adotado, separamos os fragmentos discursivos mais relevantes em três subseções de acordo com a tecnologia a que referiam. Vale destacar que tanto a retórica modernizadora, a dietética moralizadora bem como a andragogia instrumental atuam na operação dos agenciamentos de docilização dos corpos nas organizações, aumentando o coeficiente de efetivação do diagrama disciplinar por meio da interiorização de dispositivos de controle refinados (Rohm, 2003). para casais homossexuais em países em que a união estável já é reconhecida não se trata de bônus ou qualquer vantagem: apenas de obrigação legal. ...
... As perguntas a seguir são frequentes no trabalho desta mulher homossexual: se ela é casada, se tem namorado, filho, se é mãe e assim por diante, como um guia dietético para assediar moralmente a mulher homossexual que ocupa um cargo de poder no setor de Além de perceber a possibilidade de ameaças ou de sanções disciplinares punitivas por ser homossexual, apresenta a questão da culpa que atravessa a dietética moralizadora (Rohm, 2003) bem como demonstra suposta prudência ao analisar as ameaças possíveis de assumir-se homossexual. A questão da culpa também está presente no rótulo (Nunan, 2003) que pode corporificar o preconceito, bem como a percepção da pessoa discriminada como um bode expiatório (Nunan, 2003), sobre a qual é comum ser canalizada a culpa pelas mazelas sociais. ...
Article
Full-text available
The objective of this research is to describe and analyze which are the mechanisms that contemporary business organizations employ to shape the subjectivities of homosexual subjects from the perspective of the genealogical method which has been specifically developed by Rohm (2003). This study is endorsed by some post-structuralist concepts from philosophers such as Michel Foucault and Félix Guattari. As reflections due to some homophobic discourses within companies, one has found subjects reporting various ways of coping with such discrimination, such as self-denial, fear of coming out, a search for instrumentalisation of technical expertises and even resigning.
Conference Paper
Full-text available
Resumo:Entender a diversidade pode ser relevante para a área de gestão de pessoas para gerir suas especificidades da melhor forma. Sabe-se que estudos sobre a diversidade sexual nas organizações brasileiras são recentes, mas com crescente presença em periódicos e congressos de administração em diversas abordagens. O objetivo deste trabalho é de identificar e analisar quais são as principais formas de gerenciamento da identidade sexual e possíveis estratégias de enfrentamento adotadas pelas mulheres lésbicas entrevistadas. Para tanto, foi conduzida uma pesquisa de campo por meio de entrevistas com onze mulheres homossexuais que trabalham em organizações de setores variados na cidade do Rio de Janeiro. Como metodologia, empregou-se a análise de conteúdo. No que tange a categoria gerenciamento da identidade encontrou-se casos de lésbicas não assumidas, parcialmente assumidas e totalmente assumidas. Por sua vez, em relação às estratégias de enfrentamento da discriminação estão: o isolamento, assumir-se como forma de educar e confrontar e o desenvolvimento de diferenciais. Discutimos algumas implicações de tais resultados ao final.
Book
Full-text available
Neste interessante estudo sobre o pensamento do filósofo francês Michel Foucault, Francisco Ortega propicia ao leitor "um mergulho" na visão foucaltiana sobre a amizade, como sendo uma relação não institucionalizada e com sentido diferente daquele que normalmente lhe é atribuído. Ao examinar o tema, Ortega conduz o leitor a pensar e a questionar sua relação com o outro. Um livro que, certamente, vai agradar àqueles que desejam conhecer mais sobre as idéias de Michel Foucault.
Article
Full-text available
Book
In his forward to The Postmodern Condition, Fredric Jameson distinguishes Lyotard's theories from Habermas. Using Habarmas' idea of the legitimation crisis as a starting point, Jameson outlines two legitimizing myths: the liberation of humanity and the speculative unity of all knowledge. He explains the trend in philosophy to express skepticism for totalizing philosophical narratives as part of the linguistic turn in philosophy. In the introduction to the book, Lyotard establishes the differences between modern and postmodern thought. He defines modern as a science that uses a grand narrative to legitimate itself. Conversely, postmodern is a general distrust of such metanarratives.
Article
Challenges to traditional notions of subjectivity have been a central preoccupation of new theory over the past 20 years, yet the clear applicability of such reconceptions of the subject to organizational studies has received little attention. This article traces the development of arguments about subjectivity from the influential essays of Roland Barthes and Michel Foucault and then summarizes more recent ideas about the nature of relational or positional subjectivity. These new theoretical developments are applied to organizational analysis, closing with suggested applications of new subjectivity to specific topics in organizational theory and behavior.