Conference Paper

A indústria de produtos para a saúde: arranjos produtivos locais de Campo Mourão, Pelotas e Ribeirão Preto

Authors:
To read the full-text of this research, you can request a copy directly from the authors.

Abstract

Introdução: A indústria de produtos para a saúde é composta do setor de equipamentos e materiais médicos, hospitalares, odontológicos e de diagnóstico (EMHO), que é intensiva em capital e em inovações e necessita de um ambiente institucional e empresarial favorável para se desenvolver. Objetivo: Discutir os principais problemas e resultados do setor de EMHO no que tange ao seu desenvolvimento e investigar três aglomerações produtivas neste setor (Campo Mourão, Pelotas e Ribeirão Preto). Fundamentação teórica: Adotou-se a abordagem de sistema de inovação e seus conceitos derivados: arranjos produtivos locais (APLs) e relação universidade-empresa. Discussão dos Resultados: Observou-se uma aglomeração de grupos de pesquisas e empresas nas regiões Sudeste e Sul do Brasil e mostrou-se que as três aglomerações analisadas, apesar de suas particularidades, reforçam a importância da interação entre empresas localizadas em uma mesma região para incentivar o crescimento e o surgimento de novas empresas e gerar inovações para o mercado. Considerações Finais: Observou-se que ainda há muito a se desenvolver neste setor. Contribuições do trabalho: Discutir como se desenvolveram três APLs ligados ao setor de EMHO.

No full-text available

Request Full-text Paper PDF

To read the full-text of this research,
you can request a copy directly from the authors.

ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
Book
Full-text available
Esta coletânea de artigos sobre aglomerações produtivas (APs) e Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Rio Grande do Sul visa divulgar uma síntese dos resultados contidos nos relatórios da pesquisa Estudo das aglomerações industriais e agroindustriais do Rio Grande do Sul, concebida e realizada pela equipe de pesquisadores do Núcleo de Análise Setorial (NAS) e de outros núcleos da Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser (FEE). Os antecedentes da pesquisa reportam-se a uma solicitação feita em meados de 2012 pela Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), da então Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI)1, para a realização de estudos que fornecessem subsídios ao Programa Estadual de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais. A partir dessa demanda, a pesquisa teve como propósito a identificação e a seleção de aglomerações industriais e agroindustriais de empresas especializadas nas regiões definidas como Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes)2 do Rio Grande do Sul, que pudessem se inserir no conceito de Arranjo Produtivo Local (APL) e que possuíssem potencial significativo para contribuir para o desenvolvimento econômico e social de suas respectivas regiões e do Estado.
Article
Full-text available
Resumo O texto discute o impacto das profundas alterações que ocorrem na economia mundial e na brasileira em arranjos e sistemas produtivos locais selecionados no Brasil. O texto baseia-se em estudos de casos que fazem parte de projeto de pesquisa coordenado pelos autores, e se preocupa em entender como tais mudanças afetam arranjos e sistemas produtivos locais sob a hipótese de que: (1) as análises a níveis maiores de agregação (como por exemplo setores industriais) são insuficientes para o entendimento mais preciso dos processos associados à mudança paradigmática em andamento; (2) a análise de firmas individuais pode ser muito enriquecida ao se focalizar as formas de interação entre estas e outros atores relevantes, tanto no que se refere ao processo produtivo quanto ao inovativo. O texto mostra que os impactos têm sido diferenciados e sugere que a política industrial e tecnológica brasileira deveria se concentrar nas especificidades locais. SUMMARY The paper discusses the impact of the deep changes that are occurring in the world and in the Brazilian economy in selected local productive systems in Brazil. It is based in case-studies undertaken in a research project co-ordinated by the authors, aiming at understanding how they affect local productive systems under the hypothesis that: (1) higher levels of aggregation (such as industrial sectors) are insufficient to understand the processes associated with the paradigmatic changes underway; (2) the analysis of individual firms may be enriched in focussing forms of interaction between them and other relevant actors, both at productive and innovative levels. The paper shows that the impacts are different among regions and areas and suggests that the Brazilian industrial and technology policy should be centred into attaining local specificities.
Article
Full-text available
Introduction When the first edition of this book was published 1992, the concept ‘national innovation system’ was known only by a handful of scholars and policy makers. Over a period of 15 years there has been a rapid and wide diffusion of the concept. Giving ‘Google’ the text strings ‘national innovation system(s)’ and ‘national system(s) of innovation’ you end up with almost 1.000.000 references. Going through the references you find that most of them are recent and that many of them are related to innovation policy efforts at the national level while others refer to new contributions in social science. Using Google Scholar (May 2007) we find that more than 2000 scientific publications have referred to the different editions of this book. Economists, business economists, economic historians, sociologists, political scientists and especially economic geographers have utilized the concept to explain and understand phenomena related to innovation and competence building. In this paper we argue that during the process of diffusion there has been a distortion of the concept as compared to the original versions as developed by Christopher Freeman and the IKE-group in Aalborg. Often policy makers and scholars have applied a narrow understanding of the concept and this has gives rise to so-called ‘innovation paradoxes’ which leave significant elements of innovation-based economic performance unexplained. Such a bias is reflected in studies of innovation that focus on science-based innovation and on the formal technological infrastructure and in policies aiming almost exclusively at stimulating R&D efforts in high-technology sectors.
Article
Full-text available
Starting with a discussion about a co-evolution of conceptual and analytical ideas about the innovation process and the design of industrial and technological policies in developed countries, the paper argues that the misunderstanding of the specificities of the innovation process has led to the design and implementation of adequate policies to deal with the threats and opportunities faced by the Brazilian economy and society.
Article
Full-text available
RESUMO O chamado Pólo Médico do Recife vem chamando atenção nos últimos anos pelo seu crescimento e pelas possibilidades de desdobramentos de novas ativi- dades ao longo de sua cadeia produtiva. Assim, examinam-se aqui as dimensões ge- rais desse pólo, sua dinâmica recente e seus estrangulamentos, com o objetivo de melhor conhecê-lo e de avaliar suas perspectivas de expansão. Observa-se que há hoje uma capacidade ociosa significativa, forte concorrência entre suas unidades e dependência da clientela minguante dos planos de saúde. Além disso, a dinâmica tecnológica é fundamentalmente exógena, sendo muito reduzida a articulação do pólo com o sistema local de inovações, bem como é muito limitado o nível de coo- peração na cadeia produtiva, o que limita muito as suas possibilidades de clusteri- zação.
Article
Este artigo tem a finalidade de organizar um quadro teórico, conceitual e empírico sobre os Arranjos Produtivos Locais (APLs) no Brasil. Desse modo, essa investigação se baseou em um levantamento bibliográfico e documental que nos possibilita analisar as diversas referências científicas para a constituição do conceito, as questões políticas envolvidas nas estratégias de fomento ao desenvolvimento territorial e os aspectos limitadores subjacentes ao quadro de ações pautado nos chamados APLs. Abstract THE LOCAL PRODUCTI VE ARRANGE MENTS (APLS): A BRIEF EXPLANATION OF THE TOPIC This article has the purpose of organizing a theoretical, conceptual and empirical discussion on the Local Productive Arrangements (LPAs) in Brazil. Thus, this research was based on a literature review and documentary that allows us to analyze the various scientific references to the constitution of the concept, policy issues shrouded in strategies to promote the development and territorial aspects limiters underlying framework of actions based on so-called APLs.
Article
Contrary to some recent work on so-called 'globalization,' this paper argues that national and regional systems of innovation remain an essential domain of economic analysis. Their importance derives from the networks of relationships that are necessary for any firm to innovate. While external international connections are certainly of growing importance, the influence of the national education system, industrial relations, technical and scientific institutions, government policies, cultural traditions and many other national institutions is fundamental. The historical examples of Germany, Japan, and the former U.S.S.R. illustrate this point, as well as the more recent contrast between East Asian and Latin American countries. (c) 1995 Academic Press, Inc. Copyright 1995 by Oxford University Press.
A Competitividade da Indústria de Equipamentos Odontológicos no Contexto Macroeconômico: um comparativo entre os polos de Ribeirão Preto e de Bolonha. 2016. 115f. Dissertação (Mestrado)
  • C C A Barroso
BARROSO, C. C. A. A Competitividade da Indústria de Equipamentos Odontológicos no Contexto Macroeconômico: um comparativo entre os polos de Ribeirão Preto e de Bolonha. 2016. 115f. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
Política Brasileira para Arranjos Produtivos Locais: o Aprendizado Acumulado e suas Perspectivas
  • J E Cassiolato
  • M Matos
CASSIOLATO, J. E.; MATOS, M. Política Brasileira para Arranjos Produtivos Locais: o Aprendizado Acumulado e suas Perspectivas. In. LASTRES, H. et al A nova geração de políticas de desenvolvimento produtivo: sustentabilidade social e ambiental. Brasília: CNI, 2012.
Engenharia biomédica: trazendo o futuro para a saúde no Brasil. 22º Encontro Faperj
  • D Kiffer
KIFFER, D. Engenharia biomédica: trazendo o futuro para a saúde no Brasil. 22º Encontro Faperj. 2018. Disponível em: <http://www.faperj.br/?id=3582.2.2> Acesso em: 14 jun. 2018.
Fontes de informação para inovação e interações entre agentes no sistema setorial da saúde: um olhar a partir das empresas de equipamentos médicos
  • M J Lamberty
  • A L Tatsch
LAMBERTY, M. J.; TATSCH, A. L. Fontes de informação para inovação e interações entre agentes no sistema setorial da saúde: um olhar a partir das empresas de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos no Rio Grande do Sul. In: VIII Encontro de Economia Gaúcha, 2016, Porto Alegre RS. VIII Encontro de Economia Gaúcha. Porto Alegre, 2016.
A Importância do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde de Campo Mourão-Pr como Estratégia de Desenvolvimento Local/Regional e Fortalecimento das Empresas de Pequeno Porte. VII Encontro de Produção Científica e Tecnológica EPCT Ética na Pesquisa Científica 22 a 26 de outubro de
  • J Morigi
  • B De
  • A D Souza
  • De
MORIGI, J. de B.; SOUZA, A. D. de. A Importância do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde de Campo Mourão-Pr como Estratégia de Desenvolvimento Local/Regional e Fortalecimento das Empresas de Pequeno Porte. VII Encontro de Produção Científica e Tecnológica EPCT Ética na Pesquisa Científica 22 a 26 de outubro de 2012.
Parcerias de desenvolvimento produtivo vinculadas ao complexo industrial da saúde: um estudo sobre os avanços e o papel de cada agente de saúde na inovação e estruturação do parque farmacêutico nacional. Dissertação (Mestrado)
  • V D M Pimentel
PIMENTEL, V. D. M. Parcerias de desenvolvimento produtivo vinculadas ao complexo industrial da saúde: um estudo sobre os avanços e o papel de cada agente de saúde na inovação e estruturação do parque farmacêutico nacional. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.
  • A B Sicsú
  • C A Silva
  • C R S Bolaño
  • L M Silva
  • O De
  • V F Lopes
SICSÚ, A. B.; SILVA, C. A. da; BOLAÑO, C. R. S.; SILVA, L. M. de O.; LOPES, V. F. Para uma Análise Comparativa das Cadeias Produtivas da Saúde de Aracaju e Recife: Uma Primeira Aproximação. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v. 37, nº 2, abr-jun. 2006.
Inovação da firma e dinâmicas de proximidade: o caso da indústria de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos do Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado)
  • R Stefani
STEFANI, R. Inovação da firma e dinâmicas de proximidade: o caso da indústria de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos do Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado). Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2015.
Coord.). Identificação, mapeamento e caracterização estrutural de arranjos produtivos locais no Brasil. Ipea
  • W Suzigan
SUZIGAN, W. (Coord.). Identificação, mapeamento e caracterização estrutural de arranjos produtivos locais no Brasil. Ipea, 2006. 56 p.
Design e inovação no segmento médico-hospitalar: um estudo da indústria de equipamentos. Dissertação (Mestrado)
  • G B B Vieira
VIEIRA, G. B. B. Design e inovação no segmento médico-hospitalar: um estudo da indústria de equipamentos. Dissertação (Mestrado). Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Porto Alegre, 2009