ChapterPDF Available

A rede de ação pública em torno da agroecologia e produção orgânica no Distrito Federal

Authors:

Abstract and Figures

The objective of this article is to analyze the process of building instruments in favor of agroecology and organic production in the Federal District of Brazil, particularly the creation of a district policy. The study associates the sociology of public action and policy networks analysis. The methodology combines the analysis of documents and interviews of 17 key actors of this process. The results show how three interest groups, originated by an elite of few pioneer militants organized since the 1980s, have been constituted in a public action network that promoted several initiatives, events, institutions and instruments, the most recent being the creation of the District Policy for Agroecology and Organic Production - PDAPO-DF, in 2017. Keywords: Agroecology. Organic Agriculture. Public Policy Network. Brazil.
Content may be subject to copyright.
A preview of the PDF is not available
Book
Full-text available
Food problems are the order of the day. Solving the problems of hunger and malnutrition, producing and guaranteeing access to healthy food, preserving the environment, valuing local cultures and ensuring citizen participation are some of the many challenges that permeate the dynamics of food systems. This book addresses the role of Latin American public policies and actions in the configuration of healthy and sustainable food systems. Written by scholars specialized in various disciplines (economy, sociology, policy science, etc.) and hailing from ten Latin American countries, it provides a historical overview of national food policies, examines recent policy changes and explores innovative urban and rural experiences at local level. The authors also discuss the challenges of developing specific policy objectives related to sustainable food systems. This book shows how référentiels for public food policies have become more integrated in Latin America and takes a closer look at several promising local initiatives. However, it also highlights the many constraints in fostering sustainable food systems in the region, such as persistent competition among production models, land tenure inequalities and coordination issues among actors and state bodies. It will be of interest to a scientific audience of teachers and food systems professionals, as well as any readers interested in policy dynamics in Latin America.
Article
Full-text available
A comercialização com vista à melhoria das condições de vida é um desafio a ser enfrentado pelos agricultores familiares, particularmente pelos assentados da reforma agrária. Este trabalho busca averiguar se diferentes perfis produtivos e comerciais implicam alterações nos níveis dos capitais natural, financeiro, humano e social dos assentados da reforma agrária do Distrito Federal - DF. A pesquisa envolveu 156 assentados de 11 assentamentos. Os comportamentos relativos à produção e à comercialização foram utilizados como critérios para análise de cluster. Os quatro clusters identificados foram comparados a partir dos capitais por meio do teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. Os resultados revelam que, apesar de os assentados não acessarem os canais de comercialização mais significativos em termos de volume comercializado, tais como redes varejistas e Ceasa, canais alternativos como feiras, mercados institucionais e comunidades que sustentam a agricultura - CSA têm oportunizado aos assentados melhoraria de suas bases de recursos materiais e sociais. Esses resultados evidenciam a importância dos canais curtos de comercialização para o desenvolvimento dos assentamentos da reforma agrária do DF.
Chapter
Full-text available
This paper presents elements of a transversal and comparative synthesis of a research focusing on the processes of construction of State Policies for Agroecology and Organic Production (PEAPOs) in 11 Brazilian federated states. Based on information originated from documentary analysis and semi-directive interviews of actors and managers, we designed a common frame to analyze public action. The results show a mobilization of the pro-agroecology social movements, allied with other actors in the public sphere, parallel to the dismantling of several public policies, such as the National Policy of Agroecology and Organic Production (PNAPO), and the growing uncertainties following the last presidential elections. Keywords: Public Action Analysis. Public Policies. Agroecology. Brazil.
Book
Full-text available
Este livro é o resultado de uma pesquisa colaborativa entre um número significativo de pessoas que praticam e estudam a agroecologia em 09 estados brasileiros além do Distrito Federal, representativos das cinco macrorregiões do país. Além das análises sobre a construção, institucionalização e implementação das políticas no campo da agroecologia, esta pesquisa traz ensinamentos metodológicos importantes. Em primeiro lugar, mostra que é possível articular grupos de docentes, estudantes, produtoras, produtores e representantes de movimentos sociais, na construção de conhecimento para a ação pública. A capilaridade da Rede Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina e sua capacidade de articulação facilitaram essa diversa e ampla participação na equipe de pesquisa. Em segundo lugar, o quadro teórico utilizado orientou as categorias de análise para o estudo transversal das políticas estaduais de agroecologia e produção orgânica (PEAPOs) e da relação delas com a política nacional de agroecologia e produção orgânica (PNAPO). Atores, instituições, coalizões e governança são categorias chaves na análise feita. Para os interessados, não só na agroecologia, mas em metodologias para estudo de políticas públicas, este livro indica um caminho teórico-metodológico possível a ser seguido em outros estudos.
Article
Full-text available
The objective of this article is to analyze the process of building instruments in favor of agroecology and organic production in the Federal District of Brazil, particularly the creation of a district policy. The study associates the sociology of public action and policy networks analysis. The methodology combines the analysis of documents and interviews of 17 key actors of this process. The results show how three interest groups, originated by an elite of few pioneer militants organized since the 1980s, have been constituted in a public action network that promoted several initiatives, events, institutions and instruments, the most recent being the creation of the District Policy for Agroecology and Organic Production-PDAPO-DF, in 2017. RESUMO O objetivo desse artigo é analisar o processo de construção de instrumentos a favor da agroecologia e da produção orgânica no Distrito Federal do Brasil, em particular, a criação de uma política distrital. O estudo associa a sociologia da ação pública e a análise de redes de ação pública. A metodologia combina a análise de documentos e arquivos com entrevistas de 17 atores chaves desse processo. Os resultados mostram como três grupos de interesse, originados por uma elite de poucos militantes pioneiros organizados desde os anos 1980, têm se constituído em uma rede de ação pública, que promoveu várias iniciativas, eventos, instituições e instrumentos, sendo a mais recente a criação
Article
Full-text available
This paper presents elements of a transversal and comparative synthesis of a research focusing on the processes of construction of State Policies for Agroecology and Organic Production (PEAPOs) in 11 Brazilian federated states. Based on information originated from documentary analysis and semi-directive interviews of actors and managers, we designed a common frame to analyze public action. The results show a mobilization of the pro-agroecology social movements, allied with other actors in the public sphere, parallel to the dismantling of several public policies, such as the National Policy of Agroecology and Organic Production (PNAPO), and the growing uncertainties following the last presidential elections.
Article
Full-text available
As relações capitalistas no campo são geradoras de territórios com lógicas distintas e contraditórias. A partir da produção agrícola desses territórios é possível diferencia-los e relaciona-los com as questões sociais que se plasmam no campo. Nesse artigo, temos como locus o estado do Maranhão, onde discutimos dados da produção agrícola (lavouras, produtos da extração vegetal e da silvicultura) e relacionamos com o aumento da violência, compreendendo que a expansão do agronegócio maranhense é um dos principais responsáveis pelo aumento da violência contra camponeses e trabalhadores rurais.
Article
Full-text available
Nas últimas décadas ocorreu uma expansão da luta agrária no meio rural brasileiro. Ciente de seus direitos, a classe trabalhadora rural passou a se organizar e a reivindicar ações e políticas públicas junto aos governantes e ao Estado nacional. Particularmente nos governos Lula e Dilma (2003-2015) foi elaborado e implementado o II Plano Nacional de Reforma Agrária (PRNA), enquanto estratégia para a execução da política agrária, cujos objetivos centrais, além de democratizar o acesso a terra, buscavam superar o dramático quadro de concentração da terra no país. Em função disso, nota-se que durante esse período ocorreu o maior número de assentamento de trabalhadores rurais. Esse cenário começou a mudar negativamente a partir da posse do governo Temer, originário de um golpe de Estado. O presente texto analisa as ações agrárias que estão sendo implementadas pelo atual governo, procurando mostrar o retrocesso político nesta área dramática no Brasil.
Article
Full-text available
Resumo Este artigo analisa a construção de políticas públicas para a agroecologia no Brasil focalizando: (a) o contexto econômico, político e institucional e os processos de organização social que possibilitaram a emergência dessa agenda pública; (b) a constituição de redes de promoção da agroecologia e sua capacidade de influenciar a ação pública; (c) a incorporação do enfoque agroecológico nas políticas públicas considerando a coexistência de distintas concepções de agroecologia. Os resultados são provenientes de uma pesquisa interinstitucional que envolveu diversos pesquisadores e organizações vinculadas à Rede Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina (PP-AL). Os mesmos apontam que a construção de políticas a favor da agroecologia ganhou espaço a partir de 2002, quando a eleição do presidente Lula levou para dentro da estrutura do Estado atores com interface direta com movimentos sociais e sindicais. Na ampla coalizão política que se formou no novo governo e, sobretudo, no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), predominaram movimentos agrários com suas tradicionais pautas em torno do crédito rural e da reforma agrária. No entanto, eles passaram a conviver com um movimento agroecológico cada vez mais expressivo e organizado, o que levou à incorporação gradual
Article
Full-text available
Latin American agroecology proposes a transformation of conventional agri-food systems. It is driven by social movements that have succeeded in forming coalitions that have promoted its integration into public policies. These policies involve a range of instruments that are often embedded in programmes that also support organic agriculture and sustainable agriculture. However, while these two types of agriculture propose more ecological practices, they do not question the basis of the conventional agri-food system. The implementation of instruments to support agroecology therefore depends on the power relations established within each country. This Perspective analyses these policies and their influence on the development of agroecology in eight countries: Argentina, Brazil, Chile, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Mexico, and Nicaragua. These policies remain fragile while the support for large-scale conventional agriculture still dominate. Their challenge is therefore to convince more broadly farmers, consumers and policymakers about the importance of issues such as public health and food security.