BookPDF Available

Robótica e Processos Formativos: da epistemologia aos kits (Org)

Authors:

Abstract and Figures

A coletânea Robótica e Processos Formativos: da epistemologia aos kits está disponível em https://www.editorafi.org/729robotica
Content may be subject to copyright.
A preview of the PDF is not available
... Dentro deste cenário, a robótica, com sua natureza multidisciplinar, ganha destaque por possibilitar a criação de um ambiente adequado a compreensão de assuntos científicos e não científicos, permitir aplicações reais dos conceitos de Research, Society andDevelopment, v. 10, n. 4, e6310413889, 2021 (CC BY 4.0) | ISSN 2525-3409 | DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13889 8 engenharia e tecnologia e auxiliar na superação das dificuldades criadas pela abstração da ciência e da matemática (Peralta, 2019). ...
Article
Full-text available
A Quarta Revolução Industrial estendeu a transformação digital para o ambiente educacional, ao reconfigurar o mercado de trabalho e exigir novas habilidades e competências dos profissionais. Desse modo, a Educação 4.0 tem como proposta a inserção de novas tecnologias no ambiente educacional para que o processo de ensino-aprendizagem transcenda a educação tradicional ao impulsionar o ensino inovador e o aprender fazendo, abrindo espaço para uma aprendizagem baseada na experimentação, desenvolvimento de projetos e vivências. Nesse cenário, a robótica educacional se apresenta como um recurso pedagógico capaz de auxiliar a transição tecnológica-digital da educação. O objetivo dessa pesquisa é analisar a robótica educacional como recurso pedagógico capaz de atribuir ao ensino e aprendizagem recursos atuais rumo a Educação 4.0. Para isso, uma análise bibliométrica de coocorrência de palavras foi desenvolvida, visando realizar o levantamento dos principais termos referentes a robótica educacional presentes na literatura e compreender a expansão da robótica como recurso pedagógico ao longo dos anos. Os resultados demonstraram que a robótica como recurso pedagógico encontra-se em plena expansão promovendo a aprendizagem por experimentação, estando associada ao pensamento computacional, as teorias de aprendizagem construtivistas e construcionistas e promovendo o ensino baseado na resolução de problemas. Caracterizando-se como recurso pedagógico atual capaz de proporcionar um ambiente de aprendizagem multidisciplinar favorecendo a integração digital na vida cotidiana dos alunos e a incorporação de habilidades e atitudes capazes de prepará-los para o exercício pleno da cidadania em uma sociedade em constante evolução.
Conference Paper
Full-text available
Este projeto visa despertar o interesse de estudantes de nível médio pela área das Engenharias, e tem parceria com três escolas públicas de Ele também busca fomentar a vocação de alunas de graduação da UFRN para as áreas de Engenharias. Mais precisamente, o projeto dispõe-se em engajar alunas dessas escolas, monitoradas por alunas de graduação da UFRN e demais membros docentes do projeto, na operacionalização de um time de robôs capaz de disputar partidas de futebol de forma autônoma e inteligente. Isso possibilita que as alunas tenham contatos com conhecimentos científicos e tecnológicos multidisciplinares (mecânica, eletricidade, matemática, programação, eletrônica, etc.), por meio dessa aplicação prática em atividades lúdicas.
Thesis
Full-text available
Um ensino de física contextualizado é fortemente identificado no discurso de professores, educadores e pesquisadores da área, reforçado também pelos próprios documentos oficiais do Ministério da Educação do Brasil. Entretanto, a própria noção de contextualização apresenta diferentes vertentes, algumas das quais têm uma visão simplista e acrítica sobre a contextualização no processo de ensino e aprendizagem. Defendemos, contudo, uma contextualização que passe pela problematização e modelização dos saberes disciplinares, partindo de objetos (abstratos ou concretos) de uma dada realidade ou de uma prática social de referência, permitindo ao indivíduo revisitar e perceber o mundo ao seu redor de modo diferenciado, com novas perspectivas e possibilidades de ação. Tal abordagem tende a exigir múltiplas estratégias metodológicas e recursos didático-pedagógicos, dentre os quais destacamos a Robótica Educacional (RE), a qual encontra no ensino de ciências um campo novo de aplicações ainda por ser explorado, seja no cenário nacional seja no internacional. Nossa hipótese é a de que materiais dessa natureza potencializam o desenvolvimento de atividades com problematizações que permeiam uma vasta gama de práticas sociais, possibilitando que a realidade seja percebida e se transforme em objeto de reflexão. Ressaltamos que a RE não se justifica por si só, contar com novos e emergentes recursos oferecidos pelas novas tecnologias não necessariamente implica enriquecimento das aulas, é preciso pensá-las vinculadas às necessidades de formação. Especialmente no ensino de física, é necessário atentar-se ao saber-fazer, práxis, sem se esquecer do discurso lógico que o permeia e auxilia na compreensão desse saber-fazer, o logos. Com foco na Robótica Educacional para fomentar a contextualização, analisamos quatro atividades que fazem uso de kits da Lego no ensino de física. Dessas quatro atividades, duas foram aplicadas para estudantes do primeiro ano do ensino médio em uma escola pública do estado da Bahia, Brasil. Fundamentamos nossa investigação com base na Teoria Antropológica do Didático (TAD), a qual permite modelar o conhecimento por meio de uma Organização Praxeológica (OP) e analisar processos de estudo através dos Momentos Didáticos. Constatamos, dentre outras coisas, que a análise praxeológica gera indicadores que auxiliam numa possível reestruturação e desenvolvimento de sequências didáticas para fomentar o processo de contextualização no ensino de física, tais como os níveis de ressonância, podendo ser interno, um diálogo entre o bloco prático-técnico com o tecnológico-teórico da OP didática, e externo, denominado de Verossimilhança Praxeológica (VP), um diálogo entre a OP didática e a OP de referência. Isso foi feito em termos de tarefas, técnicas, tecnologias e teorias, bem como através da investigação da relação do indivíduo (X) com os objetos (O) contidos em diferentes práticas mas centradas em um mesmo bloco tecnológico-teórico. Assim, esperamos contribuir com soluções e reflexões sobre o desenvolvimento e estruturação de atividades didáticas para melhor contextualizar uma dada realidade na perspectiva que adotamos, além de compreender os limites e possibilidades da robótica nesse cenário educacional.
Conference Paper
Full-text available
Uma forma pedagógica de aumentar o interesse dos alunos de cursos de Engenharia é a elaboração de protótipos, no qual se possam unir os conteúdos teórico e prático da disciplina, usando a Abordagem Baseada em Problemas (ABP), como metodologia de ensino. Este artigo apresenta a implementação da metodologia na disciplina de Instrumentação Eletrônica, no qual envolveu a elaboração de um sistema automatizado para seleção de blocos de madeiras com cores RGB, através do uso de uma câmera CMOS, e a seleção destas peças através de um braço robótico. Ao final do semestre, é realizada uma avaliação da metodologia adotada, apresentando as percepções dos alunos e do professor.
Article
Full-text available
This work reports the use of educational robotics in teaching of computer programming logic as a tool that intends to assist with a practical perspective of a knowledge area that in the classroom is usually treated in an impractical way. During the course, a didactic kit of educational robotics was used, which allowed the student to experience the logical questions, proposing and evaluating solutions for challenges that involved the automation of environments, decision making from the reading of sensors, activation of mechanisms for realization certain tasks, among other challenges.
Article
O uso de robótica na aprendizagem é muito estudado e difundido. Este trabalho estuda a utilização de dispositivos eletrônicos para o desenvolvimento da robótica educacional. Foram realizados o estudo e comparação de alguns kits de robótica pedagógica disponíveis no mercado com o objetivo de verificar a real viabilidade de se construir uma placa GoGo Board e também sua avaliação para a utilização no ensino como uma ferramenta para promoção do aprendizado. Além do framework GoGo Board, foram avaliados kits da Lego, Fischer Technik e Alfa/PNCA.
Book
This book assesses how learning helps countries grow, develop, and become more productive. It looks at what government can do to promote learning and casts light on the significance of learning for economic theory and policy. It explains that the thing that truly separates developed from less-developed countries is not just a gap in resources or output but a gap in knowledge. It shows that the pace at which developing countries grow is largely a function of the pace at which they close this knowledge gap. The book takes as its starting point Kenneth J. Arrow's 1962 paper “Learning by Doing,” and explains why the production of knowledge differs from that of other goods and why market economies alone typically do not produce and transmit knowledge efficiently. It shows that closing knowledge gaps and helping laggards learn are central steps to growth and development. It also argues that creating a learning society is crucial if we are to sustain improved living standards in advanced countries. It provides new models of “endogenous growth” and shows how well-designed government trade and industrial policies can help create a learning society, while poorly designed intellectual property regimes can retard learning. It also explains how virtually every government policy has effects, both positive and negative, on learning. It argues that free trade may lead to stagnation whereas broad-based industrial protection and exchange rate interventions may bring benefits—not just to the industrial sector, but to the entire economy.
Article
Resumo: Este artigo tem como objetivo analisar a contribuição da robótica educacional na construção de conhecimentos de estudantes de duas turmas de níveis distintos-uma turma de Educação Básica e uma turma de Ensino Superior de duas instituições de ensino do Rio Grande do Sul. O presente estudo, de abordagem qualitativa e natureza aplicada, teve como objetivo explicar as contribuições do uso da robótica educativa para a construção de conhecimentos em áreas distintas: Física e Programação. A análise dos dados permite afirmar que o emprego da robótica educacional proporcionou aos estudantes tanto do Ensino Fundamental, como do Ensino Superior, articularem o campo teórico e o campo prático e, portanto, vivenciarem o conhecimento de uma forma mais concreta e significativa para a aprendizagem. A proposta de trabalho traz um forte apelo de interação que faz com que o estudante aprenda a trabalhar em grupo e desenvolva processos importantes como a cooperação e a colaboração entre os pares. Palavras-chave: Construção do Conhecimento, Robótica Educacional, Tecnologias. 1. INTRODUÇÃO As tecnologias estão cada vez mais presentes no cotidiano dos estudantes, os quais passam boa parte do seu tempo na escola. Por sua vez, a escola não incorpora essa evolução tecnológica ao seu cotidiano, não trazendo para o seu contexto a realidade dos estudantes. Imergir no mundo das tecnologias e, portanto, harmonizar-se com a época atual tem gerado resistência nas escolas, tanto por parte dos educadores (destacando somente aspectos negativos), quanto dos gestores (criando regras de proibição de uso) e até mesmo dos estudantes (utilizando no contexto educacional apenas para acessar informações). Tal fator se agrava em razão de que nem sempre a escola possui as tecnologias adequadas ou, quando as têm, o professor não recebe formação para utilizá-las. De acordo com Papert (1988, p. 17) " há porém, uma enorme diferença entre o que os computadores podem fazer e o que a sociedade