BookPDF Available

A Gramaticografia Portuguesa até 1822: Condições da sua génese e critérios de categorização, no âmbito da tradição latina, espanhola e francesa

Authors:

Abstract

Portuguese translation of «Die portugiesische Grammatikschreibung von 1540 bis 1822: Entstehungs¬bedingungen und Kategorisierungsverfahren vor dem Hintergrund der lateinischen, spanischen und französischen Tradition» (Tübingen, 2000) by Barbara Schäfer-Prieß, Translated by Jaime Ferreira da Silva, edited by Rolf Kemmler. Nota introdutória de Carlos Assunção e Gonçalo Fernandes, Tradução de Jaime Ferreira da Silva, Edição de Rolf Kemmler, Revisão de Sónia Coelho e Susana Fontes
A preview of the PDF is not available
Article
RESUMO: O foco deste texto e o exame de uma gramatica brasileira do seculo XIX, Grammatica brasileira ou arte de falar, conforme as regras de Manuel Borges Carneiro, de autor anonimo. Os objetivos da pesquisa sao: i) verificar se a variedade brasileira da lingua portuguesa e objeto de analise na obra; ii) investigar pistas que levem a seu provavel autor. A busca pela resposta ao problema desta pesquisa funda-se em principios da Historia das ideias linguisticas, tais como gramatizacao e horizonte de retrospeccao (Auroux 1992, 2006, 2007), pelos quais verificaremos se Luis Maria da Silva Pinto, autor do Dicionario da lingua brasileira (1832), e tambem o autor dessa gramatica, cuja denominacao refere o local de origem da obra, mas ela, em si, nao traz dados linguisticos que caracterizam o portugues do Brasil. PALAVRAS-CHAVE: gramatica brasileira, horizonte de retrospeccao, gramatizacao, lingua portuguesa, historia das ideias linguisticas, historiografia linguistica.
Article
Full-text available
Article
Full-text available
Se bem que seja bastante pouco conhecida, a gramática intitulada "Breve Compendio da Gramatica Portugueza para uso das Meninas que se educaõ no Mosteiro da Vizitaçaõ de Lisboa" (1786) merece especial destaque por não somente ser a primeira gramática escrita para o ensino feminino, mas também por ser a primeira gramática escrita por uma mulher. Face à única referência de uma autoria por uma pessoa chamada F.C., o artigo visa enquadrar a obra no contexto histórico -cultural, esclarecendo a questão da autoria e expondo alguns dos traços mais interessantes da gramática.
Article
Full-text available
This article studies the essence of linguistic ideas in the collection of didactic works united in the Novo Methodo de educar os meninos e meninas (printed 1815, published 1816) by the Vila-Real based Franciscan Frei José da Virgem Maria. In the 112 pages dedicated to Portuguese grammar, the subject is being treated in a mix of a dialogistic method and more extensive explicative notes. The analysis of some essential texts permits the identification of a massive influence of French general grammar by Nicolas Beauzée (1767) and corresponding entries in the Encyclopédie méthodique. Resumo Este artigo estuda a essência das ideias linguísticas presentes no conjunto didático constituído pelo Novo Methodo de educar os meninos e meninas (impresso em 1815, publicado em 1816) do franciscano vila-realense Frei José da Virgem Maria. Nas 112 páginas dedicadas à gramática portuguesa a matéria é abordada numa mistura entre o método dialogístico e notas explicativas extensas. A análise de alguns trechos chave permite a identificação de uma influência maciça da gramática geral francesa de Nicolas Beauzée (1767) e das entradas correspondentes na Encyclopédie méthodique. Palavras-chave: Historiografia linguística, gramática, educação, manual didático, Beauzée, grammaire génerale francesa, Encyclopédie méthodique.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.