Conference PaperPDF Available

Efeitos sedativos e cardiovasculares em onças-pardas anestesiadas com dexmedetomidina+cetamina e propofol+fentanil - Resultados preliminares

Authors:

Abstract

O presente trabalho objetivou avaliar os parâmetros cardiorrespiratórios e a qualidade da sedação de oito onças-pardas (Puma concolor), fêmeas, com idade e peso variados, clinicamente saudáveis submetidos à anestesia com dexmedetomidina e cetamina e mantidas sob infusão contínua de propofol e fentanil por 60 minutos para procedimento de coleta de oócitos. Após aplicação do dardo (dexmedetomidina 7µg/kg +cetamina 5mg/kg). Após sedação completa, foram avaliadas as frequências cardíaca e respiratória, e saturação de hemoglobina. Foi realizada cateterização da veia cefálica para infusão do propofol (2mg/kg/min.) + fentanil (0,2µg/kg/min), e as onças foram avaliadas quanto ao efeito sedativo dos fármacos por meio de escorese intubação orotraqueal para fornecimento de O 2 a 100%. Ao final do procedimento, os animais eram levadas ao seu recinto de origem, onde realizava-se a administração do reversor atipamezole (0,25mg/kg IM). Durante os 60 minutos de anestesia as pacientes apresentaram todos os parâmetros de sedação considerados satisfatórios. A recuperação das pacientes ocorreu de maneira tranquila, e após aplicação do reversor no período de 90 minutos todas já haviam adotado posição quadrupedal. The aim of this study was to evaluate the cardiorespiratory parameters and sedation quality of eight female Puma concolor, of varying age and weight, clinically healthy, undergoing anesthesia with dexmedetomidine and ketamine and maintained under continuous infusion of propofol and fentanyl. 60 minutes for oocyte collection procedure. After the administration of the dart (dexmedetomidine 7μg kg-1 + cetamine 5mg kg-1), the cardiac and respiratory rates and hemoglobin saturation were evaluated after a complete sedation. The cephalic vein catheterization was performed for infusion of propofol (2mg kg-1 min) + fentanyl (0.2μg kg-1 min) the ounces were evaluated for the sedative effect of the drugs by means of scores and orotracheal intubation to supply 100% O 2. At the end of the procedure, the animals were taken to their original site, where atipamezole reversal was administered (0.25mg kg-1 IM). During the 60 minutes of anesthesia the patients presented all sedation parameters considered satisfactory. Patient recovery occurred in a calm manner, and after application of the reversor in the 90minute period all had already adopted quadrupedal position.
ANAIS DA X MOSTRA CIENTÍFICA FAMEZ / UFMS, CAMPO GRANDE, 2017.
117
EFEITOS SEDATIVOS E CARDIOVASCULARESEM ONÇAS PARDAS ANESTESIADAS
COM DEXMEDETOMIDINA+CETAMINA E PROPOFOL+FENTANIL RESULTADOS
PRELIMINARES
Andreza Furtado de Souza1, Simone Marque Caramalac2, Bets-SabaNaateNaumann Cerqueira Leite3,
Verônica Batista de Albuquerque4, Pedro Nacib Jorge Neto5, Gediendson Ribeiro Araújo2, ThyaraDeco
de Araújo6,Fabrício de Oliveira Frazílio6
1Acadêmica do curso Medicina Veterinária - UFMS E-mail: furtado.andreza@hotmail.com
2Programa de pós-graduação em Medicina Veterinária - UFMS E-mail: simonecaramac@gmail.com;
gediendson@gmail.com
3ResidenteAnestesiologia e Emergências Veterinárias Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
FAMEZ UFMS- E-mail: betssaba@gmail.com
4Pesquisadora Bolsista DCR Fundect CNPq UFMS - E-mail: vevebat@yahoo.com.br
5Programa de pós-graduação em Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia -
FMVZ - USP E-mail: pepovet@usp.br
6Docente de Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ) UFMS E-mail:
thyara.deco@yahoo.com.br; fabricio.frazilio@ufms.br
Resumo: o presente trabalho objetivou avaliar os parâmetros cardiorrespiratórios e a qualidade da
sedação de oito onças-pardas (Puma concolor), fêmeas, com idade e peso variados, clinicamente
saudáveis submetidos à anestesia com dexmedetomidina e cetamina e mantidas sob infusão contínua de
propofol e fentanil por 60 minutos para procedimento de coleta de oócitos. Após aplicação do dardo
(dexmedetomidina g/kg +cetamina 5mg/kg). Após sedação completa, foram avaliadas as frequências
cardíaca e respiratória, e saturação de hemoglobina. Foi realizada cateterização da veia cefálica para
infusão do propofol (2mg/kg/min.) + fentanil (0,2µg/kg/min), e as onças foram avaliadas quanto ao efeito
sedativo dos fármacos por meio de escorese intubação orotraqueal para fornecimento de O2 a 100%. Ao
final do procedimento, os animais eram levadas ao seu recinto de origem, onde realizava-se a
administração do reversor atipamezole (0,25mg/kg IM). Durante os 60 minutos de anestesia as pacientes
apresentaram todos os parâmetros de sedação considerados satisfatórios. A recuperação das pacientes
ocorreu de maneira tranquila, e após aplicação do reversor no período de 90 minutos todas já haviam
adotado posição quadrupedal.
Palavras-Chave: anestesia dissociativa, agonistas alfa-2 adrenérgicos, opioide, Puma concolor,
Trendelenburg
SEDATIVE EFFECTS AND CARDIOVASCULAR IN PUMA CONCOLOR ANETHESIATE
WITH DEXMEDETOMIDINE + CETAMINE AND PROPOFOL + FENTANIL -
PRELIMINARY RESULTS
Abstract: the aim of this study was to evaluate the cardiorespiratory parameters and sedation quality of
eight female Puma concolor, of varying age and weight, clinically healthy, undergoing anesthesia with
dexmedetomidine and ketamine and maintained under continuous infusion of propofol and fentanyl. 60
minutes for oocyte collection procedure. After the administration of the dart (dexmedetomidine 7μg kg-1
+ cetamine 5mg kg-1), the cardiac and respiratory rates and hemoglobin saturation were evaluated after a
complete sedation. The cephalic vein catheterization was performed for infusion of propofol (2mg kg-1
min) + fentanyl (0.2μg kg-1 min) the ounces were evaluated for the sedative effect of the drugs by means
of scores and orotracheal intubation to supply 100% O2. At the end of the procedure, the animals were
taken to their original site, where atipamezole reversal was administered (0.25mg kg-1 IM). During the 60
minutes of anesthesia the patients presented all sedation parameters considered satisfactory. Patient
recovery occurred in a calm manner, and after application of the reversor in the 90minute period all had
already adopted quadrupedal position.
Keywords: dissociativeanesthesia, alpha-2 adrenergicagonists, opioid, Puma concolor, Trendelenburg
ANAIS DA X MOSTRA CIENTÍFICA FAMEZ / UFMS, CAMPO GRANDE, 2017.
118
Introdução
A onça-parda (Puma concolor) representa um dos maiores predadores felinos das Américas,
distribuindo-se pela América do Norte, Central e Sul (Caro-Munizagaet al., 2014). Atualmente, é possível
encontrar um grande número de onças-pardas vivendo em cativeiros, fato justificado pela diminuição de
seu habitat natural ou pela caça ilegal. Assim, para facilitar o manejo e permitir maior segurança aos
tratadores, a contenção farmacológica se faz necessária.
Os anestésicos dissociativos representam os principais fármacos utilizados na contenção química
de felinos silvestres, normalmente são associados aos agonistas alfa-2 adrenérgicos, benzodiazepínicos e
opioides.Além disso, as administrações de agentes reversores, como o atipamezole, tornam a recuperação
mais rápida e suave (Cerejo et al.,2015).
A quetamina, principal droga dissociativa empregada, permite eficiente imobilização, sem
alterações significativas do sistema cardiovascular e promove analgesia somática. Efeitos adversos como
sialorreia, pálpebras abertas e o reflexo laringo-faringeano ativo, em geral, podem ser observados em
felinos (Bertozzoet al., 2008).
Agonistas alfa-2 adrenérgicos, como a dexmedetomidina, podem ser utilizados em associação à
cetamina, possibilitando maiormiorrelaxamento, sedação profunda e analgesia visceral. Os opióides
também são utilizados como adjuvantes em diversos estudos e resultam em maior efeito analgésico e
potencializam a sedação (Cerejo atal.,2015). Koet al. (2011) ao realizam orquiectomias em gatos
recomendaram a associação de dexmedetomidina a cetamina, devido ao estímulo álgico envolvido,
associaram também o opiódebutorfanol ou hidromorfina, sendo estas associações seguras após 10
minutos da administração.
Todavia, relatos sobre utilização da dexmedetomidina em onças-pardas ainda são escassos.
Dessa forma, objetivou-se com o presente trabalho relatar a sedação, efeitos cardiovasculares e qualidade
da recuperação de onças-pardas sedadas com dexmedetomidina e cetamina e mantidas anestesiadas sob
infusão contínua de propofol e fentanil.
Materiais e Métodos
Foram anestesiadas oito onças-pardas, fêmeas, com idade e peso variados e clinicamente
saudáveis, procedentes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande, MS,
Brasil, onde as anestesias foram realizadaspara procedimento de coleta de oócitos. Os animais foram
submetidos a jejum prévio alimentar e hídrico de 12 horas.
Os parâmetros basais não foram avaliados, por tratar-se de uma espécie silvestre. A sedação foi
realizada com o auxílio da zarabatana contendo um dardocom dexmedetomidina (7µg/kg) associada à
cetamina (5mg/kg), aplicados por via IM. Após a administração dos fármacos, as onças foram avaliadas
quanto ao efeito sedativo dos anestésicos observando-se profundidade de sedação: (1) sem efeitos
sedativos; (2) ligeira sedação, alerta reduzido e alguma resposta ao estímulo acústico; (3) moderada
sedação; sonolência, cabeça baixa, reflexo palpebral moderado e rotação parcial do globo ocular ou (4)
marcada sedação: decúbito lateral ou esternal, sem resposta aos estímulos acústicos, cabeça baixa, fraco
reflexo palpebral e completa rotação do globo ocular. Além da escala de classificação numérica, sendo:
(0) completamente acordado, capaz de ficar de pé e andar e postura normal; (1) levanta, mas tem ataxia
quando tenta andar; (2) decúbito esternal, capaz de levantar a cabeça, ocasionalmente, faz tentativas de
levantar. Mas sem sucesso; (3) decúbito lateral, responsivo a luz, carinho e palmas (levanta a cabeça
ligeiramente ou parte da cauda) ou (4) decúbito lateral, não responsivo a luz. Carinho e palmas. Por fim,
avaliou-se a qualidade da anestesia: (1) boa ausência de vocalização, ptialismo, espirros e lambedura.
Sem aumento de atenção ao local da injeção. Ausência de atividade muscular incoordenada ou
involuntária; (2) satisfatória - presença de vocalização, ptialismo, lambedura compulsiva, espirros e
desconforto no local da injeção (terminando após 5 minutos no máximo) e (3) insatisfatória luta
violenta ou nenhuma imobilização. Desconforto severo (aumento da atenção)no local da injeção.
Ptialismo excessivo, vômito, lambedura e espirros compulsivos, atividade muscular involuntária (durante
mais que 5 minutos) (Lescano et al., 2014).
Diante da sedação completa, as onças eram levadas ao centro cirúrgico do recinto, onde seobtinha
acesso venoso (veia cefálica) e instituía-se a fluidoterapia (Ringer lactato 10mg/kg/h) e iniciava-se a
ANAIS DA X MOSTRA CIENTÍFICA FAMEZ / UFMS, CAMPO GRANDE, 2017.
119
infusão contínua de propofol (2mg/kg/min) associado ao fentanil (2µg/kg/min). Quando devidamente
paramentadas para a coleta dos oócitos, então se avaliava: frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR) e
saturação de hemoglobina (SpO2) (por meio de monitor multiparâmetros). Os animais permaneceram
anestesiados e monitorados por um período de 60 minutos. Decorrido esse período e finalizada a coleta,
os animais eram realocados em seus recintos de origem, onde se aplicava atipamezole (0,25mg/kg) via
IM como reversor da anestesia. As pacientes foram monitoradas durante a recuperação anestésica, até que
as mesmas adotassem posição quadrupedal e estivessem em condições de se alimentar e ingerir água,
além da observação da ocorrência de possíveis efeitos adversos decorrentes da associação anestésica.
Resultados e discussão
As médias e desvio padrão das médias das frequências cardíacas e respiratórias (FC e f) e da
saturação de hemoglobina no oxigênio (SPO2) estão apresentados na tabela 1. Os valores de FC e
fmantiveram-se dentro do padrão de normalidade para a espécie anestesiada com agonistas alfa2
adrenérgicos e agentes dissociativos. O que indicou que com relação a estes parâmetros a associação
mostrou-se segura.
Já a saturação de hemoglobina apresentou valores considerados abaixo dos aceitáveis para
animais mantidos sobre oxigenação (tabela 1). Tal achado pode ser justifica pelo posicionamento no qual
as pacientes eram mantidas para realização da coleta de oócitos (posição de Trendelenburg), mesa
inclinada a um ângulo de 45º (as onças permaneciam praticamente de cabeça para baixo) (Halm, 2012)
durante todo o procedimento, o que se fez necessário para a coleta. Porém, intubação orotraqueal e a
oxigenação com O2 a 100%, auxiliaram a minimizar a depressão respiratória, uma vez que todas as
pacientes mantiveram respiração espontânea e a saturação normalizou ao reposicionamento da mesa ao
final da coleta.
Tabela 1 - Média e desvio padrão das frequências cardíaca e respiratória e da saturação de hemoglobina
de onças pardas sedadas com dexmedetomidina e cetamina e mantidas anestesiadas por infusão contínua
de propofol e fentanil
Variáveis
Momentos
M15 min
M30 min
M60 min
Frequência cardíaca (FC) (batimentos/minuto)
92±30
83±19
87±27
Frequência respiratória (f) (movimentos/ minuto)
17±7
12±7
14±11
Saturação de oxihemoglobina (SPO2) (%)
90±7
88±11
90±6
A profundidade de sedação, a escala de classificação numérica e a qualidade da anestesia estão
descritas na tabela 2.
Tabela 2 -Escores de sedação de onças pardas sedadas com dexmedetomidina e
cetamina e mantidas anestesiadas por infusão contínua de propofol e fentanil
Variáveis
Momentos
M15 min
M30 min
M45 min
M60 min
Profundidade de sedação
4±0
4±0
4±0,4
4±0,5
Escala de classificação numérica
4±0
4±0
4±0
4±0
Qualidade da anestesia
1±0
1±0
1±0
1±0
Durante os 60 minutos de anestesia as pacientes apresentaram todos os parâmetros de sedação
considerados satisfatórios.
A recuperação das pacientes ocorreu de maneira tranquila, e após aplicação do reversor no período
de 90 minutos todas haviam adotado posição quadrupedal e demonstravam interesse por ingestão de
alimento e água. Não foram observados efeitos adversos relacionados ao protocolo instituído.
Conclusões
ANAIS DA X MOSTRA CIENTÍFICA FAMEZ / UFMS, CAMPO GRANDE, 2017.
120
O protocolo utilizado promoveu anestesia tranquila para procedimento de coleta de oócitos em
onças pardas, com estabilidade cardiovascular que, todavia, devido à posição de Trendelenburg
recomenda-se oxigenação com O2 a 100%.
Literatura citada
BERTOZZO, D;FREITAS, R.E; REIS F. et al. Contenção química em animais silvestres. Rev. Cien.
Eletrôn. Med. Vet, v.11, p.1-6, 2008.
CARO-MUNIZAGA, C; CONCHA-ALBORNOZ I. Descripción anatómica de los músculos delmiembro
pélvico de puma (Puma concolor). Int. J. Morphol, v.32, p. 1085 -1094, 2014.
CEREJO, S.A; JUNIOR, E.M. Contenção farmacológica em felinos silvestres. Rev. Investig, v.14, p. 39-
65, 2015.
HALM, M.A. Trendelenburg position:put to bed or angled toward use in your unit? AJCC, v.21, p.449-
453, 2012.
LESCANO, J;QUEVEDO, M; BASELLY, L. et al. Chemical immobilization of captive Cougars Puma
concolor(Linnaeus, 1771) (Carnivora: Felidae) using a combination of tiletamine-zolazepam, ketamine
and xylazine. J Threat Tax, v.6, p.66596667, 2014.
KO J.C, AUSTIN B.R, BARLETTA M. et al. Evaluation of dexmedetomidine and ketamine in
combination with various opioids as injectable anesthetic combinations for castration in cats. JAVMA,
v.239, p.1453-1462, 2011.
... A FC média observada durante a monitoração foi considerada normal para a espécie quando submetida à contenção farmacológica, de 72 a 84 bpm, valores estes próximos aos encontrados por Pachaly & Voltarelli-Pachaly (2011) com a combinação "ZAD" em P. leo e por Souza et al. (2018) em P. onca. A ausência de bradicardia pode ser resultado da aplicação da tiletamina associada aos efeitos antimuscarínicos benéficos promovidos pela atropina (LIN et al., 1993, CONGDON et al., 2011, diferentemente de trabalhos com Puma concolor em que se utilizou associação de fármacos sem o emprego da atropina e os autores relataram bradicardia significante (FRANCO et al., 2007;OLIVEIRA et al. 2016;SOUZA et al., 2017). ...
... SELMI et al. (2004) utilizaram 3,5 mg/kg de tiletamina e zolazepam em Leopardus pardalis, doses superiores às obtidas por extrapolação alométrica no presente estudo que foi de 2,13 ± 0,24 mg/kg. Os autores associaram esses fármacos à romifidina e à atropina e obtiveram média de tempo de latência de 7 ± 4,5 min, próximas às obtidas em P. concolor e P. onca (SOUZA et al., 2017;SOUZA et al., 2018). Entretanto, foi relatado que aos 52,3 minutos os animais conseguiam ficar em posição quadrupedal e caminhar por distâncias curtas, intervalo muito inferior ao observado no presente trabalho. ...
Article
Full-text available
Humans and companion animals are increasingly close ties, being the animal a member of the family and therefore experiencing the vulnerability existing in their family nucleus. The animal may be exposed to being neglected and / or suffering acts of cruelty on the part of the tutors, not being isolated situations within the society. Animal abuse is closely related to human interpersonal violence, especially family violence, inflicted on children, young people, the elderly and women. The aim of this review article is to demonstrate the relevance of the subject and to highlight the role of the veterinary professional as a fundamental actor in interrupting the cycles of violence, promoting a one health, saving human lives and reducing animal suffering.
Article
Full-text available
Objetivou-se avaliar a qualidade e segurança da contenção farmacológica de 16 exemplares de Puma concolor cativos, com a associação de tiletamina, zolazepam, detomidina e atropina (G1) ou tiletamina, zolazepam, detomidina, atropina e azaperone (G2). Os animais foram divididos aleatoriamente em dois grupos e as doses iniciais foram calculadas por meio de extrapolação alométrica interespecífica. A partir da análise estatística, observou-se que as frequências cardíaca, respiratória e a temperatura corporal se mantiveram constantes durante toda a avaliação, entretanto, a saturação parcial de oxigênio apresentou queda significativa no G2 aos 70 MPI no G2, ao se comparar com t0. No entanto o protocolo utilizado no G2 apresentou melhor contenção farmacológica, onde 100% dos exemplares apresentaram miorrelaxamento excelente e sem manifestações físicas de emêse. Ambos os protocolos avaliados são indicados para transporte, exame físico, colheita de amostras de sangue, avaliação odontológica e outros procedimentos pouco invasivos, de moderada duração, em P. concolor de cativeiro.
Article
Full-text available
Handling of large felids is highly risky, hence immobilization is required for the safety of personnel. Data on the effects of anesthetic drugs used for immobilizing Cougars Puma concolor are scarce. This study describes the anesthetic and cardiorespiratory effects of a combination of tiletamine-zolazepam (2mg/kg), ketamine (1.6mg/kg) and xylazine (0.4mg/kg) in pumas. Five captive adult and clinically healthy Cougars were included in this study. Animals were immobilized by remote injection using blow pipe and darts. The durations of induction, immobilization and recovery periods and their qualities were recorded. Heart rate, respiratory rate, body temperature and blood pressure were recorded at five minute intervals for 25 minutes. Then all animals received 0.125mg/kg of yohimbine, intramuscularly administered. Central tendency and dispersal statistics were calculated for each parameter. The duration of the induction period was 10.4±6.4 minutes and the duration of the recovery period was 83.3±35.1 minutes. Induction, immobilization and recovery periods were smooth and adequate anesthetic depth was achieved. The mean heart rate was 122±10 beats/minute, mean respiratory rate was 10±1 breaths/minute, mean body temperature was 39.1±0.2 0C and mean blood pressure was 139±12 mmHg. No statistically significant difference (p>0.05) was observed in vital parameters over the duration of the assessment. The tested anesthetic combination effectively immobilized the cougars included in this study and provided safety for the personnel involved. Though vital signs were not significantly affected, a degree of hypoventilation was observed and respiratory support is recommended when using this anesthetic combination in cougars.
Article
Full-text available
Carnivores are animals fascination exerted on people. Historically, they have been part of human culture and mythology for millions of years. In medicine, the structure and function are inseparable as the basis and foundation this science and art together are basic subjects in medical training. The cougar is one of the big cats are known for their ecology, reproduction and aspects of nutrition. However, aspects of their anatomy are very general. Is likely to be a protected animal, which could only be obtained and preserved for study only under special conditions, is preferred to standardize their anatomy such domestic cat. Was conducted classic dissection of the lower limbs of a specimen of adult male cougar, which took place on different topographic regions of the lower limbs of this sample. The comparative study demostrated by describing the muscular structures and its annexes that domestic cats can be used as an anatomical model to be extrapolated in future studies of these structures in the puma, except for some differences on certain points of origin and insertion in the development of some muscular structures.
Article
To compare the efficacy and cardiorespiratory effects of dexmedetomidine-ketamine in combination with butorphanol, hydromorphone, or buprenorphine with or without reversal by atipamezole in cats undergoing castration. Prospective, randomized, split-plot, blinded study. 30 healthy male cats. Cats were assigned to receive dexmedetomidine (25 ?g/kg [11.4 ?g/lb]) and ketamine (3 mg/kg [1.4 mg/lb]) with butorphanol (0.2 mg/kg [0.09 mg/lb]; DKBut; n = 10), hydromorphone (0.05 mg/kg [0.023 mg/lb]; DKH; 10), or buprenorphine (30 ?g/kg [13.6 ?g/lb]; DKBup; 10). Drugs were administered as a single IM injection. Supplemental isoflurane was administered to cats if the level of anesthesia was inadequate for surgery. At the conclusion of surgery, half the cats (5 cats in each treatment group) received atipamezole (250 ?g/kg [113.6 ?g/lb], IM) and the remainder received saline (0.9% NaCl) solution IM. All cats received meloxicam (0.2 mg/kg, SC) immediately prior to the conclusion of surgery. All drug combinations induced lateral recumbency, and intubation was achievable in 13 of 30 (43%) cats at 10 minutes after injection. Supplemental isoflurane was needed for the surgery in 1 of 10 of the DKBut-, 2 of 10 of the DKH-, and 7 of 10 of the DKBup-treated cats. Cats that received atipamezole had a significantly shorter recovery time. DKBut and DKH combinations were suitable injectable anesthetic protocols for castration in cats commencing at 10 minutes after injection, but cats receiving DKBup may require additional time or anesthetics for adequate anesthesia.
Contenção química em animais silvestres
  • Reis F
REIS F. et al. Contenção química em animais silvestres. Rev. Cien. Eletrôn. Med. Vet, v.11, p.1-6, 2008.
Contenção farmacológica em felinos silvestres
  • S Cerejo
  • E M Junior
CEREJO, S.A; JUNIOR, E.M. Contenção farmacológica em felinos silvestres. Rev. Investig, v.14, p. 39-65, 2015.