DataPDF Available

Abstract

No contexto do cinquentenário das «Aparições de Fátima», propõe-se neste ensaio um olhar panorâmico sobre este fenómeno, nos seus paradoxos e na sua plasticidade própria. Os santuários e a sociabilidade peregrina transportam tanto o que de mais ancestral caracteriza o comportamento religioso como o rasto da requalificação do religioso no contexto das modernidades múltiplas. Fátima – na sua narrativa, nos seus dispositivos e nas suas práticas – é um terreno privilegiado de descoberta dos itinerários de construção da identidade coletiva e um laboratório de observação das recomposições individuais do religioso. A exploração destes paradoxos é uma via de descoberta das características da modernidade religiosa.
ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.