BookPDF Available

A Dona do Tempo Antigo. Mulher e campo literário no Renascimento Português (1495-1557)

Authors:

Abstract

Ao longo deste pormenorizado estudo Roberto L. I. Samartim analisa a realidade do Portugal da primeira metade de quinhentos incidindo naqueles aspectos políticos, sociais e culturais que máis directamente influem no funcionamento do campo literário do Renascimento português e no papel que nele vai desempenhar a mulher como promotora e produtora de bens culturais entre 1495 e 1557. O autor ocupase neste trabalho da descriçom do campo literário do Portugal renascentista e das suas relaçons co campo do poder político, económico e religioso, e aborda as ideas força das persoas consideradas na altura os máximos representantes do Humanismo –nomeadamente no que di respeito ao papel específico que os humanistas reservam para o género feminino na sociedade e no campo literário renascentista– co objectivo de explicar em detalhe a funçom social dos produtos literários elaborados polas escritoras do Renascimento português e a posiçom que estas mesmas produtoras ocupam no quadro da política cultural desenhada polos agentes que dirigem o nascente Estado mercantil durante os reinados de D. Manuel e D. João III. A Dona do Tempo Antigo vem preencher a carência de estudos críticos sobre o papel que desempenhárom as mulheres no período clássico da literatura portuguesa, constitui a tese de licenciatura defendida por este membro do grupo de investigaçom Galabra na Facultade de Filologia da USC em Dezembro de 2001 e resultou ganhadora em 2002 do XIIo Prémio de Investigaçom Lingüística e Literária “Carvalho Calero” organizado pola associaçom cultural “Medúlio” e o Concelho de Ferrol.
A preview of the PDF is not available
... 1546), marchioness of Lombay, the favourite camarera mayor of the Emperatriz Isabel dePortugal (1503Portugal ( -1539 and the wife of Lluís's relative, Francesc de Borja, marquis of Lombay, later duke of Gandia and viceroy of Catalonia between 1539 and 1543.Reading Iberian Female Authorship after Christine de PizanO Livro das tres vertudes was followed by a rise in the number of publications employing an Iberian female perspective. Be this intentional or not -authors are readers themselves(Luna 135; Darnton 11) -, what seems clear is that fifteenth-century Iberian publications by women agreed on projecting an authorial female voice(Whetnall 148; see also Cantavella 1992;López-Iglésias Samartim). The publications of Teresa de Cartagena hold a special place here, as they illustrate "a writer's reflections on the creative process"(Deyermond 25). ...
Article
Full-text available
The notion and construction of authorship has been reinterpreted and shaped throughout history. In the Iberian world, the rise of authorial self-consciousness begins to manifest in the early thirteenth century, thanks to the gradual rise of vernacular languages as literary languages, which afforded a new understanding of the writer’s craft and place in society. The establishment of decrees within the sixteenth-century book trade reshaped it by making it compulsory to register on the work certain bibliographical details. The turn of the seventeenth century, furthermore, witnessed a rapid commercialization of the literary product — despite remaining rooted in a system of patronage, literary production began to give way to the active role of printer-publishers and booksellers. Writing for publication was a complex venture for most aspiring authors, to be sure. Nevertheless, pre-modern literary careers continue to be qualified, chiefly upon gender grounds. This essay, therefore, will reflect on the role of gender in early constructions of female authorship within Iberian book history, using a critical stance informed by new approaches to the field. It is hoped that it will help to provoke more nuanced discussions on the role of women as cultural producers within the pre-modern Iberian literary field.
... Da nossa parte, para além de termos realizado outro tipo de análise do campo lite- rário do Renascimento português em trabalhos anteriores (SAmARtim, 2003), a nossa experiência na construção e utilização de bases de dados para o estudo do campo lite- rário em geral, e do editorial em particular, no caso galego da década de setenta do sé-culo XX 2 , confirmou a utilidade deste tipo de ferramentas (empíricas) e de análises (quantitativas, qualitativas e relacionais) para a obtenção de resultados satisfatórios. ...
Article
Full-text available
Partindo da hipótese de que com a utilização de ferramentas relacionais de base empírica é possível gerar conhecimento novo sobre o campo literário do Portugal Renascentista, foi construída e testada a base de dados descrita no presente artigo, sendo utilizadas sobre o banco de dados nela arrumado diferentes técnicas para a realização de análises de tipo quantitativo, qualitativo e relacional. As abordagens realizadas sobre um corpus que contempla a totalidade do livro impresso em Portugal entre 1547 e 1557 confirmam essa hipótese inicial e permitem informar, a partir de demonstrações empíricas, das características dos volumes, tipologias e origens da produção, assim como das relações de mecenato estabelecidas entre a família real e os produtores e impressores ativos no Reino de Portugal no período em foco,
... serviram de ponto de partida conceitual ou foram diretamente adaptadas em função das necessidades e dos objetos de estudo de várias equipas de trabalho em projetos de investigação posteriores do grupo, quer coletivos quer individuais. Destacam neste sentido as análises quantitativas (Bello Vázquez 2008) ou as reflexões sobre as possibilidades de análises relacionais com utilização de ARS (Bello Vázquez e Blanco de la Barrera 2009) realizadas a partir da própria base de dados no projeto de investigação sobre o período ilustrado na Galiza, ou a adaptação e utilização destas mesmas ferramentas relacionais de FISEMPOGA para o estudo do campo do livro impresso no Renascimento português (Samartim 2013). 63 A presente comunicação está inserida no projeto de investigação "Discursos, imagens e práticas culturais sobre Santiago de Compostela como meta dos caminhos de Santiago" (FFI2012-35521), subsidiado polo Ministerio de Economía y Competitividas do Gobierno de España entre 2013 e 2016 (em diante ProjetoCS). ...
Chapter
Full-text available
O objetivo deste texto é apresentar a base de dados relacional (catalogador) do projeto “Discursos, imagens e práticas culturais sobre Santiago de Compostela como meta dos caminhos de Santiago”. De maneira complementar, são realizadas as primeiras abordagens do corpus documental cadastrado nesta ferramenta relacional na fase atual do projeto. Para além da descrição da estrutura e funcionalidades desta base de dados, pretende-se mostrar através de um conjunto de abordagens de tipo quantitativo, qualitativo, relacional e textual (a partir de um exemplo de mineração do texto ou text mining), as potencialidades de uma ferramenta que permite censar, organizar e selecionar materiais de diverso tipo e grande volume para a realização posterior de análises desde múltiplas perspetivas, permitindo elaborar hipóteses, extrair conclusõese superar eventuais abordagens impressionistas.
Article
This research aims to improve knowledge about the history of translation in Portugal, focusing specifically on the vernacular translation of Latin texts carried out by women at the end of the Middle Ages and the beginning of the Renaissance period. To this end, we will examine the information available on three woman translators whose work has come down to our days-Philippa of Lancaster, Infanta D. Catarina and Leonor de Noronha-, providing a brief survey of the works they have either authored or translated.
Chapter
Full-text available
Examinando com atenção o sistema literário português do último quartel do século XVIII podemos encontrar uma mulher, aristocrata e ilustrada, Teresa de Mello Breyner, Condessa de Vimieiro, poeta com o pseudónimo de Tirse 1 , e dramaturga anónima, que coloca vários e interessantes problemas no estudo da sua posição e da sua função no sistema. Trata-se duma produtora que, em primeiro lugar, experimentou uma trajectória crítica similar à doutras suas contemporâneas, passando de ocupar uma posição mais ou menos central no sistema ao progressivo e actualmente quase total desaparecimento dos estudos literários portugueses. Falamos de papel central do sistema porque, apesar de não ser tida em conta como produtora nem como intermediária pela crítica posterior ao século XVIII, não poderemos colocá-la noutro lugar se tivermos em conta o tipo de relação que mantivo com personagens do Setecentos português  Este trabalho não apresenta um resultado fechado, mas uma fase dentro de uma pesquisa muito mais ampla que está a ser desenvolvida pelo projecto de investigação «Luzes e Mulher em Portugal no século XVIII» dentro do Grupo de Investigação GALABRA da Universidade de Santiago de Compostela, dirigido pelo Prof. Elias J. Torres Feijó, e no qual trabalha também Eva Loureiro Vilarelhe.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.