Article

Formação humana: currículo para o desenvolvimento humano

Article

Formação humana: currículo para o desenvolvimento humano

If you want to read the PDF, try requesting it from the authors.

Abstract

No presente artigo pretendemos debater a análise crítico-reflexiva das premissas que sustentam a práxis da formação humana perpassando transversalmente os conceitos de desenvolvimento humano e o currículo. Entendemos o currículo de formação humana a partir da filosofia da práxis. Coadunando com nossas perspectivas epistemológicas, concordamos com a leitura de Semeraro (2001b), quando aponta que Gramsci melhor desvela o processo de elaboração da filosofia da práxis a partir de novas relações sociais; ou seja, desligado das puras abstrações, o filósofo italiano observa na “unidade das tensões dualistas e as contradições ricas e complexas” (“entre teoria/prática, intelectuais/massa, organização/espontaneidade, sociedade política/sociedade civil, ocidente/oriente, norte/sul, história do mundo/história particular”), a articulação para o desenvolvimento da atividade humana plena. A partir destes pressupostos colocados aqui enquanto premissas para a sistematização de nossos estudos, nos debruçaremos sobre dois grandes objetivos: (1) compreender o processo de humanização a partir da esfera das objetivações sociais e (2) a constituição do currículo de formação humana atrelado aos diferentes modos de produção, uma vez que demanda em diferentes formações sociais.

No full-text available

Request Full-text Paper PDF

To read the full-text of this research,
you can request a copy directly from the author.

... Este será seu objeto de aplicabilidade. O ser humano, ao longo do processo de seu desenvolvimento, acumula a história de sua atividade objetiva material, destacando em determinado momento os saberes e conhecimentos relevantes enquanto resposta às suas necessidades (Platt, 2006(Platt, , 2009 o elemento do conhecimento histórico que será relevante para um especial momento da humanidadeserão os saberes aplicados e determinantes para as condições de existência dos seres humanos em seu tempo e que são aplicados objetivamente em destaque de sua produção, intercâmbio e sinalizam os códigos de seu tempo em relação ao seu desenvolvimento (aqui se destaca a singularidade dos ISSN 1983-1579Doi: 10.22478/ufpb.1983-1579.39971 http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php ...
... A partir desse aporte é que propomos uma "reorientação do currículo". Sua ressignificação se fundamenta nos princípios de uma educação omnilateral/omnidimensional com vistas ao pleno desenvolvimento humano (Platt, 2006(Platt, , 2009. Sustentamos essa necessidade, uma vez que partimos do pressuposto de que uma formação situada apenas aos conhecimentos relevantes e singulares de um determinado período fragiliza os indivíduos a cada reestruturação produtiva, por exemplo, onde são requisitados novos aportes técnico-funcionais e socioculturais. ...
Article
Full-text available
Este estudo investiga uma proposta de reorientação curricular para a educação pública. Consideramos como ponto de partida a ressignificação dos saberes oficialmente válidos pelas instituições educacionais. A intenção inicial será a problematização de que exista, nas diferentes áreas do conhecimento, um específico objeto de estudo. Para retratar esta tese elencamos, para análise, oito disciplinas das áreas comumente encontradas nos currículos do ensino fundamental da rede pública de Londrina/PR e Florianópolis/SC, a saber: biologia, matemática, língua portuguesa, língua estrangeira, história, geografia, educação física e arte-educação. A tese aponta que ao determinar o específico de estudo de cada área do conhecimento é possível ressignificar as relações curriculares, pelo realinhamento das perspectivas político-pedagógicas destes saberes.
Article
Full-text available
Resumo Esse artigo tem como objetivo refletir a relação entre as formações profissional e humana a partir das relações de trabalho. Atualmente encontramos no modelo de gestão por competências elementos que favorecem uma compreensão mais ampla do ser humano em seu desenvolvimento. Porém, o papel do gestor é fundamental para a compreensão dos elementos que fazem parte desse processo, entendendo a organização como um campo de atualização não apenas profissional, mas também pessoal. Observa-se, paralelamente, o perigo de, através da idéia de competências, criar uma diferente maneira de controlar não apenas as práticas relacionadas ao trabalho mas a vida do trabalhador. Abstract: The objective of this article is reflecting the relation between the work formation and the human formation since the work relations. We found actually in management competence model some elements that benefit more extensive comprehension about human development. However, the management mission is fundamental to understand the elements that take part in this process what explain the organization like a field of personal and professional update. On other hand, we observe the risk of create a different way of human control thought competence concept.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.