ArticlePDF Available

“POESIA DE EXPORTAÇÃO”: A VIAGEM GEOGRÁFICA E ETNOGRÁFICA NA POESIA BRASILEIRA

Authors:

Abstract

A viagem etnográfica e geográfica na tradição Ocidental é descrita como uma fonte de poesia, formalizada através da mitologia, das narrativas de viagens e de relatos de encontros inesperados entre pessoas e culturas. Na Literatura Brasileira, a poesia é encontrada na Carta de Pero Vaz de Caminha, estendendo-se até a última viagem de Ulisses em “Finismundo” de Haroldo de Campos. Por que e com que propósitos o poeta brasileiros viaja? Neste artigo examinamos casos de poesia etnográfica e geográfica. Oswald de Andrade recorta poemas extraídos da "Carta" e de crônicas coloniais; em 1924, Blaise Cendrars, que fornece um protótipo de poesia de viagem para o modernismo, chega a São Paulo para praticar uma poesia de viagem que se estende até a Poesia Pau Brasil de Oswald de Andrade. No mediterrâneo, Murilo Mendes, João Cabral de Melo Neto, Ana Cristina César e Haroldo de Campos interpretaram poeticamente a geografia física. Os poetas concretos de São Paulo agem, através de uma rede internacional de materiais, de estruturas e de recepção. Poetas contemporâneos como Angélica Freitas exemplificam a deglutição das viagens globais virtuais em uma poesia brasileira híbrida. Através das viagens etnográficas, a poesia descobre tanto as suas origem e seus mais amplos significados.
A preview of the PDF is not available
ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
Crisantempo: No espaço curvo nasce um. São Paulo: Perspectiva
  • Haroldo Campos
  • De
CAMPOS, Haroldo de. Crisantempo: No espaço curvo nasce um. São Paulo: Perspectiva, 1998.
um livro 100% brasileiro. Teresa Thiériot, trad. e sel
  • Blaise Cendrars
  • . Etc
CENDRARS, Blaise. Etc..., etc.: um livro 100% brasileiro. Teresa Thiériot, trad. e sel. São Paulo: Perspectiva, 1976.
São Paulo: Brasiliense, 1982; Intimate Diary
  • Ana César
  • Cristina
CÉSAR, Ana Cristina. A teus pés. São Paulo: Brasiliense, 1982; Intimate Diary. Patricia E. Paige, Celia McCullough & David Treece, trans. London: Boulevard, 1997.
Raft of Odysseus: The Ethnographic Imagination of Homer's Odyssey
  • Carol Dougherty
DOUGHERTY, Carol. Raft of Odysseus: The Ethnographic Imagination of Homer's Odyssey. New York: Oxford University Press, 2001.
São Paulo: Cosac & Naife
  • Angélica Freitas
FREITAS, Angélica. Rilke shake. São Paulo: Cosac & Naife, 2007.
The Concrete Historical. The Harvard Library Bulletin
  • Roland Greene
GREENE, Roland. The Concrete Historical. The Harvard Library Bulletin, Summer 1992, vol. 3, n. 2, 9-35.