PosterPDF Available

Mentira e Ansiedade Social: Comparação de Diferentes Métodos de Entrevista na Deteção de Mentira

Authors:

Abstract

Não considerar as características individuais pode prejudicar a deteção da mentira, uma vez que algumas pessoas, devido ao seu comportamento aparentam naturalmente maior honestidade ou desonestidade do que outras. Neste estudo considerámos a influência do nível de ansiedade social na deteção da mentira, pois pessoas com elevada ansiedade social tendem a ser consideradas menos credíveis, podendo ser erroneamente percebidas como mentirosas. Os objetivos são o estudo das taxas de acerto na deteção da mentira, assim como a avaliação de dimensões associadas à mentira em sujeitos inocentes e mentirosos que reportaram níveis baixos e elevados de ansiedade social, recorrendo e comparando a Entrevista de Recolha de Informação e a Entrevista Acusatória.
Socialmente ansiosos considerados MAIS
NERVOSOS durante a Entrevista Acusatória
comparativamente à Entrevista de Recolha de
Informação, conforme seria expectável.
Contudo, MENOS NERVOSOS do que
participantes com baixa ansiedade social
durante a Entrevista Acusatória.
Treino na auto monotorização do
comportamento.
4. Departamento de Educação --> gabinete
Condição VERDADE Condição MENTIRA
Porta
destrancada
Mensagem
+ Porta trancada
Lista de instruções + 5 min. para preparar
o gabinete para um novo professor
3 min. de espera + Lista de instruções + 2
min. para imaginar preparação do gabinete
Sala de Entrevistas
-
mesmo participante respondeu a ambos os tipos de entrevista e foi
filmado Vídeos
Entrevistados com elevada ansiedade
social foram avaliados com MAIOR
ESFORÇO MENTAL na Entrevista de Recolha
de Informação.
ERI mais exigente cognitivamente
Elevada AS associada a maior carga
cognitiva
Possíveis explicações:
Tendência para considerar os outros honestos [5]
Treino na auto monitorização do comportamento ser característica da ansiedade social
As diferenças entre os grupos com elevada e baixa ansiedade social distanciam-se
pouco em termos de percentis
Socialmente ansiosos foram avaliados com
DISCURSOS MAIS DETALHADOS na
Entrevista Acusatória
Menor esforço mental nesta entrevista.
Preocupação em passar boa impressão.
Enviesamento negativo na interpretação
de situações sociais menor surpresa
perante eventos sociais negativos
MENTIRA E ANSIEDADE SOCIAL: COMPARAÇÃO DE DIFERENTES
MÉTODOS DE ENTREVISTA NA DETEÇÃO DA MENTIRA
Sónia Santos1, Beatriz Oliveira1,2,3, Paula Vagos1, Isabel M. Santos1,2 & Carlos F. Silva1,2
OBJETIVOS
Não considerar as características individuais pode prejudicar a deteção da mentira, uma vez que algumas pessoas, devido ao seu comportamento
aparentam naturalmente maior honestidade ou desonestidade do que outras. Neste estudo considerámos a influência do nível de ansiedade social na
deteção da mentira, pois pessoas com elevada ansiedade social tendem a ser consideradas menos credíveis, podendo ser erroneamente percebidas como
mentirosas [1].
Os objetivos são o estudo das taxas de acerto na deteção da mentira, assim como a avaliação de dimensões associadas à mentira em sujeitos inocentes e
mentirosos que reportaram níveis baixos e elevados de ansiedade social, recorrendo e comparando a Entrevista de Recolha de Informação e a Entrevista
Acusatória.
Referências bibliográficas
[1] Vrij, A. (2004). Why professionals fail to catch liars and how they can improve. Legal and Criminological Psychology, 9(2), 159181. [2] Vrij, A., Mann, S., & Fisher, R. P. (2006). Information-gathering vs accusatory interview style: Individual differences in respondents’
experiences. Personality and Individual Differences, 41(4), 589599. [3] Vrij, A., Granhag, P. A., & Porter, S. (2010). Pitfalls and Opportunities in Nonverbal and Verbal Lie Detection. Psychological Science in the Public Interest, 11(3), 89121. [4] DePaulo, B. M., Lindsay, J. J.,
Malone, B. E., Muhlenbruck, L., Charlton, K., & Cooper, H. (2003). Cues to deception. Psychological Bulletin, 129(1), 74118. [5] Levine, T. R., Park, H. S., & MacCornack, S. A. (1999). Accuracy in Detecting Truths and Lies: Documenting the “Veracity Effect.Communication
Monographs, 66, 125144.
1Universidade de Aveiro
2IBILI
3Universidade de Portsmouth
MÉTODO
Primeira Fase Entrevistados
Segunda Fase Observadores
Participantes
N
79
Sexo
81%
feminino (n= 64)
Idade
18
-47 anos (M=24.68; DP= 6.22)
Grau académico
>
Secundário
1. Questionário
Sociodemográfic
o e EAESDIS (*)
2. Constituição
dos grupos com
diferentes níveis
de AS
3. Alocação
aleatória às
condições
Verdade vs.
Mentira
Baixa Ansiedade Social
Elevada Ansiedade Social
G1: inocentes com baixa AS
G2: inocentes com elevada AS
G3: mentirosos com baixa AS
G4: mentirosos com elevada AS
Materiais
Escala de Ansiedade e Evitamento em
Situações de Interação Social (EAESDIS;
Pinto-Gouveia, Cunha e Salvador 2003) -
subescala de ansiedade/desconforto
Procedimento
N
158
Sexo
54%
feminino (n= 85)
Idade
18
-48 anos (M=24.20; DP= 4.55)
Grau
académico
>
Secundário
Observadores dos vídeos da
Entrevista de Recolha de
Informação
Observadores dos vídeos da
Entrevista Acusatória
Participantes
Materiais
Questionário de Heteroavaliação do
Desempenho:
1 item decisão inocente/mentiroso
3 itens sobre esforço mental; 3 itens sobre
nervosismo; 1 item sobre detalhe
Procedimento
1. Pré visualização do Questionário de
Heteroavaliação do Desempenho
2. Observação do vídeo da entrevista
3. Resposta ao Questionário de
Heteroavaliação do Desempenho
RESULTADOS E DISCUSSÃO
Discriminação de inocentes e mentirosos
Os resultados relativos à discriminação
de inocentes e mentirosos não foram
estatisticamente significativos nem no
sentido esperado:
Inocentes com elevada ansiedade
social foram frequentemente bem
identificados, sobretudo na
Entrevista Acusatória
Mentirosos com elevada ansiedade
social foram frequentemente
considerados inocentes, sobretudo
na Entrevista Acusatória
Avaliação de dimensões relacionadas com mentira
59,45
49,53
0
10
20
30
40
50
60
70
Esforço Mental - Entrevista de Recolha
de Informação
Elevada
Ansiedade
Social
Baixa
Ansiedade
Social
79,12
68,67
62
64
66
68
70
72
74
76
78
80
Detalhe - Entrevista Acusatóra
Elevada
Ansiedade
Social
Baixa
Ansiedade
Social
45,75 47,31
40,61
56,00
0
10
20
30
40
50
60
ERI EA
Nervosismo
Elevada
Ansiedade
social
Baixa
Ansiedade
Social
Contacto: santos.s@ua.pt
Diferentes tipos de
entrevista podem ter
influência na forma como a
mesma pessoa é
percecionada
Elevados Níveis de
Ansiedade Social podem
influenciar a opinião sobre
características
relacionadas com a
deteção da mentira
ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.