ArticlePDF Available

PROJETO XADREZ NAS ESCOLAS: OFICINAS TEÓRICO-PRÁTICAS PARA A COMUNIDADE

Authors:

Abstract and Figures

O Projeto Xadrez no Campus nasceu na UNIPAMPA, no campus de Caçapava do Sul, RS, há dois anos. Em 2015, a prática enxadrista foi inserida como uma atividade extracurricular em escolas do município, como instrumento de desenvolvimento intelectual, concentração e raciocínio lógico-matemático, e ainda, o lado emocional e social. O objetivo do Projeto é popularizar o esporte e incentivar estudantes que se destacam a representarem suas escolas. As oficinas são teórico-práticas, beneficiando cerca de sessenta estudantes de seis escolas municipais da cidade. O Projeto Xadrez nas Escolas atualmente contempla maior visibilidade na comunidade do município de Caçapava do Sul, tendo boa recepção nas oficinas. Nas edições de 2015, o JESCA e o JERGS, vários alunos do projeto obtiveram premiações. Os bolsistas do projeto também se destacaram em competições, aprimorando o projeto e conquistando espaço nas escolas e no próprio campus.
Content may be subject to copyright.
Projeto xadrez nas escolas: oficinas teórico-práticas para a comunidade
43
Revista ELO - Diálogos em Extensão
Volume 04, número 01 - julho de 2015
1
Universidade Federal do Pampa (Unipampa); Avenida Pedro Anunciação, 111, Vila Batista, Caçapava do Sul, 96570-000; (55) 3281-9000;
angelahartmann@unipampa.edu.br.
2
Universidade Federal do Pampa (Unipampa); Avenida Pedro Anunciação, 111, Vila Batista, Caçapava do Sul, 96570-000; (55) 3281-9000; eliudlinz@gmail.com.
3
Universidade Federal do Pampa (Unipampa); Avenida Pedro Anunciação, 111, Vila Batista, Caçapava do Sul, 96570-000; (55) 3281-9000; psara.silva@gmail.com.
4
Universidade Federal do Pampa (Unipampa); Coordenador do Projeto; Avenida Pedro Anunciação, 111, Vila Batista, Caçapava do Sul, 96570-000; (55) 3281-9000;
tierremigliorin@hotmail.com.
Resumo:
O Projeto Xadrez no Campus nasceu na Unipampa, no campus de Caçapava do Sul, RS, há dois
anos. Em 2015, a prática enxadrista foi inserida como uma atividade extracurricular em escolas do município
e como instrumento de desenvolvimento intelectual, da concentração, do raciocínio lógico-matemático e, ainda,
do lado emocional e social. O objetivo do Projeto é popularizar o esporte e incentivar estudantes que se destacam
nele a representarem suas escolas. As oficinas são teórico-práticas, beneficiando cerca de sessenta estudantes
de seis escolas municipais da cidade. O Projeto Xadrez nas Escolas atualmente contempla maior visibilidade
na comunidade do município de Caçapava do Sul, tendo boa recepção nas oficinas. Nas edições de 2015, do
JESCA e do JERGS, vários alunos do projeto obtiveram premiações. Os bolsistas do projeto também se
destacaram em competições, aprimorando o projeto e conquistando espaço nas escolas e no próprio campus.
Palavras-chave:
Xadrez. Ensino. Unipampa.
Área Temática: Educação.
Chess project in schools: theory-practice offices for community
Abstract: The Chess Project Campus was born in Unipampa on the campus of the Caçapava do Sul, RS,
two years ago. In 2015, the chess practice was inserted as an extracurricular activity in local schools, as an
instrument of intellectual development, concentration and logical and mathematical reasoning, and still, the
emotional and social side. The objective of the project is to popularize the sport and encourage students who
stand out to represent their schools. The workshops are theoretical-practical, benefiting around sixty students
from six local schools of the city. Chess in Schools Project currently includes more visibility of Caçapava do
Sul community, with good reception in the workshops. In the editions of 2015, of the JESCA and JERGS,
several students of the project obtained awards. Project fellows also excelled in competitions, improving the
design and achieving space in schools and at the university.
Keywords: Chess. Education. Unipampa.
Proyecto de ajedrez en las escuelas: teoría-práctica seminarios para la comunidad
Resumen: El Proyecto de Ajedrez en el Campus nacido en Unipampa, en el campus de Caçapava do Sul,
RS, hace dos años. Em 2015, la práctica del ajedrez se inserta como una actividad extracurricular en las
escuelas locales, como herramienta de desarrollo intelectual, concentración y el razonamiento lógico-matemático,
y además, el lado emocional y social. El objetivo del Proyecto es popularizar el deporte y animar a los estudiantes
que se destacan para representar a sus escuelas. Los cursos prácticos son teórico-práctico, beneficiando a en
Projeto xadrez nas escolas: oficinas teórico-práticas para
a comunidade
Angela Maria Hartmann
1
, Eliud Lins da Silva Neto
2
, Sara Maria Pereira da Silva
3
, Tierre Batista Migliorin
4
Hartmann, A.M.., Neto, E.L.S., Silva, S.M.P. & Migliorin, T.B.
44
Revista ELO - Diálogos em Extensão
Volume 04, número 01 - julho de 2015
Introdução
A utilização do xadrez como instrumento pedagógico tem contribuído para o aprimoramento de
habilidades intelectuais e valores éticos dos seus praticantes, proporcionando melhorias significativas
no âmbito escolar, com o incremento na capacidade de aprendizado dos discentes. Diversos países,
como Rússia, França, Inglaterra, Argentina, Cuba, Venezuela e México, já dispõem do xadrez como
ferramenta de estudos nas escolas, seja por meio de projetos, disciplinas ou atividades extracurriculares.
A prática do esporte tem sido utilizada com o objetivo de gerar um desenvolvimento intelectual de
forma lúdica e interessante para os participantes. Na Romênia, por exemplo, o xadrez é uma disciplina
escolar obrigatória e as notas de matemática dependem em 33% do desempenho dos alunos nas aulas
de xadrez, Sá (2005) apud Oliveira (2011).
Diversos estudos (VELOSO-SILVA, 2010; SILVA, 2010; FILGUTH, 2007) têm destacado os
benefícios da prática do Xadrez: intelectuais, afetivos e sociais. Segundo Veloso-Silva (2010), a prática
do xadrez é dinâmica e provoca mudanças relevantes e benéficas na postura dos jogadores, com o
estabelecimento de estratégias dialógicas, cooperativas e interativas, que proporcionam um
melhoramento e um empenho maior nos estudos em diferentes áreas do conhecimento. Silva (2010)
destaca que o xadrez propicia o desenvolvimento do raciocínio lógico associado à resolução de
problemas de Matemática, mas que os discentes, alvo de sua pesquisa, evoluíram não apenas nessa
área do conhecimento, mas também em outros componentes curriculares. Sua pesquisa confirma que
o xadrez contribui para a melhora do desempenho escolar.
A prática do xadrez contribui para o desenvolvimento de uma atividade de lazer sadia e educativa,
que amplia a capacidade lógica e a concentração, utilizando regras do xadrez como forma de contribuir
para uma conduta responsável do aluno dentro e fora da sala de aula. Sabe-se que o ensino do xadrez
em espaços escolares não acontece em boa parte do Brasil. Em parte, esse fato se deve à falta de
pessoas habilitadas para o ensino desse esporte nas escolas.
Na cidade de Caçapava do Sul (RS), essa realidade vem sendo mudada e o número de praticantes
do esporte está crescendo, gradualmente, com a contribuição do projeto de ensino de Xadrez no Campus,
desenvolvido pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa), campus Caçapava do Sul, no ano de
2014. Em 2015, o projeto de ensino de xadrez para acadêmicos do campus, foi transformado em um
projeto de extensão que leva o xadrez às escolas, sob a denominação de Xadrez nas Escolas. Atualmente,
o projeto abrange a comunidade de alunos de seis escolas do município, sendo desenvolvido em três
escolas-polo. Além de vir demonstrando resultados positivos desde a sua implementação, esse trabalho
já impulsiona o crescimento de numerosos adeptos dessa prática esportiva.
Objetivos
O principal objetivo desse projeto de extensão foi difundir a prática do xadrez entre a comunidade
local. Assim, o projeto foi aplicado em três escolas-polo do município de Caçapava do Sul - Escola
Técnica Estadual Dr. Rubens da Rosa Guedes, Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora
das Graças e
Escola Municipal Inocêncio Prates Chaves - além do próprio Campus da Unipampa,
Caçapava do Sul. Essas escolas estão localizadas em regiões estratégicas da cidade e são circundadas
por escolas menores do entorno, atingindo maior público. Outro objetivo traçado para o projeto foi
promover oficinas de xadrez para professores de escolas municipais e estaduais, sendo a oficina
realizada, na Semana de Formação Continuado para Professores do município. Ademais, ofereceu-se
uma atividade de lazer sadia e educativa para os alunos das escolas participantes, comunidade e
discentes da Unipampa, Campus Caçapava do Sul. Além disso, há relatos de professores das escolas
sobre a melhora de aprendizado de alguns alunos participantes do projeto. Por fim o projeto promoveu
a integração entre universidade e comunidade local.
torno sessenta estudiantes de seis escuelas municipales de la ciudad. Los proyecto ajedrez en las escuelas
actualmente incluye una mayor visibilidade en la comunidade del municipio de Caçapava do Sul, con buena
recepción al cursos. En 2015 ediciones, la JESCA y la JERGS, varios estudiantes premios de diseño obtenidos.
Los Becarios el proyecto también si destacaron em competiciones, mejorando el proyecto y ganar terreno en las
escuelas y en la universidad.
Palabras clave: Ajedrez. Educación. Unipampa.
Projeto xadrez nas escolas: oficinas teórico-práticas para a comunidade
45
Revista ELO - Diálogos em Extensão
Volume 04, número 01 - julho de 2015
Metodologia
A execução do projeto conta com o auxílio de dois bolsistas que promovem oficinas presenciais
para ensinar xadrez e também campeonatos envolvendo alunos de escolas, pessoas da comunidade e
discentes da Unipampa. Com auxílio de tabuleiros, jogos de peças, em tamanho oficial e relógio
analógico usados em competições, durante as oficinas são desenvolvidos exercícios com o objetivo de
apresentar as regras básicas que regem o jogo, simulações de competições e a notação enxadrística.
Os participantes do projeto têm aprendido: o movimento das peças (peão, bispo, cavalo, torre, rainha
e rei); movimentos especiais (captura, roque, en passant e promoção); tipos de empates (empate, comum
acordo, insuficiência de material, lei dos 50 lances, empate por repetição, rei afogado, xeque perpétuo)
e a diferença entre xeque e xeque mate.
Além disso, procura-se promover uma abordagem didática que contribua para a compreensão
do jogo pelos estudantes, considerando as dificuldades de cada faixa etária. As oficinas têm duração
de quatro horas e são realizadas no horário inverso das aulas regulares. Os bolsistas se deslocam para
as três escolas-polo durante a semana para ensinar a prática do xadrez a quase sessenta alunos do
município. As oficinas são constituídas por módulos que reúnem conceitos teóricos básicos, que são
assimilados com a prática do xadrez entre os estudantes, supervisionada pela equipe executora do
projeto de extensão. Ao decorrer do curso, conforme desempenho dos praticantes, são introduzidos
conceitos mais aprofundados relacionados a competições enxadristas, com exercícios que estimulam
a rápida leitura do jogo e exploração de possíveis estratégicas para obter êxito e conseguir vencer a
partida.
Resultados e Discussão
Durante 2014, o projeto foi desenvolvido na modalidade de ensino, a partir do qual se multiplicou
o número de acadêmicos praticantes do esporte. Em 2015, a proposta do projeto foi, na modalidade
extensão, voltada para alunos, professores de escolas municipais e estaduais da cidade de Caçapava
do Sul e pessoas da comunidade interessadas em aprender e/ou praticar o xadrez.
A atividade enxadrista foi difundida de modo que se tornou uma prática mais conhecida no
município, promovendo a socialização por meio de um esporte que contribui para ampliar a capacidade
de raciocínio e de resolução de problemas. Além disso, surgiram oportunidades e convites para
realização de uma oficina presencial para estudantes e professores da Educação Básica; produção de
um campeonato de xadrez no campus; produção de resumos e/ou trabalhos acadêmicos para
apresentação em eventos acadêmico-científicos.
Dois trabalhos apresentados no VI Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (Siepe),
da Unipampa (SILVA et al. e LANDIM et al., 2014), relatam detalhes do desenvolvimento do
projeto, na modalidade de ensino, executado em 2014, e outro resumo aprovado no VII Siepe,
ainda não publicado, apresenta a experiência do projeto, na modalidade extensão, no ano de
2015.
Destaca-se, em particular, que os dois bolsistas do projeto Xadrez na Escola desenvolveram, em
julho de 2015, uma oficina de formação de professores que visou o aprimoramento de habilidades de
professores municipais na prática do xadrez para que eles pudessem aplicá-lo nas suas escolas. A
oficina aconteceu no Instituto Municipal de Educação Augusta Maria de Lima Marques e reuniu
onze professores de sete escolas do município de Caçapava do Sul/RS.
Além disso, houve um bom desempenho dos alunos das escolas nos Jogos Escolares de Caçapava
do Sul (JESCA), em 2015. À procura dos estudantes pelo xadrez foi expressiva durante o evento que
teve 99 inscritos nessa modalidade de esporte, distribuídos nas categorias, masculina e feminina,
petiz, mirim, infantil e juvenil. Ressalta-se, ainda, que alguns jogadores participantes do projeto foram
classificados para a fase estadual e participaram dos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul (JERGS).
Os bolsistas Sara Maria Pereira da Silva e Eliud Lins Neto, também se mantêm competidores ativos,
atuando em várias competições, na categoria universitário. Sara, atualmente, é bicampeã nos Jogos
Universitários da Unipampa, além de ter ganhado os Jogos Universitários Gaúchos. Já Eliud é
bicampeão dos Jogos Universitários da Unipampa e 7° colocado nos Jogos Universitários Gaúchos.
Ademais, a bolsista Sara participou dos Jogos Universitários Brasileiros de 2014 e 2015, fase nunca
alcançada antes.
Hartmann, A.M.., Neto, E.L.S., Silva, S.M.P. & Migliorin, T.B.
46
Revista ELO - Diálogos em Extensão
Volume 04, número 01 - julho de 2015
Conclusões
O projeto de Xadrez conclui seu segundo ano de atividades em dezembro de 2015, sendo
fundamental tanto para a formação de estudantes de escolas públicas de Caçapava do Sul quanto
para prepará-los para participações em competições. Melhorando o desempenho e aumentando o
número de participantes em competições locais, o projeto tem contribuído para o fortalecimento da
integração entre universidade e escolas. Como objetivos futuros, pretende-se organizar um torneio
entre os participantes dos projetos durante os dois anos de 2014 e 2015 e demais jogadores da cidade
de Caçapava do Sul, com o intuito de fomentar a participação dos enxadristas caçapavanos e fortalecer
essa comunidade enxadrista.
Figura 1 - Capacitação de professores de escolas do município de Caçapava do Sul/RS.
Fonte: Projeto de Extensão Xadrez na Escola.
Figura 2 - Alunos da EMEF Inocêncio Prates Chaves em oficina teórico-prática.
Fonte: Projeto de Extensão Xadrez na Escola.
Projeto xadrez nas escolas: oficinas teórico-práticas para a comunidade
47
Revista ELO - Diálogos em Extensão
Volume 04, número 01 - julho de 2015
Fontes de Financiamento
O projeto contou em 2015 com duas bolsas (PROEXT) de 20h concedidas pelas Pró-Reitorias de
Extensão e Cultura e de Assuntos Estudantis e Comunitários (PRAEC), da Universidade Federal do
Pampa- Unipampa.
Referências Bibliográficas
FILGUTH, R. A importância do xadrez. Porto Alegre: Artmed, 2007.
LANDIM, A. A.; GONÇALVES, L. R. S.; NETO, E. L. S.; HARTMANN, A. M. Projeto Xadrez no
Campus: a prática e os benefícios do xadrez para o campus de Caçapava do Sul. VI Salão Internacional
de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE), da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Bagé, RS,
nov. 2014.
SÁ, A. V. M. O Xadrez e a educação experiências nas escolas primárias e secundárias da França. Rio de
Janeiro, 1998.
SILVA, L. R. Contribuições do xadrez para o ensino-aprendizagem de Matemática. 2010. 174 f.
Dissertação (Mestrado). Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, 2010.
VELOSO-SILVA, R. R. Práticas pedagógicas no ensino-aprendizagem do jogo de xadrez em escolas.
Motriz. Rio Claro, v. 15, n. 3, p. 509-509, jul./set. 2010.
ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
Article
Full-text available
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2009. O presente estudo tem como objetivo geral desvelar as práticas pedagógicas no ensinoaprendizagem do jogo de xadrez em escolas públicas da cidade de Montes Claros (MG). Optou-se pelo uso de procedimentos metodológicos das pesquisas quantitativa e qualitativa através da utilização dos instrumentos: questionário, entrevista semiestruturada e observação participante. A coleta de dados foi dividida em duas etapas, sendo, a primeira delas, o estudo exploratório em cinco escolas, na intenção de se obter critérios que levassem a um estudo aprofundado em apenas uma escola, através de um estudo de caso. Foi realizado um diagnóstico situacional, com a aplicação de um questionário a 20 alunos do 6º. e 7º. anos do ensino fundamental de cada uma dessas escolas (survey), totalizando 100 alunos, escolhidos de modo aleatório. A análise deu-se por meio do programa estatístico SPSS (versão 13.5). Quanto ao ensino do xadrez em algumas escolas investigadas, as abordagens didáticas se confundem com uma “prática pela prática”, vendo-se o jogo de xadrez tão somente como um jogo pelo jogo, tendo o ensino do xadrez fundamentado apenas nos seus aspectos técnicos, sem acompanhamento pedagógico adequado, sem professores comprometidos e envolvidos com o ensinar e com estrutura física pouca adequada para o desenvolvimento das múltiplas dimensões e potencialidades pedagógicas do jogo de xadrez. Identificaram-se, também, no lócus do estudo de caso, ações pedagógicas desse jogo baseadas em um processo dinâmico e ativo capaz de provocar mudanças, com o estabelecimento de estratégias cooperativas, dialógicas, interativas e, portanto, transformadoras, por meio de uma práxis pedagógica organizada, intencional, com dedicação e empenho, o que reforça os efeitos positivos que ali foram vislumbrados resultando em uma educação através do (e pelo) jogo de xadrez. A pesquisa teve por assertiva que, através de uma atuação didática pedagógica comprometida, pode-se levar às escolas novos conceitos de relações humanas, resgatando valores por meio do jogo de xadrez que oportunizem o aprimoramento de aspectos cognitivos, afetivos e sociais, princípios importantes na busca de uma educação de qualidade. As reflexões aqui apresentadas ressaltam a importância de esse jogo, quando inserido no contexto educacional, ser percebido por uma complexidade da prática pedagógica dos elementos que o permeiam. Somente assim será capaz de contribuir com a formação dos alunos em sua integralidade. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT This study aims to reveal the general teaching practices in the teaching-learning of the game of chess in public schools in the city of Montes Claros (MG). We chose to use the methodological procedures of qualitative and quantitative research through the use of instruments: questionnaire, semi-structured interview and participant observation. Data collection was divided into two stages, being the first one, the exploratory study in five schools, in order to obtain criterion that could lead to a detailed study in only one school, through a case study. It was realized a situational diagnosis, with the application of a questionnaire to 20 students of 6º and 7º years of basic education of each one of these schools (survey), totalizing 100 students, chosen at random. The analysis was made using the statistical program SPSS (version 13.5). Regarding the teaching of chess in some schools investigated, the didactic approach is confused with a "practice by practice” seeing the game of chess as a game by the game, and the teaching of chess based only on technical aspects without adequate monitoring teaching, without teachers committed and involved with the teaching and with a physical structure little suitable for the development of multiple dimensions and pedagogical potential of the game of chess. It was identified also in the locus of the case study, pedagogical actions of this game based on an active and dynamic process capable of causing changes in the establishment of cooperative strategies, dialogical, interactive and, therefore, that transforms, through a pedagogical praxis organized, intentional, with dedication and commitment, which reinforces the positive effects that there were glimpsed, resulting in an education through (and by) the game of chess. The research had as assertive that through of a performance didactic pedagogical compromised you can take to schools new concepts of human relations, redeeming values through the game of chess that gives opportunity to improve the cognitive, affective and social aspects, important principles in the search for a quality education. The reflections presented here emphasize the importance of this game, when inserted in the educational context, be understood by a complexity of the pedagogical practice of the elements that permeate it. Only thus will be able to contribute to training students in its totality.
Projeto Xadrez no Campus: a prática e os benefícios do xadrez para o campus de Caçapava do Sul
  • Referências Bibliográficas
  • R Porto Alegre
  • A A Landim
  • L R S Gonçalves
  • E L S Neto
  • A M Hartmann
Referências Bibliográficas FILGUTH, R. A importância do xadrez. Porto Alegre: Artmed, 2007. LANDIM, A. A.; GONÇALVES, L. R. S.; NETO, E. L. S.; HARTMANN, A. M. Projeto Xadrez no Campus: a prática e os benefícios do xadrez para o campus de Caçapava do Sul. VI Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE), da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Bagé, RS, nov. 2014. SÁ, A. V. M. O Xadrez e a educação experiências nas escolas primárias e secundárias da França. Rio de Janeiro, 1998. SILVA, L. R. Contribuições do xadrez para o ensino-aprendizagem de Matemática. 2010. 174 f.