ArticlePDF Available

Raymundo Faoro e os enigmas da transição política no início da década de 1980 no Brasil

Abstract

ThepUIpose ofthis study is to map some traces thatmade up the Brazilian authoritarianism inthebeginningofthe so-calledpolitical opening in Brazil. It is our intention to u.nderstand, in textswritten byRaymundo Faoro in the beginning ofthe 80s thatwere made knownby the media, the several arrangements that weremadebythosewho led the politicaldecompressionunderway.Among the most emphasized results are those which detect that the change that was in progress continued to reproduce the political exclusions through attitudes, measures and procedures that hindered the possibility ofnew social agents in the political arena. These strategies used bythe ruling state in order to inhibit democratizationofthe social and political lifewere "the secretofthe eternal old age", •that is, the secret was in a political process that kept, inside itself, elements that were capable ofmaking state practices to be perpetuated.
A preview of the PDF is not available
... As análises de seus artigos e entrevistas nos anos 2000 e 2001 estão levando em conta também dezenas de entrevistas e centenas de artigos produzidos por Faoro ao longo das décadas de 1970 3 , 1980 4 e 1990, os quais foram contemplados nas análises que trataram da problemática da mudança social e política, em Raymundo Faoro, nos períodos da distensão (1973-1979), da abertura (1980-1985), da Nova República (1985-1990) e também do período após a promulgação da Carta Constitucional de 1988(REZENDE, 20062006a;2006b;2008;2008a;2009 (FAORO, 1978;1978a;1979 A compreensão da vida política brasileira nas décadas de 1970 e 1980 passa necessariamente pelas múltiplas formas de resistência política que foram ganhando fôlego no interior da sociedade civil. Faoro fazia parte deste processo que ia criando formas de resistir, de questionar, de trazer a público os desmandos ditatoriais 7 . ...
Article
Full-text available
http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2011v45n1p201 A finalidade deste estudo é mostrar como Raymundo Faoro, através de seus textos publicados no semanário. Carta Capital acerca da conjuntura política brasileira nos anos 2000 e 2001, lança diversas luzes quepos sibilitam uma compreensão acerca das múltiplas dificuldades de superar as práticas e os procedimentos não-democráticos no país. Esta inves- tigação se aterá aos seus últimos escritos e entrevistas, os quais serão analisados à luz de suas demais obras publicadas na segunda metade do século XX. O proce-dimento básico de análise inserese numa pesquisa documental, na qual os textos de Faoro foram tomados como documentos que registraram os aspectos mais relevantes da realidade social e política brasileira. Suas análises revelavam as dificuldades de vislumbrar, no limiar do século XXI, avanços políticos expressivos rumo a mudanças substantivamente democráticas.
Article
Full-text available
A finalidade deste estudo é mapear em alguns textos de Raymundo Faoro, publicados semanalmente nos anos 2000 e 2001 na grande imprensa, a sua discussão sobre a democracia e a cidadania no Brasil em meio a um amplo debate intelectual e político sobre as possibilidades de estarem ou não emergindo as condições de efetivação tanto da democracia quanto da cidadania. Ele acentuava que não era possível supor qualquer avanço rumo à condição cidadã enquanto não vigorasse no país um Estado de direito democrático. A cidadania e a democracia são partes de um mesmo processo, segundo ele. O desmonte do Estado de exceção no Brasil levou diversas forças sociais a refletir sobre as possibilidades ou não de estar emergindo uma condição cidadã substantiva, por isso, para ele, a institucionalização democrática deveria ser pensada como um dos principais respaldos para a construção do espaço público. Nos seus artigos em semanários de circulação nacional, ele procurava demonstrar que teria de existir uma estreita relação entre os avanços institucionais rumo à democracia e os avanços sociais rumo à efetivação da cidadania.
Article
Full-text available
Resumo Faoro, baseado em Max Weber, faz uma distinção entre capitalismo economicamente orientado e capitalismo politicamente orientado. No livro Economia e Sociedade, este último faz uma discussão que está na base das indagações de Faoro sobre o capitalismo brasileiro. Sua principal indagação é: esse capitalismo politicamente orientado pelo Estado seria uma fase necessária para que ocorresse o desenvolvimento do capitalismo economicamente orientado, aquele fundado numa lógica racional e independente do poder estatal? Baseado em Weber, ele diz que não. O desenvolvimento desse capitalismo racional teria que lutar obstinadamente para suplantar o capitalismo politicamente orientado pelo Estado. Mas há, no Brasil, grupos empresariais dispostos a esse embate? O que o processo socioistórico teria demonstrado sobre essa possibilidade ao longo dos séculos XIX e XX? Uma parte de suas análises visa dar respostas a essas questões. Palavras-chaves Capitalismo, desenvolvimento; mudança social. Abstract Faoro, based on Max Weber, makes a distinction between the economically-oriented and the politically-oriented capitalism. In the book Economia e Sociedade, Weber discusses Faoro's questionings about the Brazilian capitalism. His main question was: Would this capitalism, oriented politically by the State, be a * Artigo recebido em 1º mar. 2005.
Urn desapontamento judicial
  • R Faoro
  • E Isto
  • Sao Senhor
  • Paulo
FAORO, R. Urn desapontamento judicial. Isto E Senhor, Sao Paulo, n.1137, p.29, 10jun. 1991.
Requiem para mais urn plano
  • R Faoro
FAORO, R. Requiem para mais urn plano. Isto E Senhor, Sao Paulo, n.1 095, p.23, 12 set. 1990.
IstoE Senhor, Sao Paulo, n.1093
  • R Faoro
  • Inovar Nao E Reformar
FAORO, R Inovar nao e reformar, nem mudar. IstoE Senhor, Sao Paulo, n.1093, p.25, 29 ago. 1990.
Confrontayoes ideol6gicas no Brasil
  • C Folha De
  • S Paulo
  • Sao Paulo
FURTADO, C. Confrontayoes ideol6gicas no Brasil. Folha de S. Paulo, Sao Paulo, p.3, 31 dez. 2002. c.A.
Cademo Mais. Entrevista concedida a Laura de Mello e Souza em 02 jun
  • S B Rolanda
  • De
  • Entrevista
  • S Folha De
  • Sao Paulo
  • Paulo
ROLANDA, S. B. de. Entrevista. Folha de S. Paulo, Sao Paulo, p.12-14, 8 ago. 2004. Cademo Mais. Entrevista concedida a Laura de Mello e Souza em 02 jun. 1981.