ArticlePDF Available

Las siete caras de la alfabetización en información en la enseñanza superior : Traduccción

Authors:

Abstract

Normalmente se entiende la alfabetización en información como un conjunto de apti-tudes para localizar, manejar y utilizar la información de forma eficaz para una gran va-riedad de finalidades. Como tal, se trata de una habilidad genérica muy importante que permite a las personas afrontar con eficacia la toma de decisiones, la solución de proble-mas o la investigación. También les permite responsabilizarse de su propia formación y aprendizaje a lo largo de la vida en las áreas de su interés personal o profesional. Aunque nos encontramos ante un creciente interés por la alfabetización en información dentro de la enseñanza superior, sin embargo se conoce comparativamente poco sobre cómo la vi-ven quienes utilizan la información. Las distintas caras de la alfabetización en informa-ción aquí descritas están sacadas de la experiencia de los profesores universitarios de dos universidades australianas. Ofrecen un cuadro de la alfabetización en información muy diferente de las listas de habilidades que generalmente encontramos en las publicaciones sobre el tema. En tanto que fenómeno, la alfabetización en información incluye la gama completa de la experiencia, y los estudiantes necesitan que se les capacite para conseguir experiencia en la alfabetización en información de todas esas formas. Igualmente necesi-tan reflexionar sobre las variaciones en la experiencia que detectan y entender qué formas de alfabetización en información son relevantes para situaciones diferentes. El aprendizaje de la alfabetización en información podría verse como una forma de conseguir llegar a experimentar el uso de la información de todas esas maneras diferentes. Una descripción más completa de las categorías y de la investigación a través de las cua-les se consiguieron puede verse en Christine Bruce (1997), Seven Faces of Information Literacy, AUSLIB Press, Adelaide, South Australia.
A preview of the PDF is not available
... Este artigo buscou traçar uma analogia entre o perfil profissional desejável de competências proposto por Le Boterf (2003) e a abordagem da aprendizagem informacional de Christine Bruce (2003Bruce ( , 2008) sob a perspectiva da Competência em Informação como fator social de compreensão e inclusão ao mundo do trabalho. A partir de pesquisa descritivo-exploratória de cunho bibliográfico, abordou-se discussões referentes à formação, à educação, à articulação, à integração e à mobilização de competências profissionais frente às demandas sociais do mundo do trabalho. ...
... The purpose of this article was to establish an analogy between the desirable professional profile of competences proposed by Le Boterf (2003) and the informed learning approach of Christine Bruce (2003Bruce ( , 2008 from the perspective of information literacy as a social factor of understanding and inclusion in the world of work. Based on a descriptive-exploratory bibliographical research, discussions were addressed regarding training, education, articulation, integration and mobilization of professional skills in view of the social demands of the world of work. ...
... Mediante as discussões expostas, neste artigo buscamos traçar uma analogia entre o perfil profissional desejável de competências proposto por Le Boterf (2003) e a abordagem da aprendizagem informacional de Christine Bruce (2003Bruce ( , 2008. Tais abordagens, quando postas em uma lógica transversal, destacam o protagonismo do indivíduo em uma situação profissional a partir da ótica da Competência em Informação. ...
Article
Full-text available
Este artigo buscou traçar uma analogia entre o perfil profissional desejável de competências proposto por Le Boterf(2003) e a abordagem da aprendizagem informacional de Christine Bruce (2003, 2008) sob a perspectiva da Competência em Informação como fator social de compreensão e inclusão ao mundo do trabalho. A partir de pesquisa descritivo-exploratória de cunho bibliográfico, abordou-se discussões referentes à formação, à educação, à articulação, à integração e à mobilização de competências profissionais frente às demandas sociais do mundo do trabalho. Tratou-se da Competência em Informação e sua relação com o mundo do trabalho. Tais abordagens, quando postas em uma lógica transversal e de aprendizagem pela experiência, destacam o protagonismo e o empoderamento das ações do indivíduo em uma situação profissional. A transversalidade das competências desenvolvidas no âmbito da formação para o mundo do trabalho com a Competência em Informação articula, integra e mobiliza habilidades, atitudes, valores e conhecimentos novos com os existentes que sustentam a compreensão holística em termos culturais, sociais, políticos, econômicos e temporais da situação e das ações profissionais, a reflexão, a tomada de decisão e a resolução de problemas por parte do indivíduo a partir do aprendizado que ele adquire com suas experiências e com as de sua rede de contato. The purpose of this article was to establish an analogy between the desirable professional profile of competences proposed by Le Boterf (2003) and the informed learningapproach of Christine Bruce (2003, 2008) from the perspective of information literacy as a social factor of understanding and inclusion in the world of work. Based on a descriptive-exploratory bibliographical research, discussions were addressed regarding training, education, articulation, integration and mobilization of professional skills in view of the social demands of the world of work. It was about information literacy and its relationship with the world of work. Such approaches, when placed in a transversal logic and learning through experience, highlight the protagonism and empowerment of the individual's actions in a professional situation. The transversality of skills developed in the context of training for the world of work with information literacy articulates, integrates and mobilizes new skills, attitudes, values and knowledge with existing ones that support a holistic understanding in cultural, social, political, economic and temporal situations and professional actions, reflection, decision-making and problem solving by the individual based on the learning he acquires from his experiences and from his contact network.
... Para tal, é necessário ouvir a voz dos "invisíveis", mediar suas necessidades informacionais para, posteriormente, propor ações ou programas que contemplem a competência em informação, esta, sendo entendida como um processo e se constituindo de "[…] atividades que objetivam desenvolver o senso crítico das pessoas em relação ao uso da informação" (BELLUZZO; SANTOS; ALMEIDA JÚNIOR, 2014, p. 67). Tais ações envolvem a utilização de abordagens didáticas, psicológicas e pedagógicas, além de dimensões, modelos, padrões e indicadores que são recomendados internacional e nacionalmente(ACRL, 2011(ACRL, , 2012AUSUBEL, 1982;BELLUZZO, 2018;BRUCE, 2003;CATTS;LAU, 2008; FREIRE,2011;KUHLTHAU, 2018;VITORINO;PIANTOLA, 2011).Tello (2008) apresenta diversos grupos vulneráveis levando em conta as fragilidades a que estão expostos, e que podem estar presentes em bibliotecas e centros de informação, ou pelos quais essas instituições podem trabalhar no sentido de facilitar o acesso aos serviços que oferecem. Segundo o autor:A mediação da informação no resgate da visibilidade e dignidade dos vulneráveis: o caso das pessoas em situação de rua ...
Article
A mediação da informação é abordada sob a perspectiva da vulnerabilidade social, considerando-se como sujeitos informacionais as pessoas em situação de rua. Questiona-se se tal população além de não ter as suas necessidades básicas atendidas pelo governo, terá a sua voz ouvida por profissionais da informação. Assim, tem como objetivo refletir acerca da mediação da informação enquanto promotora no resgate da cidadania e dignidade das pessoas vulneráveis, num ambiente de bibliotecas públicas. Trata-se de estudo com abordagem qualitativa, a partir de pesquisa bibliográfica realizada em catálogos de bibliotecas universitárias e do Portal de Periódicos da CAPES, envolvendo temáticas, como: mediação da informação, vulnerabilidade social, pessoas em situação de rua, competência em informação e biblioteca pública. Entendida como um processo que, junto com a competência em informação, tem potencial transformador para munir as pessoas para o empoderamento informacional, podendo minimizar a condição de miséria, e sobretudo as múltiplas vulnerabilidades a que são expostas. Compreende-se que os profissionais da informação de bibliotecas públicas são mediadores capazes de contribuir para que aos vulneráveis, que recorrem a esses espaços, possam dar voz às suas necessidades informacionais, possibilitando-lhes assim, mesmo que por um curto período e por motivos diversos, viverem o sedentarismo que não conseguem. Em espaços como a biblioteca pública, a presença da mediação da informação contribui para o avanço de uma sociedade com habilidades informacionais, para formar cidadãos mais críticos e cônscios de sua importância no mundo.
Article
RESUMO Este artigo buscou traçar uma analogia entre o perfil profissional desejável de competências proposto por Le Boterf (2003) e a abordagem da aprendizagem informacional de Christine Bruce (2003, 2008) sob a perspectiva da Competência em Informação como fator social de compreensão e inclusão ao mundo do trabalho. A partir de pesquisa descritivo-exploratória de cunho bibliográfico, abordou-se discussões referentes à formação, à educação, à articulação, à integração e à mobilização de competências profissionais frente às demandas sociais do mundo do trabalho. Tratou-se da Competência em Informação e sua relação com o mundo do trabalho. Tais abordagens, quando postas em uma lógica transversal e de aprendizagem pela experiência, destacam o protagonismo e o empoderamento das ações do indivíduo em uma situação profissional. A transversalidade das competências desenvolvidas no âmbito da formação para o mundo do trabalho com a Competência em Informação articula, integra e mobiliza habilidades, atitudes, valores e conhecimentos novos com os existentes que sustentam a compreensão holística em termos culturais, sociais, políticos, econômicos e temporais da situação e das ações profissionais, a reflexão, a tomada de decisão e a resolução de problemas por parte do indivíduo a partir do aprendizado que ele adquire com suas experiências e com as de sua rede de contato.
Article
O cenário global cada vez mais competitivo demanda novas necessidades e atitudes. Fatores como resolução de problemas e tomada de decisões assertivas, prospecção e monitoramento de mercado e concorrência e vantagem competitiva são diferenciais contemporâneos para a perenidade de uma organização e que necessitam e geram fluxos de informação que permeiam todos os ambientes organizacionais. Para que esses fatores obtenham êxito, é necessário que os sujeitos informacionais tenham competência em informação. Mediante pesquisa bibliográfica, foi desenvolvido um framework como modelo de gestão para o mapeamento e desenvolvimento da competência em informação que congregou três níveis organizacionais: institucional, estratégico e tático e operacional. O framework apresentado é um modelo de gestão que oferece referenciais teórico-práticos que inter-relaciona pessoas, ambientes organizacionais e informacionais e seus correspondentes fluxos de informação, cenários, competências e estratégias de ação para a competência em informação ser mapeada e desenvolvida de maneira macro e transversal em organizações. O framework valoriza a competência em informação e o talento humano como fatores críticos de sucesso em uma organização.
Article
Full-text available
RESUMO Apresenta resultado de pesquisa, que objetivou analisar a Competência em Informação no contexto da Educação a Distância (EAD), por meio da prática profissional de tutores a distância. Para tanto, como aporte teórico a pesquisa discorre sobre temas relacionados à EAD, Competência em Informação, os sete pilares de Bruce (1999) e sugere um quadro que inter-relaciona as temáticas. Os procedimentos metodológicos adotados referem-se a uma pesquisa de campo em uma instituição de ensino EAD, de uma cidade do interior do Paraná. Os dados qualitativos foram colhidos por meio de entrevista semiestruturada com os tutores a distância, com objetivo de identificar a prática da Competência em Informação em suas atuações profissionais. Os resultados identificaram que embora os tutores apresentem habilidades informacionais, a prática da CoInfo não é institucionalizada na universidade em questão. Conclui-se que a aplicação de modelos de Competência em Informação é essencial para a otimização de práticas profissionais no cenário EAD.
Article
Full-text available
RESUMO Introdução: Avaliar as perspectivas dos usuários da informação e suas habilidades no que tange às competências informacionais se torna necessário para entender como as novas maneiras e formas de organizar as informações estão chegando a seus usuários e se elas estão causando algum tipo de impacto positivo na execução das suas atividades profissionais e cotidianas. A Ciência Contábil é um curso no qual a gestão e a organização de informação são um insumo necessário para o eficiente desempenho das atividades profissionais. Assim, buscar entender a expectativa e o entendimento dos discentes dessa área pode ser um importante instrumento para compreender os impactos dessas novas habilidades. Objetivo: o presente estudo buscou responder à seguinte indagação: Qual o entendimento dos discentes do curso de Ciências Contábeis sobre algumas práticas vinculadas as competências informacionais? Metodologia: A pesquisa é classificada como descritiva, de levantamento misto (quali e quanti). Para tanto, foi empregada a estatística descritiva. A amostra foi não probabilística, composta por 200 discentes do curso de ciências contábeis de instituições públicas e privadas. Resultados: Os resultados apontaram que grande parte dos entrevistados apresentou elevado percentual das competências informacionais. Conclusões: Apesar de ter sido apresentado um elevado conhecimento nas práticas que envolvem estas competências, quando se tratam de práticas e termos mais usuais na Ciência da Informação, esses percentuais diminuem consideravelmente, sinalizando a necessidade de uma maior integração dessas duas ciências para ampliar o desempenho desses futuros profissionais.
ResearchGate has not been able to resolve any references for this publication.