Article

Como viver junto: visibilidade e legibilidade do cartaz da 27ª Bienal de São Paulo

Authors:
To read the full-text of this research, you can request a copy directly from the author.

Abstract

Resumo O presente artigo analisa a visibilidade e a legibilidade da imagem impressa no cartaz de apresentação do 27ª. Bienal de São Paulo. O cartaz foi criado pelo artista plástico argentino Jorge Macchi. As idéias de Roland Barthes e as obras conceituais de Hélio Oiticica norteiam toda a produção de mais de 100 artistas participantes da Bienal. No corpo do artigo, citações de autores da comunicação e da psicanálise são entrelaçadas com outras imagens veiculadas pela mídia impressa, em redes de televisão e obras de arte que participam da mostra da Bienal, com a intenção de nortear o desenho deste artigo. Todo este material engendra uma leitura da imagem impressa do cartaz de apresentação em conjunto com a pergunta formulada por Barthes em 1976: "A que distância devo me manter de meus semelhantes para construir com os outros uma sociabilidade sem alienação?" Com a intenção de tecer palavras (conceitos) e imagens, este artigo pretende ser um convite ao leitor-espectador a sair de seu lugar seguro de mundo e se lançar em busca de novas leituras de si, do outro e do mundo diante da inundação que as imagens provocam. Palavras-chave: imagem impressa, comunicação, psicanálise. Introdução O presente artigo refere-se à visibilidade e a legibilidade da imagem impressa no cartaz de apresentação da 27ª Bienal de São Paulo. O cartaz da Bienal foi projetado pelo artista argentino Jorge Macchi e entrou em circulação um ano antes da sua edição. A imagem intrigante nos meios artísticos, galerias e museus, de longe, lembra traços de pincel com a cor clara sobreposta ao branco chamando a atenção pela sutileza do movimento provocado. De perto, os olhos avistam recortes de aspas colocados de forma simétrica e presos nas pontas, por alfinetes. As aspas foram retiradas do jornal – mídia impressa de maior circulação – e não trazem nenhuma expressão ou citação. Na construção deste texto, cujo objeto é a análise do cartaz anunciado, recorreu-se a autores da Teoria da Comunicação e da Psicanálise, pois se julgou que eles poderiam nortear a leitura que se pretende fazer.

No full-text available

Request Full-text Paper PDF

To read the full-text of this research,
you can request a copy directly from the author.

ResearchGate has not been able to resolve any citations for this publication.
Videologias: ensaios sobre televisão
  • Maria Kehl
  • Rita
KEHL, Maria Rita Videologias: ensaios sobre televisão. São Paulo: Boitempo, 2004.
Como Viver Junto: Guia. São Paulo: Fundação Bienal
  • Lisette Lagnado
  • Paulo De São
LAGNADO, Lisette 27ª Bienal de São Paulo: Como Viver Junto: Guia. São Paulo: Fundação Bienal, 2006. Internet: http://www.diversao.uol.br Estou negociando e comunicando para descomunicar disponível em: <http://www.diversao.uol.br/27bienal/ Acesso em 12 nov. de 2006.