Article

Um Discurso sobre as Ciências

Authors:
To read the full-text of this research, you can request a copy directly from the authors.

Abstract

Este texto é uma versão ampliada da Oração de Sapiência proferida na abertura solene das aulas na Universidade de Coimbra no ano lectivo de 1985/86. Estamos a quinze anos do final do século XX. Vivemos num tempo atónito que ao debruçar-se sobre si próprio descobre que os seus pés são um cruzamento de sombras, sombras que vêm do passado que ora pensamos já não sermos, ora pensamos não termos ainda deixado de ser, sombras que vêm do futuro que ora pensamos já sermos, ora pensamos nunca virmos a ser. Quando, ao procurarmos analisar a situação presente das ciências no seu conjunto, olhamos para o passado, a primeira imagem é talvez a de que os progressos científicos dos últimos trinta anos são de tal ordem dramáticos que os séculos que nos precederam -desde o século XVI, onde todos nós, cientistas modernos, nascemos, até ao próprio século XIX – não são mais que uma pré-história longínqua. Mas se fecharmos os olhos e os voltarmos a abrir, verificamos com surpresa que os grandes cientistas que estabeleceram e mapearam o campo teórico em que ainda hoje nos movemos viveram ou trabalharam entre o século XVIII e os primeiros vinte anos do século XX, de Adam Smith e Ricardo a Lavoisier e Darwin, de Marx e Durkheim a Max Weber e Pareto, de Humboldt e Planck a Poincaré e Einstein. E de tal modo é assim que é possível dizer que em termos científicos vivemos ainda no século XIX e que o século XX ainda não começou, nem talvez comece antes de terminar. E se, em vez de no passado, centrarmos o nosso olhar no futuro, do mesmo modo duas imagens contraditórias nos ocorrem alternadamente. Por um lado, as potencialidades da tradução tecnológica dos conhecimentos acumulados fazem-nos crer no limiar de uma sociedade de comunicação e interactiva libertada das carências e inseguranças que ainda hoje compõem os dias de muitos de nós: o século XXI a começar antes de começar. Por outro lado, uma reflexão cada vez mais aprofundada sobre os limites do rigor científico combinada com os perigos cada vez mais verosímeis da catástrofe ecológica ou da guerra nuclear fazem-nos temer que o século XXI termine antes de começar. Recorrendo à teoria sinergética do físico teórico Hermann Haken, podemos dizer que vivemos num sistema visual muito instável em que a mínima flutuação da nossa percepção visual provoca rupturas na simetria do que vemos. Assim, olhando a mesma figura, ora vemos um vaso grego branco recortado sobre um fundo preto, ora vemos dois rostos gregos de perfil, frente a frente, recortados sobre um fundo branco. Qual das imagens é verdadeira? Ambas e nenhuma. É esta a ambiguidade e a complexidade da situação do tempo presente, um tempo de transição, síncrone com muita coisa que está além ou aquém dele, mas descompassado em relação a tudo o que o habita. Tal como noutros períodos de transição, difíceis de entender e de percorrer, é necessário voltar às coisas simples, à capacidade de formular perguntas simples, perguntas que, como Einstein costumava dizer, só uma criança pode fazer mas que, depois de feitas, são capazes de trazer uma luz nova à nossa perplexidade. Tenho comigo uma criança que há precisamente duzentos e trinta e cinco anos fez algumas perguntas simples sobre as ciências e os cientistas. Fê-las no início de um ciclo de produção científica que muitos de nós julgam estar agora a chegar ao fim. Essa criança é Jean-Jacques Rousseau. No seu célebre Discours sur les Sciences et les Arts (1750) Rousseau formula várias questões enquanto responde à que, também razoavelmente infantil, lhe fora posta pela Academia de Dijon 1 . Esta última questão rezava assim: o progresso das ciências e das artes contribuirá para purificar ou para corromper os nossos costumes? Trata-se de uma pergunta elementar, ao mesmo tempo profunda e fácil de entender. Para lhe dar resposta -do modo eloquente que lhe mereceu o primeiro prémio e algumas inimizades -Rousseau fez as seguintes perguntas não menos elementares: há alguma relação entre a ciência e a virtude? Há alguma razão de peso para substituirmos o conhecimento vulgar que temos da natureza e da vida e 1 Jean Jacques Rousseau, Discours sur les Sciences et les Arts, in Oevres Completes, vol. 2, Paris, Seuil, pp. 52 e ss.

No full-text available

Request Full-text Paper PDF

To read the full-text of this research,
you can request a copy directly from the authors.

... A medida que sus objetos de estudio y sus categorizaciones se diversifican, surgen conexiones en solidaridad epistémica y se ocasionan préstamos conceptuales (YOUNG, en ARDUINI & NERGAARD 2011) (cf. DE SOUSA SANTOS 2010[1987). ...
... A medida que sus objetos de estudio y sus categorizaciones se diversifican, surgen conexiones en solidaridad epistémica y se ocasionan préstamos conceptuales (YOUNG, en ARDUINI & NERGAARD 2011) (cf. DE SOUSA SANTOS 2010[1987). ...
... En las palabras preliminares como editores de la revista especializada Translation (volumen inaugural, 2011), Stefano Arduini y Siri Nergaard han propuesto la categoría de Post Estudios de Traducción para indicar, como "signo de los tiempos" del desarrollo disciplinar, la apertura del objeto de estudio "clásico" de la Traductología hacia diversas zonas del conocimiento. 1 En Um discurso sobre as ciências, extenso ensayo acerca del posicionamiento actual de las Ciencias Sociales (y las Humanidades) frente a las Ciencias Duras y las Ciencias Naturales como formas hegemónicas de producción del conocimiento, Boaventura de Sousa Santos (2010Santos ( [1987) sostiene el fortalecimiento de un paradigma emergente en que el concepto de "traducción" es fundamental. 2 En su contribución al volumen inaugural de Arduini & Nergaard (2011), Robert Young señala que "la traducción es una forma de conocimiento" en relación con dos aspectos de la noción de "traducción"; en primer lugar, las referencias a la traducción suelen implicar usos metafóricos del lenguaje (por ejemplo, es frecuente referirse a la traducción en términos de "puente", "mediación", o a la manera de una tensión entre los extremos de un continuo: el origen y la llegada) y, en segundo lugar, es recurrente emplear el concepto de "traducción" para referir el traslado de información en muy diversas áreas del conocimiento, incluidas las Ciencias Duras y las Naturales. ...
Article
Este articulo propone demostrar que en la novela Tiempo de Dragones de Liliana Bodoc se plantean diversas confrontaciones tópicas en la representación del “mundo natural” frente al “mundo cultural”; asimismo, la dialéctica entre lo natural y lo cultural se advierte en procedimientos de traducción de modelos, traducción cultural y traducción intersemiótica. Como conclusión de este análisis descrip-tivo, puede afirmarse que la representación de tales procedimientos de traducción permite postular una “ecología de la traducción”, en que el conocimiento del medio sólo es posible en el efecto de “ensamble de la traducción”; además, dicho análisis aporta un sustrato argumental válido para reconocer en la representación de procedimientos de traducción, así como en el estudio del medio de ocurrencia de tales procedimientos y en el efecto de ensamble que deviene, hechos de “traducción relacional”.
... Para abordar a contextualização da Ecologia de Saberes de Boaventura, é necessário descrever brevemente aquilo que a antecedeu e que serviu de base para formulação de seus pressupostos. Deste modo, destacamos inicialmente o contexto da ciência moderna, que de acordo com Santos (2008), se estabiliza como o modelo hegemônico de ciência, com base na racionalidade, e concebido a partir das revoluções científicas do século XVI. Para o autor, esse modelo estabelece um paradigma moderno que irá conduzir juízos para determinar aquilo que é científico e o que não é, no caso, descrito como senso comum. ...
... Para Santos (2008), um dos pontos mais relevantes desse momento de crise do paradigma da ciência moderna está na constituição daquilo que ele descreve como um paradigma emergente. O autor denomina conceitualmente esse paradigma como o "conhecimento prudente para uma vida decente", pois o mesmo não é somente científico, mas também social, e para o autor esse processo é concebido pela sociedade e, por isso, "o paradigma a emergir dela não pode ser apenas um paradigma científico (o paradigma de um conhecimento prudente), tem de ser também um paradigma social (o paradigma de uma vida decente)" (p.60). ...
... No outro espectro, temos o contexto hegemônico da Universidade, o qual já é bem explorado pelo meio científico e vai referir-se ao cientificismo culto e validador produzido e perpetuado pela Universidade, e principal fomentador da sua crise de legitimidade. Obviamente, esse cenário produz a invisibilização de saberes, conhecimentos e práticas que não se baseiam e não se estabelecem nas normas cultas do saber científico, uma consequência da hegemonia do conhecimento eurocêntrico e ocidental (SANTOS, 2005;2008). ...
Article
Full-text available
A estrutura de formação profissional em Gastronomia no Brasil vem se desenvolvendo ao longo dos últimos anos tendo atualmente cursos técnicos, tecnólogos, bacharelados e mestrado. Os cursos de bacharelados em especial se localizam em universidades públicas federais, que aqui reconhecemos como instituições públicas que detém uma função social. Reconhecemos o ideal teórico da ecologia de saberes do autor Boaventura de Sousa Santos como ideia propositiva para a ampliação da função social dessas instituições. Assim, este ensaio tem como objetivo apresentar uma proposta teórica de pensar uma Ecologia de Saberes no Ensino de Gastronomia como forma de potencializar a ação destes cursos localizados em Universidades Públicas e fomentar uma educação mais crítica, emancipadora, engajada e socialmente referenciada, a partir de uma perspectiva contra-hegemônica de compreender a Gastronomia e seus processos educativos. ABSTRACT: The structure of professional training in Gastronomy in Brazil has been developing over the last few years, currently having technical courses, technologists, bachelor's and master's degrees. Baccalaureate courses in particular are located in federal public universities, which we recognize here as public institutions that have a social function. We also recognize the theoretical ideal of the ecology of knowledge by the author Boaventura de Sousa Santos as a propositional idea for expanding the social function of these institutions. Thus, this essay aims to present a theoretical proposal to think about an ecology of knowledge in the teaching of Gastronomy as a way of enhancing the action of these courses located in public universities and promoting a more critical, emancipatory, engaged and socially referenced education, from a counter-hegemonic perspective of understanding gastronomy and its educational processes.
... A fim de responder a esta questão, objetiva-se, neste artigo, compreender como as discussões epistemológicas são discutidas à luz de teorias que contemplem a sistemicidade (MORIN, 2001), possibilitando a conexão de saberes tradicionais, a formação docente e os espaços não formais de ensino. A base teórica abrange os pensamentos de Morin (2001), Santos (2010), Silva (2010), Almeida (2017), Nóvoa (1994), e Imbernón (2011), para conduzir à questão delicada sobre educar a partir da compreensão entre os saberes. Morin (2005) revela o quanto é importante reagrupar os saberes para buscar a compreensão do Universo. ...
... Pensadores como Santos (2010), Silva (2010) e Freire (2006) partilham da mesma opinião quando refletem a partir da necessidade de construir valores antes renegados, pois existe na atualidade uma emergência em compreender os saberes da tradição e interligá-los ao conhecimento científico. Santos (2010) afirma que não se deve reverenciar apenas o conhecimento científico, ou o paradigma de um conhecimento prudente. ...
... Pensadores como Santos (2010), Silva (2010) e Freire (2006) partilham da mesma opinião quando refletem a partir da necessidade de construir valores antes renegados, pois existe na atualidade uma emergência em compreender os saberes da tradição e interligá-los ao conhecimento científico. Santos (2010) afirma que não se deve reverenciar apenas o conhecimento científico, ou o paradigma de um conhecimento prudente. Ou seja, é necessário também contemplar o paradigma de uma vida decente. ...
Article
Full-text available
Este artigo busca compreender discussões epistemológicas que contribuem para a conexão dos saberes formais e dos saberes da tradição, a partir da formação de professores em espaços não formais no ensino de ciências na Amazônia paraense, haja vista que este espaço é rico em sociobiodiversidade e visa um olhar mais sistêmico sobre o contexto educacional. A pesquisa aborda uma natureza bibliográfica que combina as visões de Morin (2001), Santos (2007), Silva (2010) e Almeida (2017), os quais trabalham com a urgência de conhecer o sujeito e o contexto em sua complexidade inerente, além de discutir uma formação holística de professores na ótica de Nóvoa (1994) e Imbernón (2011). Portanto, observar o ensino das ciências a partir dos saberes da tradição permite romper com a visão padronizada da ciência, o que constitui um marco importante nos cursos de formação de professores em vista de outros olhares aos espaços não formais de ensino.
... Então, tendo em vista a crescente crise do paradigma positivista como estrutura do pensamento e da práxis acadêmica e científica, experimentamos um momento profícuo à ruptura da hegemonia do paradigma cartesiano nos modos, nas concepções e nas expectativas de produção de conhecimentos (SANTOS, 2010). ...
Article
Embora haja uma certa convergência e sobreposição de conteúdos e metodologias, quando buscamos caracterizar os estudos da Comunicação, ainda há uma certa sombra que nebula os limites e eixos do campo. Tal característica tem na origem e no desenvolvimento dos estudos uma grande influência visto os intensos fluxos e diálogos com áreas afins que, por vezes, embaralha tentativas disciplinares. No presente texto trago reflexões sobre o tema, para perceber criticamente a disciplinarização das ciências humanas e sociais e adotar o pensamento complexo enquanto paradigma histórico e epistemológico das Ciências da Comunicação. Faço isso a partir de uma revisão bibliográfica de autores que trazem diferentes perspectivas quanto à origem do campo (TÉTU, 2002; PROULX, 2014; BOURE, 2015; RÜDIGER, 2019) e, posteriormente, apresento alternativas possíveis (FERREIRA, 2004; LOPES, 2007; BRAGA, 2008; SODRÉ, 2013) para pensar o campo sem recair em armadilhas de buscar determinações definitivas e binárias e se adote uma visão mais sistêmica da constelação cooperativa e dialética que configura a área, considerando sua multiplicidade e complexidade.
... Neste contexto, assiste-se a uma complexa relação de poder entre as áreas de conhecimentos. Uma breve retomada histórica nos ajuda a compreender que essa relação se perpetua, conforme Santos (1995), nos paradigmas que sustentam a racionalidade científica, desde o século XVI, legitimando a primazia da ciência sobre a natureza, da racionalidade sobre a sensibilidade, da teoria sobre a prática. Para Amorim e Castanho (2008, p. 1172 A dicotomia entre conhecimento científico e saberes de experiência, predominam, às vezes veladamente, nas discussões sobre as disciplinas necessárias para compor o currículo do curso de Pedagogia. ...
Article
Full-text available
Resumo: O relato de experiência apresenta discussões referentes ao (não) lugar de disciplinas que tratam da ludicidade, do corpo e da arte na formação de professores no Curso de Pedagogia. Aborda as relações de poder entre áreas de conhecimentos no contexto de reformulação do Curso de Pedagogia de uma universidade estadual do Paraná. Apresenta os elementos teórico-práticos de uma disciplina e suas contribuições na formação de professores de crianças, destacando a sensibilidade, o afeto, a experiência e a reflexão sobre a ação como formas de marcar a formação docente inicial. As análises tomam por base Gatti (1992), Friedmann (1998), Ostetto (2014), documentos oficiais, dentre outros. O texto conclui que é necessário um diálogo mais aprofundado sobre a infância e seus processos educativos no âmbito da reformulação do curso como forma de que os saberes da prática e das experiências sejam valorizados no percurso formativo para a docência com crianças. Palavras-chave: Arte e Infância. Formação de Professores. Teoria e Prática. Abstract: The experience report presents discussions regarding the (non) place of disciplines that deal with playfulness, the body and art in the training of teachers in the Pedagogy Course. It addresses the power relations between areas of knowledge in the context of the reformulation of the Pedagogy Course at a state university in Paraná. It presents the theoretical and practical elements of a discipline and its contributions in the training of teachers of children, highlighting sensitivity, affection, experience and reflection on action as ways of marking initial teacher training. The analysis is based on Gatti (1992), Friedmann (1998), Ostetto (2014), official documents, among others. The text concludes that a more in-depth dialog about childhood and its educational processes is necessary in the context of the reformulation of the course as a way for the knowledge of practice and experiences to be valued in the formative path for teaching with children.
... Não há natureza humana porque toda a natureza é humana. (SANTOS, 2003) No que concerne a discussão do autor, ao refletir sobre o pensamento em si, faz-se pela mescla de interatividades entre sociedade e meio natural através do cíclico processo que permite a fluidez entre esses participantes. Esse alavancamento é viabilizado graças à descontinuidade dicotômica que criva um viés falacioso da "natureza humana", segregada de integração á "natureza natural". ...
... Essa ideia está ancorada em Raffestin (1993) já tinha afirmado que o território se forma do e no lugar de que os sujeitos se apropriam (material e/ou simbolicamente) da natureza, por um processo denominado de territorialização e humanização do espaço, o que resulta na reorganização espacial e na criação de novas relações. Santos (2006) contribui, ainda, ao afirmar que o território é um lugar onde desembocam todas as ações, paixões, poderes, forças e fraquezas, onde se desenvolvem todas as relações sociais, afetivas, de trabalho e a existência humana. Raffestin (1993, p. 144) define o conceito como: "o território se forma a partir do espaço, é o resultado de uma ação conduzida por um ator sintagmático (criador de um programa). ...
Article
O território da Comunidade Tradicional do Iratapuru/Amapá foi impactado com a implantação da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, transformando não apenas estruturalmente as moradias, mas criando efeitos duradouros na identidade dos seus lares, que gerou a perda da identidade territorial. O presente estudo visa por meio dos olhares dos moradores - relatos vividos - elucidar a perspectiva do antes e o depois. Nesta perspectiva foram utilizados os preceitos metodológicos com base na revisão de literatura, ampliando a discussão da problemática em questão, e de modo qualitativo usar as entrevistas e conversas semiestruturadas para melhor compreender a realidade dos envolvidos. Diante da narrativa dialogada, apresentará quais alterações e dinâmicas foram diagnosticados, bem como o novo estilo de vida, com implicações sociais, as quais não apresentaram melhoras significativas na vida dos povos locais.
... 3) As ciências sociais não irão aceitar todas as formas de positivismo ou de mecanicismo idealista o que irá levar a uma revalorização dos estudos humanísticos; 4) Essa síntese irá visar um conjunto de galerias temáticas onde convergem linhas de água que serão como objetos teóricos estanques; 5) Assim que der essa síntese, a diferença entre conhecimento científico e conhecimento vulgar irá sumir e a prática será o fazer e o dizer da filosofia prática (SANTOS, 1995 O primeiro é a arrogância epistemológica. Nós, de dentro da universidade, nos colocamos em um pedestal de conhecedor de todo o saber e acabamos excluindo os métodos alheios das instituições de ensino. ...
... Ou seja, embora independentes politicamente, os países da América Latina ainda são intelectualmente dependentes da Europa e da América do Norte. Streck e Adams (2014) apresentam a utilização das metodologias de pesquisa participativas como giro metodológico, já que estas metodologias implicam no envolvimento do pesquisador, no olhar complexo sobre a realidade, envolvendo aspectos históricos, políticos, ambientais, econômicos, entre outros; mudando o rumo metodológico positivista baseado na observação descomprometida e no rigor científico aferido pela capacidade de quantificar e medir resultados (SANTOS, 2018). ...
Article
Full-text available
No presente trabalho, propomo-nos a refletir sobre a colonialidade do saber e como ela está presente nas pesquisas em Educação Ambiental. Nesse sentido, sumarizamos duas técnicas de pesquisa participantes, Observação Participante e Cartas Pedagógicas, e analisamos os resumos de teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande – FURG entre os anos de 2005 e 2020, verificando se a Observação Participante e as Cartas Pedagógicas foram utilizadas enquanto técnica de pesquisa. Entre os anos de 2005 e 2020, nenhuma tese ou dissertação utilizou as Cartas Pedagógicas e apenas 5,8% das pesquisas analisadas utilizaram a Observação Participante, apontando para o potencial da utilização dessas técnicas como giro metodológico das pesquisas em Educação Ambiental.
... O livro O ponto de mutação 2 (Capra, 2006) do polêmico Fritjof Capra é um exemplo de defesa de que a visão objetificada do mundo natural alastrou-se por diferentes construções sociais e culturais, causando uma crise no mundo moderno (Pigozzo, Lima, e Nascimento, 2019). Embora Fritjof Capra em si não tenha grande penetração nos trabalhos acadêmicos, Boaventura de Sousa Santos (2008) inspira-se na proposta de Capra em suas discussões pós-modernas. 3 A oposição entre a visão moderna e a visão de outras culturas, como a cultura quilombola brasileira, também é discutida por Antônio Bispo dos Santos (2015), que reforça o potencial da cosmovisão quilombola para repensar o mundo contemporâneo. ...
Article
Full-text available
Vivemos em um período extremamente desafiador, em que o aumento das desigualdades sociais, o avanço da mutação climática e proliferação de situações climáticas extremas, bem como os resultados impostos pela pandemia de covid-19, demandam uma reflexão muito profunda sobre as bases que sustentam a organização social moderna. Resgatamos, nesse artigo, a noção de que os diferentes colapsos que se acumulam no mundo contemporâneo são consequências de uma cosmovisão extrativista subjacente ao mundo moderno. Defendemos, entretanto, que há uma diferença entre o discurso epistemológico oficial e o que encontramos nas práticas das ciências. Partindo de uma metafísica perspectivista e relacional, advinda dos estudos antropológicos de eduardo viveiros de castro e da antropologia do laboratório, propomos que as histórias das ciências oficiosas têm o potencial de contribuir para sonharmos outros mundos, justos e habitáveis. Para tanto, é necessário fundar uma pedagogia antinarcísica, no sentido discutido por castro, em que a valorização da autonomia dos sujeitos envolvidos, seja no processo histórico, ou na prática da sala de aula, deve ser tomada como princípio fundamental, em contraposição à imposição de uma proposta de mundo pré-definida, típica do pensamento hegemônico.
... Nessa perspectiva, as grandes transformações trazidas pela globalização desencadearam, entre outras reflexões, a dúvida sobre a posição supostamente favorecida da ciência sobre outras formas e tipos de saberes. Santos (2002) argumenta que o modelo global de racionalidade científica admite apenas o que pode ser chamado de saber científico e nega todas as formas de conhecimento que não se organizem pelos seus princípios epistemológicos e pelas suas regras de um método. Assim, essa concepção de modelo racional de ciência resultou na não aceitação de outras espécies de saberes. ...
Article
Full-text available
Quando refletimos sobre uma educação científica descolonizadora, resgatamos a história de pessoas, principalmente em suas relações com a ciência, a tecnologia e a sociedade. O presente artigo objetiva trazer essa e outras reflexões e estratégias de como descolonizar a história da ciência (HC) em uma abordagem ciência-tecnologia-sociedade (CTS). O nosso estudo está centrado em uma análise teórico-reflexiva que dialoga com a literatura, com o intuito de romper as fronteiras entre os diferentes saberes e direcionar uma educação científica decolonial. Os resultados nos mostram a necessidade tanto da educação CTS quanto da HC para a construção de um pensamento crítico em relação à ciência, ao mundo e à sociedade, que pode ser alcançado por meio da decolonialidade.
... Destaca-se a vivência de um hibridismo ou de uma transição paradigmática (Belotti, 2019;Ojeda & Strey, 2008;Souza Santos, 2005), já que se convive, no setor da saúde, com um modo de fazer e pensar biológico e curativo, mas também com uma intenção de efetivação da integralidade da atenção; de práticas fragmentadas em saberes profissionais e práticas pontuais e discursos bem elaborados sobre a interprofissionalidade; de uma racionalidade gerencial hegemônica, a qual trabalha com o aprisionamento da vontade, do desejo e dos interesses dos trabalhadores (Campos, 2010;Pimenta, 2012) e com a proposta de cogestão trazida pela PNH. ...
Article
Full-text available
Resumo O Sistema Único de Saúde se sustenta pelos pressupostos do trabalho coletivo, de relações transversalizadas e do compartilhamento de saberes e práticas. Tais princípios, todavia, encontram dificuldade de efetivação perante o modelo biomédico e o desmonte da saúde pública nos últimos anos. Assim, objetivou-se analisar as relações entre profissionais de uma equipe gestora municipal e profissionais dos serviços de saúde. Para isso, realizou-se sete grupos focais com profissionais de gerência e trabalhadores e diretores de serviços de saúde, totalizando 100 participantes. As transcrições dos grupos compuseram um corpus que foi submetido à análise lexical do tipo classificação hierárquica descendente com o auxílio do software Iramuteq, originando cinco classes: “Cotidiano dos Serviços”, “Metáforas da Relação Gestão-Serviço”, “Cotidiano da Gerência”, “Construir Junto?” e “Relação Gestão e Serviço”. A relação gestão-serviços é marcada por ambiguidades. Ora é percebida como distante, e os profissionais da gestão são tidos como os que planejam e decidem e os dos serviços, como os que executam. Ora é vista como lugar de construção conjunta de projetos coletivos em torno de um sistema que dá certo. Isso afirma a discussão de um hibridismo entre o paradigma dominante e o paradigma emergente. Esse último com a intenção de incluir no rol das práticas cotidianas da saúde um olhar para as subjetividades presentes e a perspectiva da construção de relações transversalizadas entre os diversos atores sociais, demandando espaços que potencializam coletivos capazes de promover cogestão.
... En este sentido, las diferentes reformas en el área de la educación incorporan la perspectiva intercultural, sea como uno de los ejes articuladores de los currículos escolares, sea introduciendo cuestiones relativas a las diferencias culturales como temas transversales 20(CANDAU, 2013, p. 150).Nesse sentido, apontamos que a interculturalidade pode ser não apenas mediadora desse processo, mas se constituir parte dele, contribuindo para superar tanto a atitude de medo quanto a de indiferente tolerância ante o "outro", construindo uma educação que tenha uma conectividade "tensa e intensa" entre os sujeitos, de forma híbrida e ambivalente(FLEURI, 2002). Tais prerrogativas visam garantir o direito à igualdade quando a diferença inferioriza, e o direito à diferença quando a igualdade descaracteriza(SANTOS, 2003). É por essas medidas que os cursos de formação de professores precisam pautar nos seus currículos a valorização das culturas existentes oriundas dos diferentes povos que construíram a identidade dos sujeitos. ...
... In this perspective, a conception of knowledge that depends on the context, being, at the same time, local and total (MORIN, 2000), and of a multidisciplinary, transversal and multidimensional reality, not compartmentalized (SANTOS, B., 2008), also needs to compose the curriculum and be problematized in the training of these educators. ...
Article
Full-text available
The Degree in Rural Education at Federal University of Maranhão (UFMA) began its activities in 2009 and was institutionalized in 2014. In order to encourage discussions, as well advance in the consolidation of this degree, we ask ourselves what the guiding principles of the curriculum are evident in the Pedagogical Political Project (PPP) of the Degree Course in Rural Education — Natural Sciences and Mathematics, at UFMA. Guided by this question, we bring a history of the creation of the course, we present the general aspects of its curricular organization and, finally, we weave reflections, in the hermeneutic perspective of Paul Ricoeur (1987), about the guiding principles of the curriculum that is evidenced in the PPP, namely: Education as a political act of social transformation; Teacher training in an emancipatory perspective and Alternation as a space for reflection-action-reflection. The interpretative exercise points to the need to broaden the debate regarding training by area of knowledge and interdisciplinarity in your curriculum.
... Por acaso surja à ideia de que durante a vivência da graduação não ocorriam diálogos entre o grupo dos behavioristas e o grupo dos psicanalistas, por exemplo, hipotetiza-se, portanto, poucos psicólogos acharão uma afronta tal afirmação, pois o comportamento comum, na história da Psicologia, é o de não buscar intersecções entre os modelos teóricos, dando-lhes uma visão dogmática. Porém, questões emergentes nas ciências (MORIN, 2005;PRIGOGINE, 1996, SANTOS, 1987STENGERS, 2002) e na Psicologia (GONZALEZ REY, 1997, 1999NEUBERN, 2004NEUBERN, , 2005NEUBERN, , 2009) questionam os fundamentos epistemológicos das ideias as quais têm sido ensinadas. ...
Article
Full-text available
Este trabalho busca compreender a construção teórica dos graduandos em Psicologia pertencentes ao oitavo semestre de uma instituição privada de ensino superior de Brasília. Trabalhou-se com uma situação-problema cujo intuito era compreendermos, a partir das respostas dos discentes, se existe a produção singular do sujeito que aprende em sua resposta ou se ele reproduz teorias aleatoriamente. Foram 37 participantes e nesse trabalho constam 10 respostas. Esta pesquisa, por ser de caráter interpretativo e construtivo, a ênfase está na produção teórica do pesquisador. Para isso, utilizamos a Pesquisa Epistemológica Qualitativa (1997, 2002, 2005) e a Teoria da Subjetividade (2003, 2004a, 2007), que tem como autor o psicólogo cubano Gonzalez Rey, na confecção metodológica-teórica. Poucos alunos conseguiram gerar uma resposta criativa perante a situação-problema. O que se viu foi o mimetismo teórico, a dicotomização dos fenômenos psicológicos, a análise a-histórica do homem e o conhecimento embasado nos princípios do positivismo nas respostas.
... No meio de tantos apontamentos, não se tem pensado sob o ângulo da construção do saber jurídico (BIOND, 1953); ou seja, a pesquisa científica tem ignorado que o Direito continua a ser construído sob uma visão ultrapassada da ciência, posta ainda a partir do paradigma cientifico cartesiano-mecanicista (simplificador) (SANTOS, 2008). ...
... No meio de tantos apontamentos, não se tem pensado sob o ângulo da construção do saber jurídico (BIOND, 1953); ou seja, a pesquisa científica tem ignorado que o Direito continua a ser construído sob uma visão ultrapassada da ciência, posta ainda a partir do paradigma cientifico cartesiano-mecanicista (simplificador) (SANTOS, 2008). ...
Book
Full-text available
SUMÁRIO PREFÁCIO com Horário Wanderlei Rodrigues CAPÍTULO 1 Os Meios Consensuais de Administração de Conflitos e o Novo Operador do Direito: Em Busca de um Direito Fraterno CAPÍTULO 2 Imagens de Resistência ao Desencanto Individualista no Ensino Jurídico Brasileiro: Por Reflexões com Estudantes CAPÍTULO 3 O Impacto da Cultura na Concepção de Direitos Humanos: Construindo Pontes nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito no Brasil CAPÍTULO 4 A Atualidade das Contribuições de Heidegger, Gadamer e Warat para a Criação de Ambientes de Aprendizagem nos Cursos Jurídicos CAPÍTULO 5 Pandemia e Direito EAD: Entre a Virtualização da Vida, a Reconfiguração do Ensino Jurídico e a Necessidade de (RE) Construção do Fraternae et Socialis Hominis CAPÍTULO 6 Alguns Obstáculos para a Criação de uma Grade Curricular Inovadora em Cursos de Direito e como Superá-los CAPÍTULO 7 Tecnologia Disruptiva e Direito Disruptivo: Compreensão do Direito em um Cenário de Novas Tecnologias CAPÍTULO 8 Desvelamentos no Ensino Jurídico na Pandemia: Uma Aposta na Fraternidade CAPÍTULO 9 O Fortalecimento da Educação Jurídica, a Expansão do Ensino do Direito e o Papel do Núcleo de Práticas Jurídicas CAPÍTULO 10 Cultura Digital OnLife e Educação Jurídica: Cruzamentos e Oportunidades
... No meio de tantos apontamentos, não se tem pensado sob o ângulo da construção do saber jurídico (BIOND, 1953); ou seja, a pesquisa científica tem ignorado que o Direito continua a ser construído sob uma visão ultrapassada da ciência, posta ainda a partir do paradigma cientifico cartesiano-mecanicista (simplificador) (SANTOS, 2008). ...
Book
SUMÁRIO PREFÁCIO com Horário Wanderlei Rodrigues CAPÍTULO 1 Os Meios Consensuais de Administração de Conflitos e o Novo Operador do Direito: Em Busca de um Direito Fraterno CAPÍTULO 2 Imagens de Resistência ao Desencanto Individualista no Ensino Jurídico Brasileiro: Por Reflexões com Estudantes CAPÍTULO 3 O Impacto da Cultura na Concepção de Direitos Humanos: Construindo Pontes nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito no Brasil CAPÍTULO 4 A Atualidade das Contribuições de Heidegger, Gadamer e Warat para a Criação de Ambientes de Aprendizagem nos Cursos Jurídicos CAPÍTULO 5 Pandemia e Direito EAD: Entre a Virtualização da Vida, a Reconfiguração do Ensino Jurídico e a Necessidade de (RE) Construção do Fraternae et Socialis Hominis CAPÍTULO 6 Alguns Obstáculos para a Criação de uma Grade Curricular Inovadora em Cursos de Direito e como Superá-los CAPÍTULO 7 Tecnologia Disruptiva e Direito Disruptivo: Compreensão do Direito em um Cenário de Novas Tecnologias CAPÍTULO 8 Desvelamentos no Ensino Jurídico na Pandemia: Uma Aposta na Fraternidade CAPÍTULO 9 O Fortalecimento da Educação Jurídica, a Expansão do Ensino do Direito e o Papel do Núcleo de Práticas Jurídicas CAPÍTULO 10 Cultura Digital OnLife e Educação Jurídica: Cruzamentos e Oportunidades
... No meio de tantos apontamentos, não se tem pensado sob o ângulo da construção do saber jurídico (BIOND, 1953); ou seja, a pesquisa científica tem ignorado que o Direito continua a ser construído sob uma visão ultrapassada da ciência, posta ainda a partir do paradigma cientifico cartesiano-mecanicista (simplificador) (SANTOS, 2008). ...
Chapter
Full-text available
O ano de 2020 será lembrado pela humanidade como o ano da pandemia da Covid-19, que mostrou ao ser humano suas fragilidades frente a um vírus invisível e com alto poder de contaminação que se espalhou rapidamente em todos os continentes e países, ceifando milhares de vidas e causando graves impactos no sistema de saúde, nos empregos, na renda, no sistema econômico, na educação, no sistema político e socioambiental. A forma rápida como o vírus se disseminou exigiu a suspensão de inúmeras atividades, parou o mundo e colocou a população em estado de isolamento social. A situação de excepcionalidade refletiu fortemente no sistema educacional presencial, exigindo mudanças profundas para garantir o isolamento social. Instituições de ensino foram fechadas com suspensão das atividades presenciais. No Brasil, parcela significativa dos cursos de graduação em Direito reagiram rapidamente a essa situação de excepcionalidade, migrando as aulas presenciais para plataformas virtuais, objetivando manter a comunicação com os estudantes. A mudança para aulas virtuais síncronas e assíncronas, mediadas por Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), revelou-se fundamental para que as atividades acadêmicas previstas não fossem paralisadas e os acadêmicos prejudicados no seu processo formativo, bem como para cumprir o calendário semestral proposto.
... Neste trabalho buscamos compreender como uma visita de campo impactou a concepção sobre os saberes tradicionais de alunos do Ensino Médio do Colégio de Aplicação João XXIII (CAp.), tendo em vista que essas concepções podem influenciar na valorização ou discriminação desses saberes. Nesse caminho dialogamos com autores que discutem a relação do conhecimento científico e dos conhecimentos tradicionais, como Chassot (2002Chassot ( , 2006Chassot ( , 2008 e Santos (2008), valendo-nos da metodologia de análise de conteúdo (FRANCO, 2008;BARDIN, 2009) Por meio do PCT "Pé na estrada", desenvolvido desde 2018 por professores de diferentes áreas, é promovida uma viagem até a cidade de Paraty no Rio de Janeiro, onde docentes e estudantes do 3° ano do Ensino Médio passam momentos de convivência com as comunidades caiçaras e quilombolas durante a visita ao Parque Estadual da Serra do Mar -Núcleo Picinguaba. A proposta de 2019 para a área de ciências da natureza (CN) foi desenvolver atividades interdisciplinares com alunos acerca da educação ambiental e dos saberes tradicionais que as populações locais trazem consigo. ...
Article
Atualmente a visão de Ciência como saber superior reforça o seu status hegemônico também dentro da escola. Contudo como ensinar ciências de forma que esse aprendizado seja relevante para a vida do estudante e contribua para a convivência em um mundo de tão vasta diversidade cultural? Defendemos, juntamente com autores da área, que o saber escolar deve se ocupar de ampliar a visão de mundo dos estudantes, fazendo-os perceber as diferentes formas de produção de conhecimento a que a humanidade dispõe. Com isso, o presente trabalho tem a intenção de discutir os impactos da visita às comunidades quilombola e caiçara, da Reserva Picinguaba - SP, sobre as concepções de saberes tradicionais dos alunos do 3° ano do Ensino Médio. Para tanto, questionários foram aplicados antes e após a viagem e posteriormente submetidos à análise de conteúdo. Foi possível perceber que após a visita os alunos conseguiram ampliar em suas respostas as razões dadas à importância dos saberes tradicionais. Um indicativo da ampliação de suas próprias visões de mundo.
... Nessa direção, objetivando verificar a contribuição do ato regulatório Resolução no. 2, de 1 de julho de 2015, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para formação continuada, foi realizada pesquisa 1 em instituições públicas e privadas, junto a 11 coordenadores de curso e 6 docentes (17 entrevistas) que nelas atuam, com a finalidade de refletir sobre os elementos filosófico-pedagógicos fundantes do documento, bem como sobre os elementos constitutivos na perspectiva teórico-prática e seu entrelaçamento em diferentes contextos sócio-regionais brasileiros. Freire (1977Freire ( , 2004 e Giroux (1997), em conformidade com Boaventura de Souza Santos (2003;, são pioneiros do paradigma emancipatório, cuja relevância e pertinência se ajustam a momento educacional atual: formar para a incerteza (IMBERNÓN, 2010). ...
Article
Este trabalho apresenta estudo investigativo sobre a formação docente expressa na Resolução no. 2, de 1 de julho de 2015, objetivando verificar sua contribuição na articulação teoria-prática, na perspectiva de seus fundamentos filosófico-pedagógicos, à luz de um projeto social emancipatório. Foram entrevistados coordenadores de curso e professores de instituições públicas e privadas brasileiras, por meio de abordagem qualitativa de base filosófica dialética. Os resultados demonstram que a legislação por si só não garante a qualidade da formação docente e apontam um descompasso entre a formação docente e os atores curriculantes; necessidade de projetos integradores interdisciplinares; dialogicidade entre os componentes curriculares na articulação teoria-prática; adequada utilização da carga horária ampliada; dicotomia entre bacharelado e licenciaturas; aprofundamento dos conceitos didático-pedagógicos; reestruturação de estágios, dentre outros. Em contextos sociais em movimento, o percurso analítico realizado desvela a prioridade da existência e operacionalização de projetos curriculares emancipatórios no âmbito das Diretrizes Curriculares Nacionais propostas.
... É, portanto, imprescindível distinguir que conhecimento científico, oriundo da produção acadêmica, não deve se equivaler a currículo escolar, apesar de nesse possuir sua estaca. Em Santos (2010), o desenvolvimento tecnológico (conhecimento científico) deve se traduzir em sabedoria de vida (conhecimento prático, comum), senso comunicar-se, o que não implica em afastar-se do conhecimento acadêmico, contudo apropriá-lo para a vivência. ...
Article
Full-text available
O presente trabalho tem como objetivo discutir a formação didática dos professores de informática/computação no campus Colinas do Tocantins do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, buscando contribuir com a reflexão sobre a prática docente, campo da própria Didática, tendo em vista o incremento da aprendizagem. Para isso, empreendeu uma análise do perfil de formação destes docentes, bem como de suas aproximações com a Didática enquanto campo de saber pedagógico, realizando o levantamento dos dados por meio de entrevista semiestruturada e confrontando com o campo teórico Didático. Disserta acerca da relação entre os dilemas para a constituição do profissional professor de informática, o papel da Didática nessa constituição e as percepções dos docentes acerca do tema. O resultado do estudo provoca reflexões sobre a necessidade de se repensar a formação continuada do Professor da Educação Básica Técnica e Tecnológica de Informática/Computação. Embora os docentes se percebam como profissionais do ensino e reconheçam a relevância da Didática na concretização de suas atividades, ainda não se apropriaram dos saberes pedagógicos necessários a sua atuação no campo da informática/computação. A didática construída na prática de ensino dos professores é incerta posto que carece do saber teórico. Decorrente disso, a realização de multitarefas (a área técnica e área técnica pedagógica) caracteriza a empreitada desses profissionais, tornando o campo do ensino deficitário. Há que se pensar em processos formativos institucionalizados a serem desenvolvidos em meio a prática buscando superar a discrepância - desenvolver a área técnica ou desenvolver área técnica pedagógica do professor. Diante disso, é premente reformulação das políticas públicas da atividade docente nesse âmbito. As reflexões provocam repensar os desafios do Professor da Educação Básica Técnica e Tecnológica de Informática/Computação.
... Como estamos estudando a construção e compartilhamento de conhecimentos de pós-graduandos sobre o construto SHCM, então o senso comum destes está alinhado com preceitos científicos. Esse raciocínio é endossado nas discussões contemporâneas sobre história, filosofia e sociologia da ciência, pois, todo conhecimento visa constituir-se em senso comum e a ciência -na perspectiva pós-moderna -tenta dialogar com outras formas de conhecimento, deixando-se penetrar por elas, como nos diria Boaventura Santos (SANTOS, B. S., 2010). ...
Article
Full-text available
Resumo: Com o objetivo de investigar as ancoragens das Representações Sociais (RS) do construto Seres-Humanos-com-mídias por um grupo de pós-graduandos da área de Educação Matemática e Científica, utilizamos questionários para compreender as evocações e ideias dos sujeitos, compartilhadas em uma disciplina ministrada virtualmente em momentos síncronos e assíncronos, seguindo diretrizes do Ensino Remoto Emergencial (ERE), em um programa de pós-graduação stricto sensu. Na construção teórica discutem-se temas que relacionam seres humanos e tecnologias (mídias) em condições recíprocas de influência, em que um modifica/perpassa o outro no processo de produção de conhecimento, o qual é destacado pelo ‘pensar com’. Para tanto, pesquisamos elementos constitutivos destas RS emergentes nas evocações, a partir das ancoragens. Colhemos algumas respostas, que foram analisadas com base no discurso do sujeito coletivo (DSC). Após análises constatamos que o construto SHCM está constituído por duas grandes ideias/noções: o utilitarismo e a suplementação das capacidades humanas e a simbiose entre atores humanos e não humanos.
... SANTOS, 2008. 22 MACAS, 2005 op. ...
Article
Full-text available
The present work intends to make a decolonial critique of the national state model and its effects on environmental and climate policies. The central problem that is investigated in this work consists in questioning the existence of legal-institutional mechanisms of the State aimed at combating the consequences of climate change and which are in line with the postcapitalist paradigm of degrowth. The objective of this text is to analyze both the different institutional alternatives for facing the approaching climate catastrophe, as well as the insertion in the debate of concepts brought about by the "decolonial" epistemology that has been promoting paradigmatic changes in the discussion of degrowth, bioeconomy and the postcapitalism. The main results obtained are that, in the Brazilian context, the National Policy on Climate Change has not yet incorporated measures aimed directly at effective degrowth, despite the critical nature of the planet’s climate emergency, and it is not even being applied in its preservation or conservation dimension, due to the socio-political circumstances existing in the country.
Thesis
Full-text available
In recent decades, as a result of contributions from knowledge areas that focus on human development such as psychology and neurosciences, approaches have multiplied which aim at promoting, in educational practice, the personal and social development of children, as part of a comprehensive education. Following this, the importance of intentionally addressing emotions and feelings in schooling has been emphasized and recognized as a necessary emphasis in teaching and learning processes and in the promotion of students' educational success. In this context, the research aimed at identifying and analyzing the reasons that motivated a school cluster to integrate social and emotional skills promotion in its educational practices. It also aimed at understanding how this process was conducted and its implications in the educational stance of the school cluster and the professionals involved. This is an exploratory qualitative study, with some resemblance with a case study, using document analysis, interviews and online questionnaires to the educational agents involved in the process. Overall, the results point to an approximation between theoretical perspectives on social and emotional learning and the discourses of the teachers and psychologists interviewed, namely regarding: 1) the importance of promoting social and emotional skills and health education in schooling; 2) the creation of political and institutional conditions that ensure the sustainability of these actions; and 3) the adoption of effective communication processes between different actors and in the contexts of action. About educational implications, the results reveal that different perceptions coexist regarding collaborative work and modes of curricular integration, as well as the training of educational agents, which may impact the development and sustainability of training practices in this area.
Article
No Brasil, no final dos anos 1970, o fortalecimento dos movimentos democráticos e reforma sanitária levaram à criação SUS, sendo necessário uma reforma nos currículos nacionais para os cursos da área da saúde, de forma que o currículo fragmentado, com ênfase conteudista e passivo dos estudantes desdobrassem em metodologias ativas, dialógicas, críticas e reflexivas. A arte é um importante recurso pedagógico para a formação dos profissionais de saúde, pois possibilita a construção de um olhar empático, crítico e sensibilizado. Este artigo tem por objetivo descrever estudos que apresentam estratégias educativas na graduação e pós-graduação em saúde utilizando a arte. Realizou-se revisão integrativa, nas bases de dados MEDLINE, BDENF e LILACS, entre 2016 e 2021. Foram identificadas 125 publicações a partir da estratégia de busca, após adoção dos critérios de inclusão e exclusão foram selecionados 19 trabalhos. Nos artigos analizados foram utilizados estratégias artísticas como literatura, música, teatro, filme, poesia, pintura, escrita sensível e a criação de bonecos. Assim, por meio de diversas abordagens artísticas foi observado o desenvolvimento de habilidades cognitivas, emocionais, pessoais e profissionais. A arte possibilita estimular a criatividade, envolver os alunos, despertar o interesse, tornar o aprendizado pessoal, conectar teoria à prática, criar significado situando conceitos em uma história, fomenta a interação e torna uma aprendizagem difícil mais acessível para os alunos. Entretanto, estudos quantitativos ainda são incipientes para mostrar estatisticamente a potência da arte no ensino, sendo necessário estudos mais robustos.
Book
Este livro possibilita a reflexão sobre esses temas, inserindo-os em um contexto específico: aquele das discussões sobre o campo da ética, a universidade e a sociedade. Com o olhar advindo de profissionais de formação em diferentes áreas do conhecimento, os textos versam sobre questões diversas relacionadas à Economia, Informática, Engenharia, Medicina e Enfermagem. Além disso, discutem temas voltados para a importância da ética na formação humana, na produção científica, na evolução da sociedade, na linguagem, nos ambientes virtuais, na proteção e no cuidado com a vida e no desenvolvimento de habilidades socioemocionais. 268 páginas e-ISBN: 978-9942-847-76-8
Article
Full-text available
Este artigo aborda a inserção do ensino de ciências da natureza em discussões transversais contemporâneas a partir da realização de um estado da arte em periódicos latino-americanos, envolvendo o tema da diversidade cultural no contexto da produção de conhecimentos. Os estudos decoloniais e as noções de epistemologias emergentes e epistemologias do Sul foram utilizados como aportes teóricos na investigação. O estudo sobre as publicações utilizou como referencial a análise de conteúdo e entre os resultados principais do levantamento, destacamos: o pequeno número de publicações relacionadas mais diretamente às ciências da natureza; a potencialidade da astronomia para tratar da construção do conhecimento em uma perspectiva plural no campo das ciências naturais; a maior recorrência de trabalhos voltados à matemática, tendo em vista o desenvolvimento de áreas como a etnomatemática; a utilização de perspectivas decoloniais como referencial teórico em discussões sobre outras epistemologias na América Latina.
Article
Full-text available
We live in a world marked by a crisis that we understand, from post-colonial literature, as a crisis of the knowledge model that underpins Western Modernity. Therefore, science education which deals with the study of the production of scientific knowledge needs to be attentive to this question. We argue that the challenges imposed by the crisis require a cultural–historical perspective of scientific knowledge that is capable of problematizing the relationships between this crisis and the way scientific knowledge has historically established itself. These considerations led us to develop a theoretical study which intends to stimulate reflections on the politicization in scientific education, pointing out possible ways to enhance this movement, considering the production of scientific knowledge from a cultural–historical perspective. Drawing from discussions about the political character of science education, we bring a reading from the works of Boaventura de Sousa Santos, to produce reflections for science education research and practice. In the final part, we complete this essay with a proposition for scientific education that contemplates the previous discussions, to direct a political and cultural–historical approach for such an enterprise.
Presentation
Nesse episódio recebemos a professora Ms. Luane Bento dos Santos para conversarmos sobre a Etnomatemática no debate antirracista. A convidada apresenta sua trajetória acadêmica, situando o ouvinte sobre uma abordagem etnomatemática para a cultura de trançar cabelos de grupos afro-brasileiros e aponta elementos de como essa discussão pode contribuir com o debate antirracista no âmbito da Educação Matemática. Link do episódio: https://open.spotify.com/episode/1KyGhvzKHTwaz6a0y54RUs?si=21bbd5d1ff4b43a3
Article
Full-text available
Habermas (1983) estabelece uma homologia entre a teoria do desenvolvimento cognitivo e psíquico do ser humano, de J. Piaget, e o desenvolvimento da sociedade. Segundo Habermas, o processo de descentralização do eu, presente na teoria dos estágios evolutivos de Piaget, teriam um equivalente no processo civilizatório, isto é: a sensibilidade e racionalidade apresentam um processo crescente, ampliando sua área de ação para formas sociais cada vez mais abrangentes: a família, a tribo, a cidade, a nação. Assim, finalmente, atingiria uma forma universal. Nesse aspecto, o pensamento de Habermas resulta atual e heuristicamente relevante na leitura da sociedade contemporânea enquanto que outros autores da teoria sociológica clássica apresentam limitações evidentes.
Article
Full-text available
Propõe-se uma análise da compreensão de emancipação a partir das contribuições de Boaventura de Sousa Santos, com foco em sua inserção no contexto do desenvolvimento de processos educacionais, problematizando-a à luz da teoria marxiana. Realiza-se, assim, um levantamento das obras de Santos que tratam dessa temática. Conclui-se que a perspectiva de Santos, apesar de perceber a problemática social capitalista, por focar no desenvolvimento subjetivo para o alcance da emancipação, acaba por realizar uma proposta reformista. Porém, considera-se relevante elencar as contribuições da perspectiva de Santos para se pensar, estrategicamente, uma educação que possa contribuir para o processo de emancipação humana.
Article
Full-text available
Pontuam-se aspectos da construção e das repercussões do discurso pós-moderno no campo educacional brasileiro para evidenciar, à semelhança do que Moraes fez no início dos anos 2000, o seu renovado conservadorismo. Para tanto, ressaltam-se a estruturação desse discurso como uma agenda e alguns de seus rearranjos, em especial os que derivam de seus intelectuais de esquerda. Discutem-se ainda as reações do campo educacional brasileiro diante desses rearranjos. A relação orgânica entre neoliberalismo e neoconservadorismo, assim como pandemia mundial de Covid-19 têm tornado mais evidentes e profundas as aporias e (des)caminhos dessa agenda. A crítica a qualquer relativismo da verdade e depreciação da ciência tem sido assumida por vários segmentos sociais progressistas, fato que, por um lado, favorece a luta contra argumentações da agenda pós, por outro, pode se reverter em força para a renovação de seu conservadorismo.
Thesis
Full-text available
A Tese "Caminhos transdisciplinares para um autoconhecimento emergente em Educação Ambiental" parte de uma esperança epistêmica em se trabalhar pela regeneração da vida através de um reencantamento do mundo e de um alargar da compreensão sobre a condição humana no âmbito dos Fundamentos da Educação Ambiental. Para tanto, a pergunta ou o problema de pesquisa delimita-se da seguinte forma: Por que o autoconhecimento, enquanto característica transdisciplinar, fortalece o valor pedagógico dos fundamentos em Educação Ambiental? Para seguir as respostas à pergunta, a hipótese se orienta da seguinte maneira: A transdisciplinaridade é um caminho paradigmático e sistêmico que proporciona a abertura para a reflexão de uma Educação Ambiental como uma prática solidária em relação aos modos de aprender e ensinar a complexidade presente na Pedagogia Integrativa, Implicativa e Intencional tendo em vista o autoconhecimento. A metodologia para este intento é a inspiração do Pensamento Complexo, de Edgar Morin, e a Transdisciplinaridade que nos direcionam à uma reforma do pensamento, e que, por sua vez, preocupa-se com a questão do aprender a aprender e o aprender e ensinar sobre a condição humana. Assim chegamos na preocupação em seguir pedagogias que convergem para questões de grandes urgências e de limite da humanidade, e que levam em consideração a complexidade dos sujeitos aprendentes e que visam ao autoconhecimento em seu processo de autoformação e pesquisa. Para a verificação de uma educação complexa em sua operacionalidade está o aprofundamento teórico e prático da abordagem transdisciplinar da Pedagogia Integrativa, Implicativa e Intencional - P3I, elaborada pelo Professor Florent Pasquier em contextos de formação de educadores na França. O estudo de uma convergência pedagógica frente as urgências e limites de nosso tempo em Educação Ambiental, nos conduz a uma atitude transdisciplinar de enfrentamento às barbáries de nosso tempo - expressas pelo transhumanismo, o antropoceno e o panterrorismo. Esse enfrentamento às barbáries é de que se trata um autoconhecimento emergente em Educação Ambiental, que está situado em três movimentos reflexivos, fundamentados em caminhos transdisciplinares realizados durante a formação doutoral, são eles: i) autoconhecimento e novas tecnologias em Educação Ambiental; ii) Educação Ambiental na era do Antropoceno; iii) educação para a paz e cultura de paz em Educação Ambiental. Ao final, a Tese está situada na confirmação da hipótese ao propor-se ao fortalecimento de uma pedagogia complexa e transdisciplinar em Educação Ambiental que impulsiona o autoconhecimento ao enlaçar-se com as questões socioambientais de forma integrativa, implicativa e intencional rumo ao enfrentamento das barbáries.
Article
Dans la version publiée par la revue Conceφtos, la note d'ouverture (en astérisque*) n'a pas été incluse; elle est ici présente dans la version pré-publiée.
Article
Full-text available
vem apresentando uma diversidade de temáticas e referenciais que fundamentam as suas ações políticas, acadêmicas e profissionais dentro e fora do campo da Educação Física/Esportes há aproximadamente duas décadas. Ante o contexto de compreender os aspectos epistemológicos que atravessam as noções de corpo, corporeidade e corporalidade do grupo, o presente texto teve como objetivo identificar e analisar o teor das referências bibliográficas utilizadas pelos(as) autores(as) do GTTCC especificamente na obra comemorativa dos 40 anos do CBCE publicada em 2020. Por meio da análise temática da coletânea em tela, foi possível identificar a prevalência das áreas das "humanidades", os referenciais "clássicos" da literatura das Ciências Humanas e Sociais e as abordagens temáticas mais presentes no GTTCC. Conclui-se que tal esforço de (re)conhecimento epistemológico permitiu iluminar o processo de produção do conhecimento no interior do GTTCC, o que pode ser potencialmente importante para outras comunidades científicas. Palavras-chave: Corporalidade. Corporeidade. Educação Física.
Research Proposal
Full-text available
A investigação situa-se no campo interdisciplinar das Ciências da Educação e tem como pergunta impulsionadora compreender: Como os doentes crónicos dão forma às suas experiências, sentido à existência e se (re)constroem biograficamente na tripla dimensão pessoa-aprendente-doente? Com recurso ao método biográfico, pretende-se dar igualmente resposta às questões mais específicas: Como é vivida a situação de doença pelo próprio sujeito? Quais as interferências da acção dos outros no (con)viver com a doença? Quais as interferências da acção dos contextos no (con)viver com a doença? Que transformações ocorreram na sua percepção sobre si, os outros e o mundo, na (con)vivência com a doença? Que experiências e aprendizagens ocorrem durante a situação de doença? O que revelam as biografias sobre a capacidade de reflexão, aprendizagem e superação na (con)vivência com a doença? Espera-se contribuir para o reconhecimento da experiência evidenciada pela doença crónica e dos saberes da pessoa-doente de modo a assegurar serviços de saúde personalizados, assentes na valorização humana.
Article
Full-text available
O objetivo deste trabalho consiste em analisar o fenômeno da corrupção nos municípios maranhenses retratado no desvio de verbas públicas e suas conexões com a violência estrutural e o baixo índice de desenvolvimento humano, bem como a mudança de paradigma do sistema de justiça criminal para o enfretamento do problema.
Article
Full-text available
Este texto foi elaborado a partir de leituras sobre paisagens sonoras, educação ambiental e escuta. Como principal objetivo buscamos estabelecer as relações entre paisagens sonoras e educação ambiental na perspectiva crítica, tendo a escuta como ponto central dessa relação, tanto no que se refere ao meio ambiente quanto aos sujeitos. Realizamos uma reflexão teórica acerca das possibilidades de contribuição das paisagens sonoras na educação ambiental crítica, partindo-se da escuta como percepção e relacionamento com o mundo. Compreendemos que as paisagens sonoras são potenciais para a educação ambiental crítica, pois apresentam novas formas de se entender o ambiente - em seus aspectos sociais, culturais e ecológicos, a partir dos seus elementos sonoros. Nesse sentido, as paisagens sonoras contribuem na tomada de consciência da realidade socioambiental em que estamos inseridos e, consequentemente, na proposição de ações para uma sociedade mais justa e sustentável.
Article
Full-text available
Quando pensamos e trabalhamos África em sala de aula, explanamos algo como distante, do outro lado do oceano. Mas também precisamos entender que África também está aqui, nas nossas raízes históricas, no nosso sangue e pele, naquilo que comemos e principalmente naquilo que falamos. Este artigo nasceu de um projeto pedagógico chamado “Dicionário Afro-brasileiro”, vivenciado nas aulas de História, com turmas de 6º ao 9º do Ensino Fundamental dos Anos Finais, em uma escola de rede pública, objetivando ressignificar a contribuição dos negros e negras na construção do português brasileiro. Ressaltamos também importância da aplicação da Lei 10.639/2003 e sua efetivação em sala de aula. Entendemos que os docentes, junto aos alunos, devem somar, articular e proporcionar novos momentos de descoberta, socializar pesquisas e as elaborações feitas pelos discentes em forma de apresentação, via Google Meet.
Article
Full-text available
este trabalho discute a relação do homem com o meio ambiente a fim de trazer elementos geográficos para a análise do Direito Ambiental, cujo objetivo é, justamente, regulamentar a relação do homem com o meio. Primeiramente, baseados em Paul Claval, realiza-se uma breve incursão histórica sobre as teorias que abordaram tal relação, como as teorias hipocráticas, sensualistas, o ambientalismo darwinista e a ideia de gênero de vida. Num segundo momento, analisa-se a relação do homem com o meio ambiente a partir do conceito de ecúmeno desenvolvido por Augustin Berque, destacando a conjunção orgânica (trajectiva) entre homem e meio ambiente, o aspecto da totalidade/particularidade da relação estabelecida, seu caráter histórico e, por fim, seu componente técnico. Conclui-se que a regulamentação proposta pelo Direito Ambiental deve considerar as condicionantes gerais da relação que vão além das determinantes locais, as permanências históricas que ainda ditam as características atuais da relação, e a influência da técnica na percepção e uso do meio ambiente. Assim, seria possível melhor equacionar normativamente a proteção ao meio ambiente e a garantia da qualidade de vida das pessoas.
Article
Full-text available
El razonamiento de-colonial establece una peculiar manifestación de la teoría crítica contemporánea estrechamente vinculada con las prácticas de las ciencias sociales y las humanidades. No obstante, hace falta una crítica a los modelos dominantes y a las jerarquías de las nacionalidades de los conocimientos, de los sigilamientos constitutivos de las tecnologías y narrativas de participación moderna, de las subjetividades, corporalidades y agencias. En este escrito se argumenta que las ciencias humanas y sociales pueden y deben ser repensadas desde una multiplicidad epistémica que dialogue y que tenga en cuenta las formas de creación de conocimientos que se gestan en espacios extra-científico y extra-académicos.
Thesis
Full-text available
The Scientific Vocation Program of the Oswaldo Cruz Foundation (Provoc-Fiocruz) is a non-formal educational program of scientific initiation for high school students, established in Rio de Janeiro, Brazil, since 1986, in the areas of Biological Sciences, Health, Human or Social Sciences. In this knowledge acquisition process and certain skills necessary to the scientific research development, the guiding question of this work is: what is the role of emotions in this formative process? In this research, the objectives are to analyze the influence of the emotions reported by students, advisors and co-advisors in the scientific initiation activities carried out by youth from peripheral neighborhoods near Fiocruz, Maré and Manguinhos; to investigate how advisors and co-advisors deal with the emotions of these students during the scientific initiation activities; to identify which emotions are reported by students, advisors and co-advisors and how the students deal with the way they are guided. With these objectives in mind, semi-structured interviews were performed with three female students, three researcher-advisors and two researcher-co-advisors of the Provoc-Fiocruz linked to the Advanced stage. This is a formative stage that provides the students with the experience of developing a research project and disseminating its results in events or scientific publications. In these interviews, we sought to understand the role of the emotions of students and/or people living in the peripheral neighborhoods near Fiocruz, Maré and Manguinhos, and their respective advisors and co-advisors, in the socialization of knowledge to develop scientific research. Most of the data related to these students were collected during the Pandemic of COVID-19 under an even greater social vulnerability of students belonging to a more disadvantaged social class in relation to economic, social, and cultural capital. This is a circumstance that explains why we have fewer students interviewed than advisors and co-advisors. The data collected were analyzed through Bakhtinian Analysis and with theoretical contributions from Education, Social Psychology, Anthropology and Sociology of Emotions. These reports were shown to communicate singular narratives of emotions focused on the interviewees' own trajectories regarding family, community, academic and professional experiences that influence their life projects. In these narratives, we identify feelings of authenticity such as liking and interest. We also find in these reports collective narratives of emotions that refer to emotions already conventionalized in common sense and evidenced in the ways of dealing with the different personal, academic, and professional trajectories in interactions with others. These narratives reveal not only feelings of not meeting expectations by the researchers and not belonging by the students, such as fear, worry and sadness, but also feelings of meeting expectations for the first group and feelings of belonging for the second, such as friendship. Among these emotions, friendship, dissatisfaction, liking and interest were identified in the statements of these interviewees as mobilizers in the search for sociability that can bring together affinities through scientific activities and mediate possible inequalities. The role of these emotions is recognized as fundamental in the acquisition of knowledge and attitudes necessary for scientific activities.
Presentation
Full-text available
Educação Científica de qualidade Os cursos superiores das áreas de ciências da natureza devido ao próprio conceito de ciências e suas metodologias ainda dominantes, envolve repetição e padronização de resultados para que se legitime enquanto estatuto científico, e com isso, possuem uma tendência a realizar os processos avaliativos de seus alunos baseados no modelo epistemológico que rege a ciência. Desta forma, o método de avaliação que ainda predomina no Brasil é centralizado em provas e notas, tendo o resultado como principal objetivo, cujo formato estandartizado não considera as diferenças de aprendizagem dos alunos e o olhar desses alunos sobre a ciência reafirmando a neutralidade defendida, o que impossibilita que os conhecimentos adquiridos sejam realmente avaliados no sentido de compreender a sua dinâmica. Ao contrário, o tipo de avaliação dominante possui um duplo objetivo: ratificar o "estatuto forte" da ciência e a reprodução dos seus resultados, reafirmando ainda mais o seu "poder", e, criar dados para o mercado contribuindo para o aumento da competição entre os alunos e instituições que serão considerados melhores ou piores, sem contudo, atingir o objetivo que é avaliar a compreensão do aluno acerca do tema. Essa dinâmica de avaliação estandartizada precisa ser substituída por uma dinâmica de avaliação formativa e colaborativa, uma vez que, a ciência não é dogmática, está em movimento e pode e deve ser modificada e não apenas reproduzida. A avaliação formativa retira o foco dos momentos estanques, como a prova, por exemplo, para considerar o aluno em sua totalidade ao longo do período de ensino-aprendizagem, e, a avaliação colaborativa e participativa considera os interesses e necessidades dos alunos e fomenta uma aprendizagem autônoma, que permita a criatividade e que contribua para a resolução de problemas essenciais para a sociedade.
Article
A pesquisa pautou-se na abordagem da psicologia sócio-histórica, a qual vê o indivíduo como um ser ativo, social e histórico. Para a psicologia sócio-histórica o sujeito busca respostas às suas necessidades pautando-se em condições objetivas e determinadas, somos produto e produtores da realidade, um agregado de relações sociais. Desta forma uma sociedade que tem como norma a heterossexualidade, a binaridade sexual, os papéis sociais de gênero e o patriarcado, acaba por naturalizar fenômenos sociais, levando a impossibilidade de ações que busquem garantir uma maior equidade de gênero. Mediante essa realidade, a pesquisa analisou as vivências de transgêneros, os quais negam a reposição de papéis sociais em sua identidade, ocorrendo a metamorfose destas. A pesquisa se caracteriza como qualitativa exploratória e se pautou na metodologia de construção da informação. Foram separados pré-indicadores e indicadores, os quais conduziram a formação dos seguintes núcleos de significação: “jogos, brincadeiras e infância” e “corpo, sexualidade como erotização”. A discussão apontou para a tentativa de reposição dos papéis sociais na identidade de transgêneros desde a infância, podendo acarretar em dificuldades de se relacionar com outros e com o próprio corpo, dado a rejeição social experimentada. Dessa forma, essa pesquisa pretende contribuir para a produção de conhecimentos que auxiliem na propagação e promoção de saúde mental, e ainda, para a desconstrução de preconceitos e tabus vivenciados pela população transgênero.
Article
A bibliometria é uma excelente ferramenta que permite determinar as obras e autores mais citados, assuntos mais enfatizados, palavras-chave mais utilizadas, autores que mais publicaram, bem como suas respectivas áreas de formação, revelando, assim, parte da dinâmica de produção do conhecimento desse campo de pesquisas. O objetivo deste estudo foi realizar análise bibliométrica sobre a utilização do músculo fibular terceiro como retalho em cirurgia ortopédica. Para tal, realizou-se uma pesquisa bibliométrica, de caráter observacional e abordagem quantitativa, utilizando como palavras-chave as seguintes combinações booleanas (“fibularis tertius” OR “peroneus tertius” OR “fibularis anterior” AND "surgery" OR "Plastic surgery" OR “surgical flap” OR "Lower extremity" AND “human”) através da plataforma SCOPUS. A análise bibliométrica encontrou 33 artigos publicados em periódicos de grande impacto em nível mundial, principalmente nos anos de 2018 e 2020. Ao associar as palavras-chave através da Lei de Bradford, lei esta que estima o grau de relevância de periódicos que atuam em áreas do conhecimento específicas, a revista mais relevante foi a Surgical And Radiologic Anatomy, seguida da Journal Of Foot And Ankle Surgery e Plastic And Reconstructive Surgery. O pesquisador Arnold et al., 1999, do Setor de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva dos Estados Unidos, publicou o artigo intitulado “Muscle flaps in osteomyelitis of the lower extremity: A 20-year account”, no periódico Plastic and Reconstructive Surgery, e obteve 61 citações e apresentou o maior fator H para a pesquisa realizada. As análises bibliométricas podem se configurar em uma metodologia tecnológica importante para a medicina, por revelar padrões de pesquisa e identificação de tendências, assim como podem também ser utilizadas em qualquer base de dados, sendo sugeridos novos estudos. O uso dos recursos disponíveis na base de dados SCOPUS se mostrou interessante para a realização de estudos desse tipo em curto espaço de tempo, além de propiciar a possibilidade de estudos posteriores com análise de outros indicadores, principalmente de um tema tão relevante para a cirurgia ortopédica.
  • O Estado
O Estado, o Direito e a Questão Urbana (1982);
The Tao of Physics Nova Iorque, Bantam Books The Turning Point. Nova Iorque, Bantam Books
  • F Capra
  • Capra
Capra, The Tao of Physics. Nova Iorque, Bantam Books, (1976), 1984; F. Capra, The Turning Point. Nova Iorque, Bantam Books, 1981. 44 E. Wigner, ob. cit.. pp. 215 e ss. 45 E. Jantsch, obs. cits..
Sociedade e as Políticas Sociais: O caso das Politicas de Saúde (1987); O Social e o Político na Transição Pós-moderna (1988); Introdução a uma Ciência Pós-moderna
  • O Estado
O Estado, a Sociedade e as Políticas Sociais: O caso das Politicas de Saúde (1987); O Social e o Político na Transição Pós-moderna (1988); Introdução a uma Ciência Pós-moderna (...).
Theorie des Kommunikativen Handelns, 2 vols. Frankfurt, Suhrkamp, 1982. cientistas. Afinal, se todo o conhecimento é auto-conhecimento
  • Habermas
Habermas, Theorie des Kommunikativen Handelns, 2 vols. Frankfurt, Suhrkamp, 1982. cientistas. Afinal, se todo o conhecimento é auto-conhecimento, também todo o desconhecimento é auto-desconhecimento.