Article

Estratégias competitivas e competências essenciais: Perspectivas para a internacionalização da indústria no Brasil

Gestão & Produção 08/2003; 10(2). DOI: 10.1590/S0104-530X2003000200002
Source: DOAJ

ABSTRACT

Uma das principais características da nova economia é a transição da eficiência individual para a eficiência coletiva. A competitividade é, e será cada vez mais, relacionada ao desempenho de redes interorganizacionais e não de empresas isoladas. Ao mesmo tempo, a formação dessas redes tem forte dimensão locacional, associada ao movimento de internacionalização das operações das grandes corporações transnacionais. Do ponto de vista de economias emergentes como a brasileira, importantes mudanças estão tendo lugar, como conseqüência do posicionamento de suas empresas nessas novas redes interorganizacionais internacionais. Este é o foco deste estudo. Um modelo analítico foi desenvolvido para a avaliação de quais setores industriais apresentam potencial para se tornarem competitivos internacionalmente, por demonstrarem possuir as competências organizacionais necessárias. O referencial conceitual foi construído a partir da idéia de que a participação numa rede interorganizacional depende das competências organizacionais desenvolvidas pela empresa e que essa participação vai implicar mudanças na definição de sua estratégia competitiva. A aplicação do modelo foi operacionalizada em um amplo survey da indústria no país. Os resultados permitem realizar uma primeira identificação do posicionamento das empresas em redes internacionais assim como avaliar a competitividade em seus diferentes setores industriais.

Download full-text

Full-text

Available from: Maria Tereza Fleury, Apr 07, 2014
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Kazuo Hatakeyama (UTFPR -PG) khatakeyama@uol.com.br As ações inovativas para o mercado de produtos de vestuário brasileiro tem encontrado determinadas barreiras, principalmente em relação a desenvolvimento de produtos nas Micro e Pequenas Empresas (MPEs), como uma das estratégias para superaar esta dificuldade tem-se a organização em APLs. Esta pesquisa apresenta um estudo multicaso de cinco Arranjos Produtivos Locais (APLs) de confecção do Estado do Paraná com organização igual ou maior que quatro anos de existência. A amostra total constituiu-se em empresários agentes de governaça, presidentes de sindicatos, intiuições e associações responsáveis pelos projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). A pesquisa analisou ações de P&D apresentadas no planejamento estratégico dos arranjos a partir das inovações pontuadas pelo roadmapping do Projeto Rotas Estratégicas para o Futuro da Indústria Paranaense. Assim, encontrou-se dificuldade quanto o processo de P&D, principalmente em relação a cultura de gestão de desenvolvimento de produto em conjunto entre os empresários, cooperação de fornecedores e efetuar políticas públicas para o apoio de desenvolvimento e tecnologia de MPEs. Como proposta sugere a criação de linhas de crédito especificas para execução de ações de inovação para micro e pequenos empresários participantes de APLs. Palavras-chaves: Ações inovativas, Gestão de desenvolvimento de produtos, Confecção, Arranjos produtivos locais.
    Preview · Article ·
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: The aim of this paper is to identify the extent to which joining the drawback mechanism makes it easier for Brazilian companies to connect to global chains, once this scheme could be seen as an incentive that allows enterprises to boo st their competitiveness in the international market. The company chosen for this case study was Sermatec, an equipment and machinery producer for the sugar cane industry. After the app lication of a formal questionnaire with semi-structured questions to obtain the primary dat a, it was identified that the company could benefit from an economy of about 30% in the value of the final product using the drawback, and, as a consequence, the company turns out to be more competitive. However, while the authors were analyzing the governance structure of the production chain of the company, it became clear that there is a quasi-hierarchy betwee n Sermatec and other companies related to it, ie Sermatec exercises control over the other co mpanies in the supply chain due to the asymmetries between the firms. Overall, the global production chain of the equipment producers from the Brazilian sugar cane industry, w hich Sermatec takes part in, is a chain dominated by the producer. That means that the equi pment manufactures dominate the control over the production system for having a key technol ogy for producing them. This is probably
    Preview · Article ·
  • Source

    Full-text · Article ·
Show more