Article

Composição centesimal e valor calórico de alimentos de origem animal

Ciência e Tecnologia de Alimentos (Impact Factor: 0.41). 08/2000; 20(2). DOI: 10.1590/S0101-20612000000200003
Source: DOAJ

ABSTRACT

Dados sobre composição de alimentos são importantes para inúmeras atividades, porém são escassos ou inexistentes em nosso país. O presente trabalho teve como objetivo determinar o valor calórico dos alimentos de origem animal comumente usados na dieta: carne, leite e ovos a fim de compará-los com os dados das tabelas de composição centesimal mais utilizadas por profissionais da área. Observou-se que de um modo geral, ocorrem variações entre os valores das tabelas consultadas e os analisados, sendo estes menores para ovos, seguidos de laticínios, carnes suínas, carnes bovinas e aves. Salientamos portanto, a importãncia de obtenção dados sobre a composição de alimentos condizentes com diferenças regionais do Brasil, visto que a maioria das tabelas disponíveis são compilações de dados internacionais.

Download full-text

Full-text

Available from: Elizabeth Aparecida F S Torres, Nov 24, 2015
  • Source
    • "Although some reptiles are eaten in temperate regions, their consumption is much more intense in tropical and subtropical regions (Klemens and Thorbjarnarson 1995). This difference is probably related to the low species diversity of reptiles in temperate zones and their low caloric value— in contrast to hyper-caloric game animals such as bovines, swine and birds (Torres et al. 2000). At least 38 reptile species are consumed as food in Brazil and, as can be seen in other countries (see Klemens and Thorbjarnarson 1995), there is considerable variation in the preferences of these human populations for chelonians, caimans, lizards, and snakes. "
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: For many millennia humans and reptiles have interacted, but the attitude of humans towards these animals has depended on culture, environment, and personal experience. At least 719 reptile species are known to occur in Brazil and about 11% of this fauna has been exploited for many different purposes, including bushmeat, leather, ornamental and magic/religious uses, and as folk medicines. Brazil can therefore serve as an interesting case study for better understanding reptile use by human societies, and the present paper catalogues some of the reptile species being used in Brazil and discusses implications for their conservation. A literature review indicated that 81 reptile species are culturally important in this country, with 47 (58%) species having multiple uses, 54 being used for medicinal purposes, 38 as food, 28 for ornamental or decorative purposes, 20 used in magic/religious practices, 18 as pets, and 40 are commonly killed when they come into contact with humans. Regarding their conservation status, 30 (37.5%) are included on State's Red List, Brazilian Red List or the IUCN Red List. There are many forms of interaction between reptiles and humans in Brazil-although most of them are quite negative in terms of wildlife conservation-which reinforces the importance of understanding such uses and interactions in the context of protecting reptiles in Brazil. A better understanding of the cultural, social, and traditional roles of these reptiles is fundamental to establishing management plans for their sustainable use.
    Full-text · Article · Dec 2011 · Environmental Monitoring and Assessment
  • Source
    • "g –1 de amostra, em 12 espécies de peixes de água doce do Ceará, incluindo-se o curimatã comum (183 kcal), a tilápia (116 kcal) e a sardinha (120 kcal). Estes dados confirmam que os peixes podem ser considerados alimentos de baixo valor calórico quando comparados com outros alimentos, tais como doce de leite (316 kcal), manteiga (740 kcal), queijo de Minas (335 kcal), ovo de codorna (135 kcal), ovo de galinha (146 kcal), coxa de frango (156 kcal), contrafilé bovino (192 kcal) e lombo de porco (212 kcal) (TORRES et al., 2000). "

    Preview · Article · Dec 2008 · Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • Source
    • "Para a população consumir equilibradamente os nutrientes de acordo com a IDR, são necessários dados sobre composições de alimentos. Essas composições são importantes para inúmeras atividades, como para avaliar o suprimento e o consumo alimentar de um país, verificar a adequação nutricional da dieta de indivíduos e de populações, avaliar o estado nutricional, desenvolver pesquisas sobre as relações entre dieta e doença, em planejamento agropecuário, na indústria de alimentos, além de outras [8]. "
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Informações sobre a composição de alimentos de origem agrícola cultivados em solos brasileiros são escassas, e mais ainda de alimentos provenientes do Nordeste. O desconhecimento dos princípios nutritivos dos alimentos induz ao mau aproveitamento, o que ocasiona o desperdício de toneladas de recursos alimentares. Com o objetivo de incentivar o reaproveitamento de alimentos e oferecer uma alternativa nutritiva de dieta a baixo custo, foram analisadas as cascas de algumas frutas que normalmente são desprezadas. No presente trabalho, foi determinada a composição centesimal de 7 elementos minerais com importância nutricional (Ca, Cu, Fe, K, Mg, Na, Zn) em 7 tipos diferentes de cascas de frutas: abacate, abacaxi, banana, mamão, maracujá, melão e tangerina, cultivadas no Estado do Rio Grande do Norte. As análises químicas mostraram que as cascas das frutas apresentam, em geral, teores de nutrientes maiores do que os das suas respectivas partes comestíveis, conforme verificado na literatura. Desta forma, pode-se considerar que as cascas das frutas analisadas podem ser úteis como fontes alternativas de alimento ou como ingredientes para obtenção de preparações processadas.
    Full-text · Article · Dec 2005 · Ciência e Tecnologia de Alimentos
Show more