Article

Influência do pH do meio de cultivo e da turfa no comportamento de estirpes de Bradyrhizobium

Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impact Factor: 0.76). 01/2001; 25(4):873-883. DOI: 10.1590/S0100-06832001000400010

ABSTRACT

Soil acidity is one of the greatest problems faced in the management of agricultural lands around the world, mainly in the tropics, where phosphorus and nitrogen are also limiting factors. In the case of nitrogen, biological nitrogen fixation is the most economical and ecological alternative to decrease the use and impact caused by nitrogen fertilizers. Two "in vitro" experiments and one under greenhouse conditions using four Bradyrhizobium strains (BR 4406, BR 29, SEMIA 587 and INPA 03-11B) were carried out at the Soil Science Department, at Federal University of Lavras from July 1998 to July 1999, aiming to verify the effect of three pH values (5.0; 6.0 and 6.9) on growth of Bradyrhizobium strains in YM medium, soybean symbiosis and peat survival. In the first experiment, Bradyrhizobium strains had diffentiated behaviour at the three pHs of YM medium, and had the highest colony forming unities and exopolysaccharide production at pH 6.0. In the second experiment, nodule number (NN), nitrogenase (Nase) activity, dry matter of nodules (NDM), roots (RDM) and shoots (SDM) of soybean were not affected by the different pHs of the culture medium used to produce peat inoculants. INPA 03-11B had similar efficiency to BR 29 and SEMIA 587, recommended as inoculant strains for soybean, on the production of NN, Nase activity, NDM, RDM and SDM. In the third experiment, all strains had the same cell survival at pH 6 and 6.9, except BR 29, which had the highest survival at pH 6.0. The best behaviour of Bradyrhizobium strains at pH 6.0 in culture medium and in peat survival indicated the possibility to use this pH in the peat inoculant production as a means of acid adaptation to this soil stress condition in the tropics.

Download full-text

Full-text

Available from: Fatima Maria de Souza Moreira, Jan 04, 2014
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Dez estirpes de rizóbios, sendo oito isoladas de amostras de solos coletadas próximo ao sistema radicular de Sesbania virgata, no Sul de Minas Gerais, e duas recomendadas como inoculante para o caupi (Vigna unguiculata (L.) Walp.) usadas como referências, foram avaliadas quanto a: diversidade genética, eficiência simbiótica em caupi, tolerância a altas temperaturas e concentrações salinas, valores extremos de pH e 15tipos de antibióticos. A análise de diversidade genética utilizando a técnica do Rep-PCR, com o primer BOX, revelou alta diversidade, pois cada estirpe apresentou perfil único de DNA. O teste de eficiência simbiótica conduzido em vasos de Leonard indicou que as estirpes UFLA 03-30 e UFLA 03-38 demonstraram alto potencial em fixar N2 em simbiose com o caupi, proporcionando resultados de matéria seca da parte aérea e dos nódulos, eficiência relativa e acúmulo de N na parte aérea superiores aos das estirpes recomendadas como inoculantes. Todas as estirpes cresceram em meios com valores de pH variando de 4,0 a 9,0. Em relação à tolerância aos antibióticos, foi observado que as estirpes eficientes em fixar N2 em simbiose com o caupi foram as que apresentaram tolerância a um maior número desses compostos. No entanto, estas estirpes mostraram comportamentos semelhantes em relação a tolerância a salinidade, constituindo o grupo de maior sensibilidade. Com exceção das estirpes UFLA 03-84 e UFLA 03-37, as demais toleraram até 40ºC. Embora as estirpes estudadas tenham sido isoladas de solos da mesma região, com exceção das recomendadas para inoculante oriundas da Amazônia, foi observado que elas apresentaram comportamentos distintos quando submetidas aos diferentes testes de diversidade genética, fenotípica e simbiótica, justificando a importância de incluir estes testes no processo de seleção de estirpes simbióticas em caupi.
    Full-text · Article · Aug 2010 · Revista Brasileira de Ciência do Solo
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: O processo de fixação biológica de nitrogênio (FBN), realizado por bactérias fixadoras de N2 simbióticas de leguminosas, comumente denominados α e β rizóbios, proporciona alta sustentabilidade aos ecossistemas. Seu manejo como uma biotecnologia é bem sucedido para aumentar a produtividade das culturas. Um exemplo notável desse sucesso é a inoculação da soja com estirpes de Bradyrhizobium.Os rizóbios produzem grande diversidade de estruturas químicas dos exopolissacarídeos (EPS). Embora o papel dos EPS seja relativamente bem estudado no processo de FBN, o seu potencial econômico e ambiental ainda não é explorado. Esses EPS são principalmente heteropolissacarídeos espécie-específicos, que podem variar de acordo com a composição dos açúcares, as suas ligações em uma única subunidade, o tamanho da unidade repetitiva e o grau de polimerização. Estudos mostram que os EPS produzidos por essas bactérias exercem importante papel no processo de invasão, formação do cordão de infecção, desenvolvimento do bacteroide e do nódulo e resposta de defesa da planta. Esses EPS também conferem proteção a essas bactérias quando submetidas a diversos estresses ambientais. Em geral, estirpes de rizóbios que produzem maior quantidade de EPS são mais tolerantes às condições adversas, quando comparadas com estirpes que produzem menor quantidade. Além disso, sabe-se que os EPS produzidos por microrganismos são amplamente utilizados em vários segmentos industriais. Esses compostos, também denominados biopolímeros, fornecem uma alternativa válida para a substituição das gomas comumente usadas na indústria de alimentos, por meio do desenvolvimento de produtos com propriedades praticamente idênticas ou com melhores características reológicas, que podem ser usados para novas aplicações. Os EPS microbianos também são capazes de aumentar a adesão de partículas do solo, favorecendo a estabilidade mecânica dos agregados, além de aumentarem os níveis de retenção de água e fluxo de ar nesse ambiente. Diante da importância dos EPS, na presente revisão discute-se o papel desses compostos no processo de fixação biológica de N2, na adaptação dos rizóbios a estresses ambientais, bem como no processo de agregação do solo. As possíveis aplicações desses biopolímeros na indústria também são discutidas.
    Full-text · Article · Jun 2011 · Revista Brasileira de Ciência do Solo
  • Source

    Full-text · Article · Jan 2014
Show more