Project

Curadoria digital de dados de pesquisa e de acervos culturais

Goal: Estudar os tecnologias, padrões e implicações políticas, organizacionais,éticas e legais da curadoria de dados e de acervos culturais digitais

Updates
0 new
0
Recommendations
0 new
0
Followers
0 new
10
Reads
0 new
83

Project log

Luís Fernando Sayão
added a research item
Algumas possibilidades de reuso de acervos digitais culturais
Luís Fernando Sayão
added a research item
Our research generates much valuable data for our own team as well as for other researchers. I LOVE my data, but sometimes I feel really drowned when I don’t know how to handle them. As long as good research supposes good data, however, I know they are supposed to be organized and meaningful, so to increase the worth of my group`s research!!! That is why I am here with you fellow researchers, to share some tips on how to process well your research data.
Luís Fernando Sayão
added a research item
A gestão de dados de pesquisa é um conjunto de práticas, procedimento, padrões e infraestruturas que se preocupa com o tratamento, organização e a estruturação dos dados que a pesquisa científica produz e utiliza. Para tal, ela se inicia antes da pesquisa começar-ainda no planejamento-e vai adicionando valor aos dados ao longo do tempo, mesmo depois que o projeto finaliza. A gestão de dados tem também um olhar voltado para o futuro, assegurando que os dados possam ser preservados e compreendidos à longo prazo. Os benefícios da gestão para ciências são muitos, por exemplo: • Contribui para a reprodutibilidade dos experimentos científicos; • Apoia a validação dos experimentos dos achados científicos; • Aumenta impacto dos projetos de pesquisa; • Aumenta o potencial de reuso dos dados; • Contribui para que as pesquisas estejam alinhadas às exigências das agências de fomento e dos periódicos científicos. Assim, a gestão de dados de pesquisa hoje faz parte do processo de pesquisa. GESTÃO DE DADOS DE PESQUISA
Luís Fernando Sayão
added a research item
Cartilha de gestão de dados de pesquisa voltada para o pesquisador. A publicação apresenta os passos fundamentais para quem quer cuidar dos seus dados de pesquisa: planeje, documente, identifique, contextualiza, proteja, licencie, torne éticos e legais, compartilhe e publique.
Luís Fernando Sayão
added a research item
The increasing availability of digital information and its intensive use by means of devices based on digital technologies by all segments of society-culture, scientific research, education, government and business-have increased the demand for online services offered by cultural heritage institutions. All over the world, museums, and other cultural heritage institutions, recognizing the importance of this phenomenon, are routinely digitizing their collections and acquiring and creating digital artifacts, and making them available via the web, and also using these assets as a management tool of physical collections in the process of documentation, conservation, restoration and security. However, the capabilities of digital collections can be extended if they are reconfigured as raw material for packaging, reinterpretation, aggregation and representation in new contexts with new purposes, establishing spaces for collaboration and dialogue that collectively define the concept of reuse. As a challenge for heritage institutions it remains the need for a permanent and sustainable technological and management infrastructure and qualified professionals that enable the digital curation processes , including dynamic management, archiving and long-term preservation of the digital collections. Adopting as a methodology the literature analysis, this paper aims to identify reuse opportunities that expand informational and communicational potential of digital cultural heritage collections.
Luís Fernando Sayão
added a research item
RESUMO A curadoria de dados de dados de pesquisa é geralmente colocada de forma uniforme para toda a ciência. Os perfis que caracterizam a grande e pequena ciência são frequentemente desconsiderados ou minimizados no planejamento e desenvolvimento de e-infraestrutura de pesquisa e, mais especificamente, de plataformas de gestão de dados. Enquanto na grande ciência há uma uniformização na geração dos dados, nos processos de curadoria e uma demanda imediata para o compartilhamento e grandes investimentos em e-infraestruturas; na pequena ciência os dados são gerados/coletados por pequenas equipes numa infinidade de laboratórios pertencentes a vários domínios disciplinares, são extremamente heterogêneos e raramente arquivados para o compartilhamento e reuso. Esses dados necessitam de infraestruturas específicas que considerem seus fluxos de geração, metodologias, culturas de compartilhamento e de esquemas de recompensa e sustentabilidade. O presente estudo tem como objetivo analisar essas diferenças tendo como perspectiva o planejamento de plataformas de gestão que possibilite uma maior visibilidade dos produtos de pesquisa da pequena ciência e a integração desses dois universos da pesquisa científica em torno da eScience. Palavras-chave: gestão de dados de pesquisa; infraestrutura de pesquisa; pequena ciência; grande ciência ABSTRTACT The curation of research data is usually uniformly designed for all science. Profiles that characterize the big and small science are often disregarded or minimized in the planning and development of research e-infrastructure and, more specifically, in data management frameworks. While in the big science there is a homogeneity in the generation of data, in the processes of curation and an immediate demand for sharing and great investments in e-infrastructures; in small science the data are extremely heterogeneous, generated/collected by small teams in a multitude of laboratories belonging to various disciplinary domains, and rarely archived for sharing and reuse. These data need specific platforms that consider their generation flows, methodologies, sharing cultures, and reward schemes and sustainability. The present study aims to analyse these differences considering the perspective of the planning of management platforms that allows a greater visibility of small science research products and the integration of these two universes of scientific research in the context of eScience.Key-words: research data management; research infrastructure; big science; small science 1 INTRODUÇÃO O quarto paradigma científico é descrito na literatura como a reconfiguração dos paradigmas anteriores-ciência experimental, ciência teórica e ciência baseada em simulação-em torno de um mundo rico em dados. São muitas as expectativas em torno dessa nova forma de fazer ciência dado a possibilidade que oferece de insights revolucionários que vão dos fenômenos relacionados às mudanças climáticas e às descobertas de novas drogas até as metodologias que possibilitem examinar novos ângulos da história e da cultura (BORGMAN, 2012).
Luís Fernando Sayão
added a project goal
Estudar os tecnologias, padrões e implicações políticas, organizacionais,éticas e legais da curadoria de dados e de acervos culturais digitais
 
Luís Fernando Sayão
added 2 research items
Resumo: O presente texto discorre sobre como os museus trabalham tecnicamente com o aumento contínuo dos objetos digitais culturais presentes nas instituições museológicas e que se tornam também parte do seu patrimônio cultural. O objetivo é demonstrar que os museus podem dinamizar a oferta de serviços informacionais integrada com as demais instituições culturais através da curadoria digital deste material, incentivando o compartilhamento e o reuso destes objetos digitais culturais. Espera-se a confirmação da curadoria digital como recurso para controle e manutenção do tratamento técnico dos objetos digitais culturais, proporcionando o reuso dos mesmos em prol da expansão do conhecimento e difusão da informação. Palavras-chave: acervo digital; curadoria digital; museus; objeto digital cultural; reuso. Abstract: The present text discusses how museums work technically with the continuous increase of the digital cultural objects present in the museological institutions and that also become part of its cultural patrimony. The objective is to demonstrate that museums can stimulate the supply of information services integrated with other cultural institutions through the digital curation of this material, encouraging the sharing and reuse of these cultural digital objects. The digital curatorship is expected to be confirmed as a resource for the control and maintenance of the technical treatment of cultural digital objects, allowing them to be reused in order to expand knowledge and disseminate information.
The current scientific research generates different kinds of data, and the digital environment is the place where most part of it is produced. The scientific data becomes more complex and multidisciplinary and new management processes has to be put in practice. This article analyses the pros and cons of the electronic laboratory notebooks, as an alternative to the paper laboratory notebooks, to the best research data management and their posterior share, taking in account the open science movement and the role of the librarians as intermediate between data preservation and access, taking them as the responsible professionals to the information curatorship produced and registered for researches in their research practices.
Luís Fernando Sayão
added a research item
A crescente disponibilidade de informações digitais e o seu consumo intensivo por meio de aparatos baseados em tecnologias digitais por todos os segmentos sociais – cultura, pesquisa científica, educação, governo e negócios - têm aumentado as demandas por serviços on-line oferecidos por instituições de patrimônio cultural. Por sua vez, os museus, assim como outras instituições de patrimônio, reconhecendo a importância desse fenômeno, estão por todo o mundo, rotineiramente digitalizando as suas coleções e adquirindo e criando artefatos digitais, e disponibilizando esses ativos para acesso via web, e também os utilizando como ferramenta de apoio a gestão dos acervos físicos: na documentação, conservação, restauração, segurança, etc. Entretanto, as potencialidades dos acervos digitais pode se ampliar se eles forem reconfigurados como matéria-prima para o empacotamento, reinterpretação, agregação e representação em novos contextos e com novos propósitos, estabelecendo espaços de colaboração e interlocução que coletivamente definem o conceito de reuso. Como desafio para as instituições de patrimônio fica a necessidade de infraestruturas tecnológicas, gerenciais permanentes e sustentáveis e profissionais qualificados que viabilizem os processos de curadoria digital que incluem gerenciar dinamicamente, arquivar, preservar por longo prazo suas coleções digitais. Tomando como metodologia o exame da literatura, o presente ensaio tem como objetivo identificar as possibilidades de reuso que expandam potencialidades informacionais e comunicacionais das coleções digitais de acervos culturais. Palavras-chave: digitalização; coleções digitais culturais; reuso, curadoria digital