José Maurício Paiva Andion Arruti

José Maurício Paiva Andion Arruti
University of Campinas | UNICAMP · Departamento de Antropologia

PHD

About

33
Publications
4,558
Reads
How we measure 'reads'
A 'read' is counted each time someone views a publication summary (such as the title, abstract, and list of authors), clicks on a figure, or views or downloads the full-text. Learn more
272
Citations
Introduction
Mantenho pesquisas etnográficas sobre territórios sociais, na interface com História, Direito, Demografia e Educação. Atualmente desenvolvo dois projetos: 1) Fluxos indígenas entre sertão e metrópole:Estudo sobre território e população, cosmopolítica e mobilidade pankararu; 2) Movimento quilombola: memorias, configações regionais e os desafios da desdemocratização brasileira.

Publications

Publications (33)
Research
Full-text available
A obra é uma síntese das contribuições dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais no Brasil para a geração e conservação da biodiversidade além de outros serviços ecossistêmicos. Bem como das políticas públicas que os afetam positiva ou negativamente e dos conflitos e ameaças a que estão sujeitos. A pesquisa traz ainda avaliações e...
Chapter
Full-text available
O presente capítulo tem como objetivo analisar os impactos cumulativos da desdemocratização brasileira e da pandemia de covid-19 sobre as comunidades quilombolas. A narrativa e as análises que apresentamos a seguir buscam reconstituir o processo que tem ampliado e aprofundado os efeitos da necropolítica que marca o trato histórico dessas comunidade...
Chapter
Full-text available
Esse texto apresenta um resumo dos principais resultados da primeira fase da pesquisa “Educação Escolar Indígena e Justiça Socioespacial no Brasil” (Indigenous School Education and Socio-Spatial Justice in Brazil) realizada por meio de parceria entre a Universidade de Cardiff (School of Geography and Planning), Unicamp (Núcleo de Estudos de Populaç...
Technical Report
Full-text available
Resumo: A educação escolar indígena é, para além da instrução formal, um dos instrumentos na luta dos povos indígenas pela recuperação de suas terras ancestrais. A partir dessa premissa, a Universidade de Cardiff, em parceria com a Unicamp e a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), elaborou um projeto com o objetivo de conhecer aspectos da...
Article
Esta pesquisa contempla os grupos indígenas Pankararu (PE) e Kariri-Xocó (AL) em suas dinâmicas de mobilidade entre suas respectivas aldeias e o município de São Paulo. Foram observados tanto os significados e símbolos presentes nos relatos de agentes de cura de ambas etnias como as experiências pessoais decorrentes de cada processo migratório.
Chapter
Full-text available
Propomos neste texto que o conceito de "político" se constitua em um novo paradigma, no lugar do conceito de "cultura", da Antropologia por meio do reposicionamento do estatuto teórico da alteridade que, de objeto empírico, passaria a ser tratado como um campo de relações político-discursivas sobre as diferenças.
Article
Full-text available
Este texto investiga, por meio de uma pequena série de situações históricas e cenas etnográficas, a construção e a ressignificação da fronteira simbólica que marca a distância e a proximidade entre a comunidade quilombola do Cangume (Itaóca – SP) e a sociedade branca do seu entorno. Neste relato, que cobre desde a década de 1970 até o momento prese...
Article
Full-text available
Enquanto fechamos a organização deste volume da Revista da FAEEBA – Educaçãoe Contemporaneidade e preparamos o seu texto de apresentação, entramos emmais um momento crítico do processo de reconhecimento dos direitos quilombolas.Estamos mais uma vez à espera de uma decisão do Supremo Tribunal Federal comrelação à constitucionalidade do decreto presi...
Article
Full-text available
Enquanto fechamos a organização deste volume da Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade e preparamos o seu texto de apresentação, entramos em mais um momento crítico do processo de reconhecimento dos direitos quilombolas. Estamos mais uma vez à espera de uma decisão do Supremo Tribunal Federal comrelação à constitucionalidade do decreto pr...
Article
Full-text available
span style="color: #222222; line-height: 150%; font-family: 'Times New Roman','serif'; font-size: 12pt; mso-fareast-font-family: 'Times New Roman'; mso-ansi-language: PT-BR; mso-fareast-language: PT-BR; mso-bidi-language: AR-SA;">Este texto tem por objetivo introduzir o leitor na temática da “educação quilombola” por meio da apresentação dos seus c...
Article
Full-text available
Este é o relatório histórico antropológico da comunidade do Mocambo, produzido entre 1995 e 1997 como peça do processo de reconhecimento desta comunidade como remanescente de quilombos. O relatório descreve características gerais deste grupo social, seus usos da terra, suas relações com demais grupos sociais vizinhos, em especial os índios Xokó, as...
Chapter
Full-text available
Em lugar de partir deste suposto taxonômico (os quilombos urbanos), buscaremos refletir sobre os dispositivos históricos e discursivos que sustentam, permitem ou simplesmente legitimam a emergência e o emprego da noção. Ainda que o trabalho taxonômico seja útil e até mesmo imprescindível, ele não responde ao problema das lógicas de produção e trans...
Article
Based on ethnographic data, this article discusses the ways in which social classifications used by Indians, anthropologists and the state are interlinked throughout the practical and discursive processes of ethnic recognition and non recognition. Taking the Pankararu (from the northeast of Brazil in the São Francisco river basin) as an example, th...
Conference Paper
Full-text available
Latin America has tried to cope with ethnicity and race issues since the beginning of the colonization process till current days, therefore, how to collect this information is also a sensible point on census matter. Additionally, different countries build their racial and ethnical identity based on different criteria. From that we built an analysis...
Chapter
VERBETE - Etnicidade é um substantivo que, tendo raiz grega, é transformado em sua função gramatical por um sufixo latino (-dade). Os substantivos formados por esta classe de sufixos (Classe ESS, “nomina qualitatis”) têm duas características que nos são relevantes aqui: 1) eles têm origem em adjetivos, gerando substantivos deadjetivais; 2) eles têm...
Article
Full-text available
Este artigo toma como ponto de partida, a emergência contemporânea do tema dos "remanescentes indígenas" e dos "remanescentes dos quilombos" e seus principais aspectos. Para isso, desenvolve uma análise de contraste entre os Parakararú e os Xocó, tomando como ponto de observação suas formas de organização social e construção memorial das diferentes...
Article
Full-text available
Political Agents of the "Mixture": Ethnic Identification and Negro-Native Segmentation between Pankararus and Xocos.
Article
Full-text available
The Brazilian Constitution of 1988 and the colombian of 1991, recognized for the first time in both cases, a especific place for it's black communities cultural and land rights. In this two cases, such legal and political innovations, strongly influenced by the accumulation of indigenous fights, answered to changes made in their political fields, b...
Article
Full-text available
■ Jose Mauricio Andion Arruti: Subversions classificatoires: paysans, indiens, noirs, Chronique d'une ethno- genese L'article retrace le «processus d'identification » par lequel une agregation de familles rurales du Nordeste bresilien est devenue, parmi d'autres identites possibles et selon les termes de la Constitution de 19M. «communaute restante...
Article
Full-text available
Motivado pelos efeitos políticos decorrentes da adoção do termo "remanescentes" na legislação relativa a grupos indígenas e negros rurais, assim como baseado em literatura histórica e etnográfica, este artigo discute os limites analíticos e teóricos da polarização, corrente na literatura de ciências sociais no Brasil, entre os classificadores "raça...

Network

Cited By

Projects

Projects (3)
Project
Constituído informalmente como ‘coletivo quilombola’ em 2012, um pequeno grupo de pesquisadores começou a organizar, na Unicamp, os ‘encontros de conjuntura quilombola’, destinados à sistematização de informações, assim como à leitura crítica das representações veiculadas pela imprensa (grande, pequena, especializada...) sobre o tema dos quilombos. Os primeiros encontros concentraram-se nas conjunturas estaduais, alguns deles resultando em pequenos textos publicados no blog Étnico (https://etnico.wordpress.com/). Lançando mão também dos recursos de transmissão on-line, desde os primeiros encontros o coletivo pôde contar com a participação de colaboradores de outros estados em seus debates sobre conjuntura, assim como avançar na identificação de uma rede de interessados em manter essa atividade periodicamente. Finalmente, com o crescimento do número de interessados e com o adensamento da proposta, o Coletivo Quilombola ganhou institucionalidade ao ser incorporado como laboratório do CERES (http://www.ifch.unicamp.br/ceres/), ganhando uma definição mais larga, para incorporar contribuições latino-americanas, em especial o debate colombiano sobre populações afro ou palenques.
Project
Human population in protected areas, parks and indigenous lands.
Project
Este projeto tem por objetivo desenvolver uma ampla reflexão sobre o tema dos índios na cidade, articulando várias escalas de observação: desde uma revisão da bibliografia teórica e etnológica pertinente, passando pelo processamento dos dados oficiais (censos e políticas públicas) e das informações públicas disponíveis (listas alternativas, projetos, agências de articulação), até a produção de uma observação direta de uma situação especialmente significativa. Neste caso ganhará destaque a situação vivida pelos pankararu: seu transito entre aldeia (PE) e favela (SP), suas diferentes experiências de escolarização, suas redes de articulação étnica e suas estratégias de reprodução transformação e inovação cultural.