• About
    Top co-authors
    Followers (34)
    View All
    Alexandre Maniçoba De Oliveira
    Carlos Frajuca
    Erick Toshio Yamamoto
    João Broggio
    Luis Fernando Castilho Maschi
    Everaldo Moreira
    Arnaldo Carvalho
    Rafael dos Santos Ferreira
    Charles Artur Santos De Oliveira
    Paulo César de Almeida Carvalhal
    Following (6)
    Sergio Takeo Kofuji
    J. F. Justo
    Alexandre Maniçoba De Oliveira
    Nuno Valente Morais
    Jorge R. Beingolea Garay
    Cicilia Leite
    Research
    Research Items (6)
    A educação brasileira trata da educação formal e não formal. Dentre as modalidades disponibilizadas pelo sistema educacional brasileiro, pode-se citar a Educação Profissional a qual se trata este artigo. Com a justificativa de democratizar e interiorizar a oferta de cursos formais e não formais da Educação Profissional e Tecnológica, elevar a qualidade do ensino no país, qualificar profissionais para os diversos setores da economia brasileira, realizar pesquisas para desenvolver novos processos, produtos e serviços (inovação) com o setor produtivo, o Governo Federal criou em 2011 o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. É um programa que objetiva ofertar cursos de ensino técnico nível médio e de formação inicial e continuada ou qualificação profissional, através das seguintes inciativas: “Programa Brasil Profissionalizado”, “Rede E-tec Brasil”, “Acordo de Gratuidade com o Serviço Nacional de Aprendizagem na Indústria, no Comércio, no Transporte e Rural”, “Mulheres MIL” e “Bolsa-formação”. A Bolsa-formação tem como princípio norteador oferecer ao aluno um curso gratuito e mais uma bolsa alimentação/transporte. O Programa tem alcançado pessoas em lugares longínquos que se encontravam fora da escola há muitos anos e que acreditavam não ter mais nenhuma oportunidade de aprender e alcançar uma qualificação profissional. O objetivo deste trabalho é analisar e discutir a interiorização do Programa no território brasileiro. A hipótese de mitigação é verificar se o Programa está alcançando os lugares mais remotos do país continental Brasil e se esta política pública está obtendo êxito em formar profissionais qualificados. A metodologia empregada está baseada em dois aspectos centrais: primeiramente, realizou-se uma revisão das referências no Estado da Arte e, em seguida, teve-se acesso aos documentos da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica informando os cursos ofertados no âmbito da bolsa-formação e dados dos egressos. O resultado da pesquisa mostrou que a interiorização na oferta de cursos no âmbito da bolsa-formação está atingindo seus objetivos estratégicos, principalmente, nas ofertas nos Institutos Federais e do Sistema Nacional de Aprendizagem. Essa pesquisa mostra que a Educação Brasileira, através de políticas públicas estratégicas de qualidade e de gestão eficaz, como o Programa, tem a possibilidade de formar profissionais qualificados de qualidade em vários setores do conhecimento, principalmente, em tecnologias voltadas às Ciências.
    This report describes and evaluates a physical therapy intervention in a 15-year-old male handball player with low grade isthmic spondylolisthesis and associated spinopelvic misalignment (shear-stress type). Upon examination, increased lumbar lordosis, horizontal sacrum and anterior pelvic tilting were mainly associated with altered resting length and extensibility of the iliopsoas, hip adductors and erector spinae muscles. The intervention was directed at improving the muscles resting length and extensibility balance within a global postural alignment perspective (global postural reeducation). After the treatment period, lumbar lordosis, sacral slope and anterior pelvic tilting decreased 17.2°, 16.5° and 15.1° respectively. Global postural reeducation was effective in changing spinopelvic alignment related to low grade isthmic spondylolisthesis. This treatment option should be considered as a potential nonsurgical alternative for this condition.
    Este artigo apresenta o estudo de alguns pulsos Ultra-wideband (UWB) para aplicação em transmissões eletromagnéticas aplicadas a radar de impulso, discutindo os benefícios na utilização do pulso Gaussiano de quinta ordem de derivação em contraste ao uso de outros pulsos eletromagnéticos, sendo eles: Sinc, Quadrado, Gaussiano e as suas sete primeiras ordens de derivação. Este estudo levou em consideração o formato do pulso no domínio do tempo, a assinatura espectral do pulso e o grau de complexidade do circuito necessário para sintetizar o pulso. O pulso Gaussiano de quinta ordem de derivação foi escolhido pois apresenta uma ótima relação de eficiência espectral versus a complexidade moderada do circuito necessário para sua sintetização, além de não possuir a componente DC (corrente contínua ou frequência zero), que em termos de radiação, é menos eficiente que a componente AC (corrente alternada).
    A poluição atmosférica é um dos problemas ambientais da humanidade e acende a preocupação com a sustentabilidade. Esse problema tem se agravado e provocado efeitos prejudiciais ao ambiente e à saúde da população. Como a poluição não pode ser completamente eliminada é preciso que seja monitorada. Os bioindicadores estão entre os métodos de medição de qualidade ambiental. Eles podem indicar a presença de poluentes atmosféricos tais como compostos orgânicos de carbono, enxofre, halogenados, nitrogênio e material particulado. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão bibliográfica dos trabalhos disponíveis envolvendo bioindicadores vegetais no biomonitoramento da poluição atmosférica, de modo a realizar o levantamento das espécies utilizadas como bioindicadores, os meios de detecção dos poluentes e as técnicas utilizadas. Foram relacionadas 19 espécies nos 27 estudos, sendo 16 espécies pertencentes à divisão Angiospermae, 1 gênero à divisão Bryophyta, e 2 duas espécies de líquens. Os resultados obtidos apontam para uma grande diversidade de espécies, mostrando que há potencial de aplicação desses em biomonitoramento. Palavras-chave: bioindicadores vegetais, poluição atmosférica, biomonitoramento. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n2p169-178
    Top co-authors