André Vieira Freitas

André Vieira Freitas
University of Brasília | UnB · Department of Geography

Master of Science

About

8
Publications
483
Reads
How we measure 'reads'
A 'read' is counted each time someone views a publication summary (such as the title, abstract, and list of authors), clicks on a figure, or views or downloads the full-text. Learn more
7
Citations
Introduction
I'm a Ph.D student at University of Brasília. My current research is about flows and interactions in transborder urban agglomarations between Brazil and Bolivia. My Master's degree, finished in 2014 at Federal University of Uberlândia, analyzed the Brazilian National System of Nature Conservation Units (SNUC) as an territorial ordaining instrument. My main research interests are borderland studies, international cooperation, geopolitics, public policies and environmental protection.
Additional affiliations
February 2015 - July 2016
Faculdade Projeção, Brasília, Brazil
Position
  • Professor
Description
  • Teaching in Human Geography and Regional Geography.
Education
February 2012 - July 2014
January 2007 - September 2010
University of Brasília
Field of study
  • Geography

Publications

Publications (8)
Chapter
Full-text available
O texto analisa acordos bileterais celebrados entre o Brasil e o Uruguai, a Bolívia, a Argentina e o Paraguai entre 2002 e 2017 a respeito de núcleos urbanos fronteiriços e à garantia de direitos aos nacionais residentes, investigando os distintos graus de cooperação entre essas iniciativas bilaterais. Diante do contexto de sua celebração e de uma...
Book
Full-text available
Tendo em vista o histórico do diálogo entre os estudos da Geografia e das Relações Internacionais e uma crescente convergência multidisciplinar no século XXI em razão dos novos desafios e incertezas frente à dinâmica e fluida compressão espaço-temporal das relações socioeconômicas, a obra levanta uma reflexão sobre uma pluralidade de novos temas, a...
Chapter
O capítulo analisa os "discursos não escritos" envolvidos na discussão sobre a Política Nacional de Ordenamento territorial, destacando o papel dos diversos atores mobilizados. Discute-se também as perspectivas para a retomada da política.
Chapter
A partir de um levantamento sobre política e ordenamento territorial e de um levantamento das experiências brasileiras, o capítulo analisa o processo de formulação de uma política de ordenamento territorial para o país.
Chapter
O capítulo propõe um conjunto de parâmetros analíticos para a análise dos discursos escritos das políticas públicas, voltando-se para aspectos gerais e para a sua abordagem espacial.
Chapter
Tendo em vista as distintas relações de poder que se apresentam no território, o Estado aparece como mediador. Uma estratégia nesse sentido é por meio das políticas públicas e seus instrumentos. No que tange à política ambiental, a partir do início da década de 2000, afrimou-se como um relevante instrumento o Sistema Nacional de Unidades de Conserv...

Projects

Projects (6)
Archived project
Levantar uma reflexão sobre uma pluralidade de novos temas, atores e dinâmicas espaciais no Brasil e na América do Sul a partir de um diálogo entre a Geografia e as Relações Internacionais.
Project
O projeto é uma continuidade da discussão sobre o tema políticas públicas espaciais (PPEs) que já vem sendo pesquisado desde 2003. Vai além do referencial teórico que admitiu a existência de políticas espacialmente e da análise dos discursos escritos e não escritos dessas políticas. Trata-se de discutir a formação de uma agenda política acadêmica e extra-acadêmica que contribua para aumentar o entendimento e a visibilidade das PPEs. A essência da problemática a ser trabalhada é a inserção das PPEs na agenda de agentes sociais que possam repercutir o seu significado: os entes federativos, os movimentos sociais, a mídia e o Congresso Nacional.
Archived project
Trata-se de uma continuidade do projeto "Políticas públicas espaciais: da teoria para a prática" que chegou a três conclusões: 1. A categoria "território usado", cunhada por Milton Santos, em tese, pode efetuar a passagem da teoria para a prática da formulação de políticas públicas espaciais e outras de significativo impacto territorial porque permite identificar os usos do território, os atores usuários e os conflitos de usos. 2. A despeito da retomada da formulação de políticas públicas nacionais estar imbuída de uma feição participativa, nos discursos das políticas analisadas foram encontradas poucas referências que abrem a possibilidade de tratar de usos, atores e conflitos. 3.O exame das trajetórias dos processos de formulação de políticas públicas espaciais revela que esses processos envolvem uma mistura de "novidade democrática e participativa" e "ranço tecnocrático e autoritário". A aplicação da categoria "território usado" requer que se aprofunde o conhecimento sobre a participação dos atores no processo de formulação de políticas públicas espaciais, o que passa não só pelas trajetórias percorridas, mas pelo contato com os atores explícita ou implicitamente envolvidos na construção dos discursos dessas políticas, a fim de conhecer suas posturas e descobrir brechas para introduzir uma nova abordagem espacial, via território usado, objetivo principal do projeto. Supõe-se que no decorrer do processo de formulação está a maior chance de introduzir essa abordagem. Os objetivos secundários, são: discutir a revalorização do papel do Estado na produção de políticas públicas no contexto do "desenvolvimentismo social" e gerar um novo patamar de reflexão sobre políticas públicas.