Revista de Economia e Administração

Published by INSPER - Instituto de Ensino e Pesquisa
Online ISSN: 1984-5308
Publications
Article
This paper analyses monthly returns of 10 share portfolios negotiated at Bovespa between 1987 and 1997 in order to test the APT model. Macroeconomic factors were created as sources of common variance of these assets. The factors were statistically significant in explaining the relationship between the asset returns in general; besides, evidence was found in favor of the APT.
 
Article
This paper explores two changes in traditional models that measure the exchange rate pass-through in Brazil. The first change is a non-linear specification to the pass-through coefficient, making it depend on other variables that reflect economic conditions. The second change is to consider different components of the consumer price index, in search for transmission mechanisms of the exchange rate pass-through to prices. The empirical evidence obtained in the period between the quarter of 1994 and the last quarter 2001 suggests the existence of different non-linear mechanism among different price groups.
 
Article
Este estudo objetivou indicar se os municípios paulistas, especificamente os grupos de municípios caracterizados pelo Índice de Responsabilidade Social Paulista (IPRS) como municípios com alto índice de riqueza e baixos índices sociais (grupo 2) e municípios desfavorecidos em ambas as condições (grupo 5) podem ser diferenciados pelos valores per capita de transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), quota-parte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e receita tributária arrecadada. A premissa foi a influência da distribuição do FPM no desempenho desses grupos ao servir como dispositivo de redistribuição de renda, compensando a menor capacidade tributária dos municípios desfavorecidos em riqueza. A avaliação dessas variáveis é uma forma de se analisar o desempenho dos municípios na área social em condições distintas economi- camente e, para tanto, utilizou-se a técnica de análise discriminante. Os resultados evidenciam que os critérios de distribuição do FPM não contribuem de forma efetiva para a eqüidade das receitas disponíveis nesses grupos, ou então existem problemas de gestão na alocação dos recursos.
 
Article
The objective of this dissertation is to explore and deeply study the concepts about Glocal Marketing, explaining this recent phenomenon, highlighting the importance and the influence of local culture on the marketing mix of global organizations, in order to have successful commercialization of their products and services in different markets. Searching for a better understanding of Glocal Marketing became extremely important in the XXI Century, since there is an increase in the number of global companies which want to explore new markets in order to survive and remain in the highly competitive market. Concepts of Globalization, Marketing, Glocal Marketing, Culture are defined and explored. Also, the influence of culture on consumer behavior and on the marketing mix of global organizations is analyzed. The Hofstede¿s cultural typology is explained and it is used to give the reader an overview and a better understanding about the cultural influence in the acceptance of new products in new markets. The relationship between culture and marketing mix is discussed, as well as the importance of standardization versus customization of the marketing mix among countries with high cultural differences. The methodology is composed by descriptive research and a case study about a global organization, the Coca-Cola Company. Therefore, this dissertation aims to show and exemplify how the Coca-Cola Company applies glocal strategies on its marketing mix as a way to establish a competitive advantage in the market. O objetivo desta dissertação é explorar e aprofundar os conceitos e estudos sobre ¿Marketing Glocal¿, explicando este recente fenômeno, destacando a importância e influência da cultura local no composto mercadológico de empresas globais, a fim de que elas possam ter sucesso na comercialização de seus produtos e serviços em diferentes mercados. Buscar um maior conhecimento sobre o ¿Marketing Glocal¿ torna-se extremamente importante no século XXI; visto que, há um crescimento do número de empresas globais com exploração de novos mercados como forma de sobrevivência e permanência no mercado altamente competitivo. Conceitos de Globalização, Marketing, Marketing Glocal, e Cultura são definidos e explorados. A influência da cultura no comportamento do consumidor, e no composto mercadológico de empresas globais é analisada. A tipologia cultural de Hofstede é explicada e utilizada para dar uma visão geral e uma compreensão sobre a influência de cultura na aceitação de novos produtos em novos mercados. A relação entre cultura e composto mercadológico é discutida, bem como a importância da padronização versus adaptação do composto mercadológico em países com grandes diferenças culturais. A metodologia utilizada é composta de pesquisa descritiva e estudo de caso de uma empresa global, a Coca-Cola Company. Desta forma, esta dissertação visa mostrar e exemplificar como a Coca-Cola aplica estratégias glocais em seu composto mercadológico para criar vantagem competitiva de mercado.
 
Tipos culturais, segundo Schneider Fonte: Adaptado de Schneider (1996, p. 153) A cultura do controle, de caráter impessoal e focada na realidade presente, é semelhante ao protótipo militar, onde a motivação individual reside na necessidade de poder dos indivíduos. Desta forma, a liderança valoriza a dominação, tanto no seu ambiente interno, agindo sobre os funcionários, como no seu ambiente externo, agindo sobre o mercado e os concorrentes. Esta cultura é objetiva, realista, ordeira, previsível, cautelosa e conservadora. Despreza qualquer aspecto subjetivo de análise e atribui grande importância à hierarquia, às normas e regulamentos. Na cultura do controle, a tomada de decisões utiliza um processo sistemático e metódico, onde os fatos são analisados de forma realista, procurando atender às necessidades atuais da organização, desprezando possibilidades futuras, sempre buscando resultados tangíveis, imediatos e concretos. O recrutamento e a seleção são cuidadosamente conduzidos, de forma planejada, onde os candidatos são minuciosamente avaliados em sua adaptabilidade às descrições do cargo para o qual estão concorrendo. A cultura de colaboração, caracterizada como pessoal e focada na realidade presente, assemelha-se à família. É encontrada, principalmente, em pequenas empresas, empresas prestadoras de serviço e familiares. A motivação pessoal, para o envolvimento e comprometimento nestas culturas, é baseada na necessidade de afiliação; e, para estas organizações, o sucesso é representado pela obtenção de sinergia. A liderança é exercida pela formação e integração de equipes ecléticas, onde reinam o respeito à diversidade, e o sentimento de confiança mútua. O poder vem dos relacionamentos, assim, as pessoas tentam se transformar em colaboradores eficazes, a fim de serem estimadas como componentes do grupo. Nas culturas de colaboração, o processo de tomada de decisões é altamente participativo e coletivo, apresentando características altamente democráticas. A seleção de pessoal privilegia pessoas jovens, com formação generalista, buscando formar equipes diversas e versáteis. As pessoas que se adaptam bem, nestas organizações, sabem trabalhar em equipe, gostam de cooperar e trabalhar no anonimato. As pessoas não dão tanta importância para cargos ou títulos delimitados, no organograma da empresa. Em função de seu caráter fortemente baseado nos relacionamentos humanos, a cultura de colaboração é muito boa, na gestão dos conflitos, até porque as pessoas tendem a abrir mão de seus pressupostos, em favor da coletividade. A cultura de competência, caracterizada como impessoal e com foco nas oportunidades do futuro, assemelha-se às instituições universitárias, com um ambiente de tecnologia, inovação, capacidade intelectual, especialização e avanço do conhecimento. Estas organizações estão assentadas nas necessidades humanas de realização, que foram estudadas por David McClelland (1972). Segundo o autor, as pessoas que possuem alta necessidade de realização buscam atuar em situações onde possam assumir individualmente o controle, querem um retorno para seu desempenho individual e têm iniciativa de tentar coisas novas e buscar novas oportunidades. Estas organizações são aquelas que estão sempre em busca da excelência, querem sempre fazer melhor que os outros, querem ter os melhores produtos e serviços, sendo, em essência, os melhores. Combinam racionalidade com possibilidade. A racionalidade reside nas decisões e pressupostos básicos, que não permitem emoções mas sempre estão calcados na razão  
Empresas pesquisadas e suas dimensões culturais pesquisadas Fonte: Resultados da pesquisa adaptados a Schneider (1996)  
Article
A cultura organizacional tem sido tema de estudos acadêmicos desde a década de 1980. Porém, poucos estudos brasileiros procuram identificar semelhanças em aspectos culturais entre empresas de um setor específico. Esta pesquisa, efetuada junto às indústrias madeireiras da região de Curitibanos, objetivou identificar traços culturais relacionados às dimensões, de ênfase no futuro ou no presente, e de pessoalidade ou impessoalidade, na percepção dos líderes destas empresas. Trata-se de pesquisa quantitativa,descritiva e exploratória, realizada sob a forma de um levantamento de corte transversal e respondido por 67 líderes empresariais. Os resultadosapontam para uma cultura organizacional relativamente homogênea com fortes traços de ênfase no presente, e de pessoalidade. Encontrou-se também uma relativa independência da cultura organizacional,permitindo afirmar que a cultura organizacional depende mais da própria cultura regional do que dos produtos e do faturamento das empresas, bem como da idade, escolaridade, gênero, tempo de empresa, renda e cargo.
 
Article
9-2005AbstractThis work objective is to identify the determinants of the creation of new rms in Brazil. It was used as the main theoretical reference Ecletic Theory that use the economic language to distinguish the various determinants of entrepreneurship. It was used secondary data on opening of businesses, obtained through information made publicly available by the National Department of Registration of Trade (DNRC). Other sources of research were used (IBGE and FGV-DATA). In empirical analysis it is estimated that only some factors were consistently important in determining the opening of new Brazilian companies, showing that the Theory Ecletic is not only adequate explanation for this phenomenon
 
Article
There is widespread agreement in the belief that the Lula administration has preserved the basic monetary policy framework of the previous government. However, there are, surprisingly, no formal investigations on the matter. In this sense, in this article we conduct an empirical investigation on the existence of a possible structural break in the Brazilian Central Bank’s reaction function after 2003. We estimate a forward-looking policy reaction function, and apply some simple statistical tests in order to check for possible changes in the response parameters. In general, the results confirm the widely discussed hypothesis of monetary policy continuity. Moreover, small changes in parameters may be linked to differences in domestic and external environments, and not to dramatic policy changes.
 
Article
Resumo Esse artigo avalia o impacto da expansão de setores da economia brasileira, por unidade da federação (U.F.), que provavelmente serão os setores mais beneficiados com a Copa do Mundo em 2014, considerando o PIB de cada Estado. Os resultados mostram, com base em estimativas de modelos de dados em painel de 1992 a 2008, que as atividades que apresentam os maiores impactos sobre o produto regional são aquelas vinculadas a imóveis e comércio, com coeficientes de elasticidade de 0,399 e 0,263 respectivamente. Os setores de transporte e comunicação, construção e turismo apresentam coeficientes de elasticidades nos valores de 0,154, 0,083 e 0,030 respectivamente. Palavras-chave: Copa de 2014; Investimentos setoriais; Produtos regionais.
 
Article
Resumo Aparentemente, uma das formas de reduzir o risco (volatilidade) de um investimento em ações seria a divulgação de informações mais completas sobre a empresa, reduzindo a incerteza derivada da assimetria informacional, de modo que os usuários externos pudessem tomar melhores decisões acerca de seus investimentos. Portanto, a priori, o nível de disclosure corporativo e a volatilidade deveriam possuir uma relação inversa. Este trabalho procurou testar empiricamente tal relação e teve como objetivo de pesquisa identificar o impacto do nível de disclosure corporativo na volatilidade das ações de companhias abertas no Brasil. A amostra do estudo é composta pelas 100 maiores companhias abertas e não financeiras com ações negociadas na BM&FBOVESPA. A análise do disclosure foi realizada a partir das Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFPs), dos exercícios findos em 2006, 2007 e 2008 por meio da análise de conteúdo. Para isso, utilizou-se uma métrica composta por 89 itens, dividida em duas grandes dimensões: econômica (42) e socioambiental (47). As análises dos resultados evidenciaram que o nível de disclosure corporativo impacta na volatilidade das ações das empresas. Isso ocorre principalmente com o disclosure econômico e com o disclosure total (econômico + socioambiental). Já o disclosure socioambiental, apesar de também possuir relação inversa com a volatilidade, não é estatisticamente significativo. Palavras-chave: disclosure, volatilidade, transparência, divulgação, risco. 1. INTRODUÇÃO Disclosure, que deriva da palavra disclose, é ato de divulgar, evidenciar, disseminar, expor, revelar, isto é, tornar algo evidente, público. No âmbito corporativo, o disclosure pode ser caracterizado como a divulgação de informações sobre a empresa. Assim, o conceito de 2 disclosure está intimamente relacionado ao conceito de transparência corporativa, sugerindo que empresas com melhor disclosure são mais transparentes. Para a maioria dos stakeholders da empresa, a transparência corporativa é algo desejado, na medida em que reduz a incerteza e possibilita melhores decisões econômicas. Contudo, a divulgação corporativa acarreta em custos para as empresas como, por exemplo, o de processamento e o de elaboração das informações (LEUZ; WYSOCKI, 2008), além de custos relacionados à divulgação de uma informação estratégica (VERRECCHIA, 2001). Mas, se existem custos relacionados ao disclosure corporativo, porque algumas empresas são mais transparentes que outras, isto é, divulgam mais informações aos seus usuários externos? Dentro de uma perspectiva econômica isso ocorre, pois existem benefícios de se possuir um disclosure corporativo de boa qualidade, ou seja, a transparência é recompensada pelo mercado.
 
Article
The paper tests the CAPM for the Brazilian stock market using dynamic betas. The sample involves 28 stocks included in the Ibovespa portfolio as of March 21, 2012 and that were traded during the period from Jan. 01, 1995 to March 20, 2012. Dynamic betas were estimated and conditional betas contributed with larger explanatory power of excess cross section returns. The main contribution of the paper is the estimation of dynamic betas for Ibovespa shares, which can be useful for investors using Long x Short strategies.
 
Top-cited authors
Pery Shikida
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Claudio Djissey Shikida
  • Universidade Federal de Pelotas
Adriana Schor
  • University of São Paulo
Pedro L. Valls Pereira
  • Sao Paulo School of Economics - FGV
Marco Bonomo
  • Insper Institute of Education and Research