Linha D Água

Published by Universidade de Sao Paulo, Agencia USP de Gestao da Informacao Academica (AGUIA)
Online ISSN: 2236-4242
Publications
Article
DAUDET, Alphonse (1986) "Avant-Propos" e "Installation". Em suas Lettres de mon moulin. Texto estabelecido, apresentado e anotado por Roger Ripoll (Bibliothèque de la Pléiade) Éditions Gallimard, Bélgica.
 
Article
No ensino de língua portuguesa ministrado para o curso secundário, entre 1889 e 1930, observa-se a primazia da gramática, em relação à leitura e escrita de textos. O objetivo deste artigo é discutir o ensino de gramática para o 2º e 3º ano do curso secundário, na Primeira República (1889-1930), a partir da análise da Gramática expositiva: curso superior, de Eduardo Carlos Pereira. A obra, tendo tido um número elevado de reedições, desde sua publicação em 1907, pode ser representativa do ensino de gramática, no período. A análise se inscreve no campo da Linguística Aplicada, estabelecendo um diálogo com outras áreas do conhecimento, como História da Educação, História das Disciplinas Escolares, História das Ideias Linguísticas, Sociolinguística e Teoria Literária. Nas duas últimas décadas do século XIX e nas três primeiras décadas do século XX, prevaleceu no ensino de gramática a gramática expositiva, recomendando uma norma única da língua e revisitando elementos da tradição ocidental de estudos gramaticais, tanto na explicação das regras como na sua exemplificação por meio de excertos extraídos da literatura, sobretudo a portuguesa.
 
Article
Neste trabalho, apresentamos um estudo dos culturemas relacionados à cultura linguística (denominados, aqui, de idioculturemas) que marcam estilisticamente o discurso literário do escritor baiano Jorge Amado. Objetivamos analisar as escolhas lexicais do autor no romance Capitães da Areia (1937), com a intenção de elaborar, futuramente, um glossário a ser anexado à referida obra, com fins de práticas de leitura literária na educação básica, no qual apresentamos os culturemas mais expressivos na referida obra do ponto de vista da estilística léxica e suas definições conforme o Dicionário Houaiss (2009). Para o desenvolvimento do estudo, recorremos às teorias fraseológicas e linguísticas, considerando que a linguagem utilizada por Jorge Amado é um reflexo da interação entre sociedade, língua, literatura e cultura, sendo o discurso literário, por excelência, a instância discursiva que transfere para a produção romanesca do escritor o reflexo da sua influência cultural nos anos 30.
 
Article
Este trabalho apresenta um estudo do fenômeno da neologia lexical através da análise de neologismos produzidos no período das eleições realizadas no Brasil no ano de 2018. Para o delineamento de nossa metodologia, utilizamos os preceitos estabelecidos pelo projeto Observatório de Neologia do Português (ONP), sob a coordenação de Margarita Correia, assim como a sistematização apresentada por Correia e Almeida (2012). Com base nos dados levantados, foram detectados 73 neologismos, sendo 24 formados por derivação (33% do total de palavras novas), 21 por processos deformacionais (28% dos casos), nove por lexicalização, sete por extensão semântica, sete por composição e cinco por empréstimos. Os casos de derivação sufixal servem para corroborar ser a sufixação o mecanismo mais rico e diversificado da língua portuguesa. É nessa classe que encontramos os casos de neologia denominativa, ainda que em sua maioria restritos a nomes de políticos ou a partidos, e não a objetos ou conceitos. Já os neologismos criados por processos deformacionais se destacam por indicarem, em sua grande maioria, casos de neologia estilística, evidenciando a intenção dos usuários em criar tais termos como forma de expressar sua opinião ou sua repulsa a um ou outro candidato.
 
Article
Considerando o contexto sócio-histórico mais amplo em que temos vivido em relação ao uso do livro didático na Educação Básica da rede pública de ensino, buscamos contribuir para um debate social acerca do processo de escolha dos livros didáticos nas escolas e o Guia PNLD 2020, uma vez que o documento oferece resenhas a respeito dos livros didáticos de Língua Portuguesa aprovados, bem como sobre as possíveis relações que o Guia PNLD 2020 estabelece com os saberes e as Capacidades Cocentes (HOFSTETTER; SCHNEUWLY, 2009; STUTZ, 2012), além das capacidades de linguagem (DOLZ; PASQUIER; BRONCKART, 1993; SCHNEUWLY; DOLZ, 2004; STUTZ; CRISTOVÃO, 2011; CRISTOVÃO, 2013), necessários ao ensino de línguas. Para tanto, pautamos nosso estudo na perspectiva teóricometodológica do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD) (BRONCKART, [1997]2009). Quanto aos procedimentos metodológicos, utilizamos o Guia PNLD 2020 como objeto de análise no que tange às Resenhas dos livros aprovados pelo PNLD 2020, tomando as capacidades de linguagem, os saberes e as Capacidades Docentes como categorias de análise destas Resenhas. Os resultados apontam para possíveis contribuições e/ou limitações do Guia PNLD 2020 para o ensino de Língua Portuguesa. Com isso, esperamos contribuir para a discussão acerca do processo de avaliação e escolha do livro didático pelo professor de línguas.
 
Article
Este artigo objetiva analisar representações de gênero de crianças do 3º ano do Ensino Fundamental, a partir de atividades envolvendo contos de fadas e suas reinvenções. O estudo desenvolveu-se como uma intervenção pedagógica, realizada com a participação dos discentes de uma escola estadual de Santa Catarina. Para o desenvolvimento das atividades, foram mobilizadas concepções bakhtinianas de leitura e escrita enquanto processos, conceitos da formação do imaginário da criança pelos contos de fadas e a importância do desenvolvimento da conscientização crítica. As coleções Antiprincesas e Anti-heróis foram utilizadas para apresentar às crianças outras configurações de representação de príncipe e princesa. Nas produções discentes de textos e de desenhos, foi possível observar que, ao mesmo tempo que os estudantes introduziram representações que se aproximam dos estereótipos de gênero presentes em muitos contos de fadas, também evidenciaram elementos de recontextualização e ressignificação, a partir do trabalho com as coleções Antiprincesas e Anti-heróis.
 
Article
Este artigo tem como propósito verificar se o livro didático de Português (5ª a 8ª séries) já está assimilando a concepção textual-discursiva da oralidade. Ao se estabelecer tal concepção, possibilita-se a demonstração de que fala e escrita confluem para o uso lingüístico do indivíduo. Adotaram-se como corpus seis coleções didáticas de Português. Algumas dessas coleções são utilizadas na rede particular de ensino; outras, na rede pública.
 
Article
Neste artigo, o qual é parte da dissertação de mestrado do autor, intitulada “A interferência da fala na escrita de alunos de 8. série de uma escola pública: desdobramentos”, tratamos dos erros de escrita denominados por Zorzi (1998) como “Alterações ou erros decorrentes das possibilidades de representações múltiplas”, isto é, ocorrências nas quais o aprendiz da escrita erra em virtude de escolher, para representar determinado fonema, um grafema possível, mas que não o eleito pelo sistema ortográfico da língua. Na análise dos dados, partimos de um corpus de textos produzidos por alunos pertencentes a duas turmas de 8. série de uma escola pública estadual do município de Santa Maria-RS. Além de analisar as ocorrências com possibilidades de representações múltiplas, enfocamos, dentre os dados, os casos nos quais o conhecimento de uma regra contextual (de natureza morfológica ou não), por parte do aprendiz, poderia ter evitado o erro. Os resultados apontam principalmente que, na maior parte das ocorrências analisadas, o conhecimento de regularidades de cunho contextual/morfológico teria garantido a grafia correta dos itens lexicais, ou então, ao menos, teria diminuído o número de opções possíveis para se grafar determinado fonema, o que, da mesma forma, facilitaria o trabalho do aprendiz da escrita na difícil tarefa de escolher um grafema para representar o fonema pretendido.
 
Article
Este artigo é fruto de pesquisa (MENDES, 2009) cujos principais objetivos foram: (1) analisar como se constroem os sentidos dos textos do principal telejornal brasileiro: o Jornal Nacional (JN) e (2) verificar de que maneira o conteúdo e a expressão da fala do JN poderiam estar ou não relacionados. Ao se trabalhar com os dois planos da função semiótica, no que concerne à realização da língua, requisitou-se, de um lado, a fonética acústica, disciplina que analisa as características físicas dos sons da fala humana e, de outro lado, ancorou-se no escopo teórico-metodológico da semiótica de linha francesa, disciplina que se interessa principalmente pelos mecanismos intratextuais de produção de sentido do texto. Quanto ao primeiro objetivo, ao se fazer uma análise semiótica das matérias do Jornal Nacional, puderam ser depreendidas algumas estruturas invariantes sobre as quais se constrói o discurso desse noticiário. As matérias foram analisadas principalmente no que tange ao nível discursivo, previsto pelo percurso gerativo de sentido. Quanto ao segundo objetivo, partindo da proposta de Matte (2008), cruzaram-se dados fonéticos com dados semióticos provenientes do nível discursivo. Resultados inéditos apresentados pela pesquisa apontam para um quadro em que alguns elementos do plano do conteúdo afetam, na fala do Jornal Nacional, elementos do plano da expressão em análises estatisticamente significantes.
 
Article
A relação entre literatura e sociedade é uma questão importante na tradição da crítica literária brasileira, portanto não podemos deixar de destacar a fundamental responsabilidade que essa relação exerce na organização da formação ideológica de uma sociedade: a literatura como um compromisso social. A escritora contemporânea Lygia Bojunga constrói as suas narrativas para o público jovem, sempre utilizando a infância como tema principal. Para além disto, as suas obras são caracterizadas por uma marcante infracção dos limites entre realidade e fantasia, repletas de simbologia, o que poderá proporcionar à criança um caminho para a maturidade e para a busca da sua identidade. A escritora por meio de seus contos maravilhosos e realismo mágico eternizou estes valores, o que a tornou numa excelente representativa da literatura infanto-juvenil. Nas suas narrativas, repletas de agradáveis fantasias, que têm por fundamento elementos tomados do real, a autora debate os problemas sociais resultantes da ideologia dominante: a ditadura militar. Partindo deste ponto, este artigo pretende contextualizar Lygia Bojunga Nunes no seu tempo e no seu espaço literário, numa época política em que o Brasil vivia na ditadura, na qual a escritora empenhava-se na luta ideológica. O presente trabalho tem por objetivo reflectir sobre um dos temas importantes de uma de suas narrativas, A Bolsa Amarela, que trata dos problemas existentes nas relações humanas e que faculta uma crítica contundente, por meio de vasta simbologia à realidade social.
 
Article
Este artigo aborda a semântica e a morfologia de termos de uso frequente na informática, numa perspetivação bilingue Português Europeu – Árabe Padrão. Nele foram tratadas 20 unidades terminológicas todas emprestadas à língua predominante neste domínio de experiência, o inglês, e traduzidas literalmente pelo árabe padronizado. Foi aplicada à estas unidades, previamente agrupadas em conjuntos terminológicos, a análise componencial de Pottier, para decompor a significação que revela a natureza semântica dos seus conceitos. A análise morfológica só constitui um aspeto formal que completa a parte semântica, no caso do português, com o intuito de descrever o grau do aportuguesamento quando existe variação de forma nos termos envolvidos. Quanto aos sintagmas terminológicos do árabe em foco, que correspondem aos empréstimos crudos do português como língua de partida e que são decalques semânticos, estes estão acompanhados, no corpus de exemplificação, das discrições gramaticais das bases de unidades simples das quais derivam.
 
Article
A escrita acadêmica recebeu muitos estudos desde o final da década de 1970, mas há alguns gêneros acadêmicos que trazem dificuldades aos estudantes universitários, como a resenha. O objetivo do artigo é discutir essa produção de graduandos em Letras, a partir da concepção bakhtiniana de gênero discursivos e de ponto de vista, segundo Rabatel (2015, 2016, 2016a, 2017, 2018), o que significa tratar as resenhas dentro de um contexto de circulação, produção e recepção. Na primeira parte, apresentaremos os pressupostos teóricos que norteiam essa discussão, particularmente, a noção de resenha como gênero discursivo. Na segunda parte, tendo em vista considerarmos a categoria do ponto de vista (PDV) como intrínseca à organização linguística, textual, discursiva e enunciativa da resenha, focalizaremos algumas noções teóricas seguidas de análises de dados, que ancorarão nossa reflexão. A análise de uma resenha publicada em revista acadêmica de graduação revelou que o L1/E1 se engajou com o objeto de discurso, ao construir o ponto de vista (PDV), certamente, para influenciar os interlocutores, acerca da obra resenhada. Em suma, a natureza do propósito comunicativo do gênero discursivo resenha leva o L1/E1 a assumir um PDV favorável ou não.
 
Article
A pesquisa da qual trata este artigo surgiu da observação das dificuldades de leitura e escrita de estudantes do Ensino Fundamental II de uma escola pública. Inicialmente, notamos que os estudantes liam e escreviam muito em contextos de mensagens em redes sociais e que tais práticas tinham alguma influência na leitura e na escrita em sala de aula. Então, propomo-nos a investigar se o acesso a narrativas literárias linguística e estruturalmente complexas também poderia influenciá-los. Este artigo traz um recorte dessa pesquisa com ênfase no ensino de leitura partindo de uma narrativa literária, cujos modos de dizer são provocativos à construção de experiências de leitura para além das práticas utilitaristas.
 
Article
Assuming the sociocognitive and constructionist perspective taken by Cognitive Linguistic and by the Models of Use from the Construction Grammar, this work aims at investigating the mismatched feature of a construction, here called as Superlative Synthetic Construction of Absolute States (SSCAS). It is a morphological construction built from the integration of a chore which refers to a non-gradable absolute state (desempregada, casada, grávida / unemployed, married, pregnant) with a superlative scale operator (-íssimo/a – very). The result of this integration is types such as: desempregadíssima, casadíssima, gravidíssima, formadíssima. The configuration of SSCAS points to the mismatch phenomenon (FRANCIS & MICHAELIS, 2000; TRAUGOTT, 2007; TRAUGOTT, 2006; GOLDBERG, 1995, 2006), due to the fact that it makes clear the incompatibilities between the formal-semantic properties of the units which integrate this pattern – the superlative affix -íssimo – and the lexical item graduated by it. The incompatibility of this construction is approached from the polar relations of contrariety and contradiction, as they were described by Israel (2004).
 
Article
Este artigo visa descrever a agentividade dos principais protagonistas (discentes e docentes) nas propostas apresentadas pela Declaração de Bolonha, em seu Decreto-Lei 74/2006, de 24 de março, e pelos programas implementados nas Faculdades de Direito das universidades públicas portuguesas. Seguindo pressupostos teóricos do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART et al, 2004), de uma Retórica da Ação como apontam Miller (1984) e Bazerman (2006) e contributos descritivos desenvolvidos por Fillmore (1975, 1977), poder-se-á observar que, nos documentos, os agentes principais são representados por papéis sintático-semânticos que não seriam expectáveis nestes textos. Tal constatação pode vir a atestar a existência de uma semiotização diferenciada entre a linguagem sobre o trabalho e a linguagem como trabalho, conceitos desenvolvidos por Nouroudine (2002). Procura-se mostrar, assim, através de determinado viéz descritivo, que o ‘pretenso’ objetivo da própria Declaração de Bolonha, o de estimular uma maior participação do aluno no processo de aprendizagem, de forma a torná-lo mais autónomo e mais facilmente empregável no contexto europeu, pode vir a ser seriamente comprometido.
 
Article
A escrita-composição é uma atividade que requer uma prática continuada, não se reduzindo, por isso, a uma mera mecânica que mais não exige do que justapor palavras, exercício que, na melhor das hipóteses, obedece às regras prescritas pela gramática. As novas tecnologias da comunicação, tão usadas na atualidade, nem sempre tornam visíveis bons exemplares de escrita, o que alerta imediatamente para a realidade nua e crua que deriva dessa vivência. Não bastam os meios. Apesar de as mensagens se subordinarem a esses meios, importa fazer sentir, nomeadamente aos jovens, que existem vários registos de escrita e que na Universidade deles vai ser reivindicada uma escrita – a académica - que tem de respeitar tanto uma redação caracterizada por regras específicas, como uma estrutura regida por normas próprias, estabelecidas internacionalmente. É objetivo deste texto deixar alguns recados aos estudantes que se iniciam na escrita académica para que venham a redigir trabalhos que se aproximem do que deles espera a comunidade científica que os há de avaliar e que eles seguramente quererão vir a integrar.
 
Article
Neste artigo, temos como objetivo apresentar a aplicação da metodologia de aprendizagem por pares adaptada a uma atividade de revisão de texto acadêmico, especificamente de resumo de dissertação de mestrado. Para o desenvolvimento dessa proposta, buscamos o aporte teórico que trata de metodologias ativas, bem como de interação e de escrita como processo recursivo, do qual faz parte a etapa de revisão. Entendemos que abordar o ensino da escrita acadêmica da perspectiva de tais metodologias permite alinhá-lo ao paradigma atual, segundo o qual, o aluno assume um papel ativo na própria aprendizagem, e o professor torna-se um orientador de caminhos que possibilitam a construção individual e coletiva de conhecimentos.
 
Article
O presente artigo analisa o contexto cultural do pré-modernismo brasileiro, destacando o processo de canonização do autor pela historiografia literária e revela outros aspectos estéticos e literários da Literatura Brasileira. Além disso, este artigo analisa as possíveis relações entre autores pré-modernistas e a Academia Brasileira de Letras, durante a passagem do século XIX para o XX, sobretudo em relação à literatura parnasiana.
 
Article
No contexto da internacionalização das pesquisas nas universidades, este artigo apresenta parte dos resultados de um curso sobre o ensino de gêneros textuais da esfera acadêmica em francês. Com base nos pressupostos teóricos do Interacionismo Sociodiscursivo, nos aportes sobre o Letramento Acadêmico e em considerações sobre o plurilinguismo na ciência, o estudo analisou o material didático proposto e as apresentações orais dos alunos através de uma abordagem comparativa entre produção intermediária e produção final. Os resultados revelam um desenvolvimento das capacidades de linguagem dos estudantes e uma consequente contribuição para o Letramento Acadêmico em francês, visando a construir uma ciência plurilíngue.
 
Top-cited authors
Iran Ferreira de Melo
  • Federal University of Pernambuco
Norman Fairclough
  • Lancaster University
Rabatel Alain
  • université de Lyon1
Sandra Maia-Vasconcelos
  • Universidade Federal do Ceará
Milani Elias
  • Universidade Federal de Goiás