Are you Freitas Aline Kellermann de?

Claim your profile

Publications (4)0.56 Total impact

  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Objetivou-se avaliar economicamente a terminação em confinamento de novilhos jovens e superjovens dos grupos genéticos 5/8Charolês (CH) 3/8Nelore (NE) e 5/8NE 3/8CH. A idade média dos animais ao final do período experimental foi de 22,8 meses para os jovens e de 15,2 meses para os superjovens. Os animais foram terminados em confinamento até atingirem o peso de abate previamente estabelecido (430 kg), sendo alimentados com dieta contendo 10,25% de proteína bruta e 3,18 Mcal de energia digestível/kg de MS, com relação volumoso:concentrado de 60:40. As características econômicas avaliadas nos animais superjovens foram comparadas de duas maneiras: PF - até atingirem peso final similar ao dos jovens e ECF - até atingirem estado corporal final (ECF) similar ao dos jovens. Entre os componentes do custo total de produção de um hectare de volumoso (silagem de milho), os insumos de maior representatividade foram, em ordem decrescente, adubo utilizado no plantio (23,27%), adubo nitrogenado utilizado em cobertura após emergência (16,05%), sementes (11,56%), inseticida (9,97%), herbicida pós-emergente (9,40%) e lona (6,85%). Na estimativa do custo da dieta experimental, o volumoso representou 23,75% e o concentrado, 76,25%. O custo por kg de ganho de peso foi similar entre as categorias jovem e superjovem PF (R$1,29/kg) e superior para os superjovens ECF (R$1,18/kg). As lucratividades total e mensal foram, respectivamente, de 25,79 e 4,19% para os novilhos jovens, de 26,19 e 2,68% para os superjovens PF e de 28,11 e 3,60% para os superjovens ECF, demonstrando que a redução no período de alimentação em confinamento de novilhos de corte promoveu aumento na lucratividade deste sistema de terminação. Entre os grupos genéticos, os animais 5/8CH 3/8NE apresentaram a maior receita líquida total e as mais altas lucratividades total e mensal.
    Revista Brasileira de Zootecnia. 01/2006;
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Foi estudada a economicidade da utilização de quatro níveis de substituição (0; 33; 66 e 100%) do grão de sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) por grão de aveia preta (Avena strigosa) na fração concentrado da dieta de novilhos, na fase de terminação em confinamento. Os animais, com idade média inicial de 19 meses e peso médio inicial de 381kg, foram alimentados com dieta composta por 60% de volumoso e 40% de concentrado, contendo proteína bruta para ganho de peso de 1,2kg animal-1 dia-1. No período de adaptação de sete dias e na primeira metade do período experimental (35 dias), o volumoso utilizado foi a silagem de sorgo forrageiro, na segunda metade do período experimental (32 dias), o volumoso utilizado foi a silagem de milho (Zea mays). Quando foi utilizada a silagem de sorgo, os custos das dietas por animal por dia foram de R$ 1,062; 0,970; 0,865 e 0,725, respectivamente, para os níveis de substituição de 0; 33; 66 e 100%. Já os custos das dietas para produção de 1kg de ganho de peso foram de R$ 0,82; 0,74; 0,78 e 0,65, respectivamente. Quando foi utilizada a silagem de milho, os custos das dietas aumentaram em função do aumento no consumo de matéria seca e do maior custo de produção da silagem de milho. No entanto, foi mantido o ganho de peso médio diário próximo ao preconizado (1,2kg animal-1). Os custos das dietas por animal por dia que continham silagem de milho foram de R$ 1,401; 1,208; 1,063 e 0,906 e R$ 1,083; 1,011; 0,799 e 0,916 para produção de 1kg de ganho de peso, respectivamente, para os níveis de substituição de 0; 33; 66 e 100%. Os custos totais das diferentes dietas por animal no período de 67 dias foram de R$ 82,517; 72,959; 64,587 e 54,645, sendo obtida uma receita bruta por animal de R$ 95,22; 92,20; 89,66 e 77,46, originando uma diferença positiva de R$ 12,70; 19,24; 25,07 e 22,81 por animal, respectivamente, para os níveis de substituição de 0; 33; 66 e 100%.
    Ciência Rural. 01/2003;
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: O experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o valor nutritivo do material original e da silagem de diferentes híbridos de sorgo: AGX-213, AG-2002, AGX-217 e AG-2005E. O híbrido AG-2005E foi mais precoce (125 dias) de intervalo da semeadura à colheita, enquanto o AGX-213, o mais tardio (151 dias). Os híbridos forrageiros AG-2002 e AGX-213 apresentaram maiores alturas de planta e produções de matéria seca que os de duplo propósito AGX-217 e AG-2005E. O híbrido AG-2005E apresentou maior porcentagem de panícula (58,4%) e baixa porcentagem de colmo (20,1%) e folhas (21,5%) na composição da planta, enquanto os híbridos forrageiros (AGX-213 e AG-2002), as maiores proporções do componente colmo, 45,1 e 56,8%, respectivamente. Os teores de matéria seca na planta não foram alterados com o processo de ensilagem. Não houve diferença entre as silagens para os teores de fibra em detergente neutro, lignina e cinzas totais na fibra em detergente ácido. A silagem do AG-2005E apresentou menor teor de fibra em detergente ácido (28,96%) e celulose (24,19%) e maior concentração de matéria seca (35,50%) frente aos demais híbridos. Não houve diferença entre as silagens dos híbridos de sorgo para os teores de matéria orgânica, digestibilidade in vitro da matéria orgânica e concentração de energia digestível. A porcentagem de nutrientes digestíveis totais foi maior para os híbridos de duplo propósito AG-2005E (62,20%) e AGX-217 (60,05%), comparativamente aos forrageiros AGX-213 (56,77%) e AG-2002 (56,40%).
    Revista Brasileira de Zootecnia 01/2002; · 0.56 Impact Factor
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: O objetivo deste trabalho foi estudar as características quantitativas e qualitativas da carcaça e da carne de novilhos Hereford (H), 1/2 Jersey 1/2 H (JH) e 5/8 H 3/8 Nelore (HN). Foram utilizados 24 machos castrados, sendo oito de cada grupo genético, alimentados em confinamento desde o desmame, aos sete meses, até o abate aos quatorze meses de idade. O peso de abate foi similar entre os genótipos, mas os pesos de carcaça quente e carcaça fria foram maiores nos H (220,6 kg e 195,1 kg) e HN (200,8 kg e 196,2 kg) que nos novilhos JH (171,8 kg e 167,8 kg). Também os rendimentos de carcaça quente e carcaça fria, a conformação e área do músculo Longissimus dorsi foram superiores nos animais H (respectivamente, 52,79%, 51,35%, 9,88 pontos e 55,46 cm²) e HN (respectivamente, 54,08%, 52,80%, 10,20 pontos e 56,97 cm²) em relação aos novilhos JH (respectivamente, 49,56%, 48,38%, 7,75 pontos e 46,89 cm²). O comprimento de perna foi menor nos novilhos JH (61,4 cm) em relação aos HN (63,9 cm). Os grupos genéticos foram similares nas porcentagens de músculo, osso e gordura, assim como na espessura de gordura subcutânea, maturidade fisiológica, cor, textura e marmoreio da carne. Animais HN apresentaram maior perda ao descongelamento (9,62%) em relação aos H (7,48%) e JH (7,17%). Não houve diferença significativa para características sensoriais, força de cizalhamento e teor de colágeno total do músculo Longissimus dorsi entre os genótipos.
    Revista Brasileira de Zootecnia. 01/2002;