Article

Avaliação neuropsicológica do idoso

Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano 01/2007;
Source: DOAJ

ABSTRACT O objetivo deste trabalho é descrever a metodologia empregada na avaliação neuropsicológica de idosos e suas contribuições, priorizando aqueles aspectos de interesse dos profissionais da área da saúde, em especial geriatras, psicólogos, psiquiatras, neurologistas. Fonte dos dados: revisão da literatura sobre o tema proposto nos últimos anos e incluídas referências de livros-texto e manuais dos testes imprescindíveis para a compreensão do exame neuropsicológico. Síntese dos dados: o exame neuropsicológico não se limita à aplicação de testes psicométricos e neuropsicológicos organizados em baterias, mas objetiva, também, avaliar a relação desses achados com a patologia neurológica e/ou comportamental e em estabelecer a possível área cerebral envolvida. Conclusão: o resultado final deve fornecer um perfil neuropsicológico do paciente, que, combinado à avaliação dos aspectos neurológicos/clínicos, psicológicos e sociais, permitirá auxiliar no seu diagnóstico.

0 Followers
 · 
420 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: The prevalence of dementia increases significantly from the age of 65 years, doubling every five years thereafter. Alzheimer's disease (AD) and vascular dementia (VaD) constitute the two main dementia types. Differentiating them encompasses anamnesis, neurological examination, laboratory and neuroimaging exams and neuropsychological assessment. Neuropsychological assessment produces different findings for each dementia type, and reveals those areas most impaired as well as those most preserved. The aim of the present article was to describe the role of neuropsychology in diagnosing dementia and achieving a differential diagnosis between AD and VaD. A general overview follows of the most widely known instruments used to assess cognitive function in dementia, and the cognitive changes seen in AD and VaD. The conclusion drawn was that there is significant overlap in cognitive changes between both these dementia types, while each type has its own specific characteristics which are identifiable and quantifiable on neuropsychological assessments and provide the basis for reaching a differential diagnosis. Contribuição da avaliação neuropsicológica no diagnóstico diferencial da doença de Alzheimer e demência vascular Resumo – A prevalência de demência aumenta de maneira expressiva a partir dos 65 anos, dobrando a cada cinco anos. Doença de Alzheimer (DA) e demência vascular (DVa) são os seus dois principais tipos. O diagnóstico diferencial entre DA e DVa engloba anamnese adequada, exame neurológico, exames laboratoriais e de neuroimagem e avaliação neuropsicológica. Dentro da avaliação neuropsicológica, é possível observar as diferenças nos achados para cada demência, as áreas mais comprometidas e aquelas que ainda estão preservadas. O presente artigo tem como objetivo descrever a contribuição da neuropsicologia para o diagnóstico das demências e para o diagnóstico diferencial entre DA e DVa. É apresentada uma visão geral dos instrumentos mais conhecidos e utilizados para avaliar a função cognitiva na demência e as alterações cognitivas encontradas na DA e na DVa. Conclui-se que existe importante sobreposição das alterações cognitivas em ambas, contudo cada uma possui características particulares que podem ser identificadas e quantificadas pela avaliação neuropsicológica e que contribui para o diagnóstico diferencial. Palavras-chave: doença de Alzheimer, demência vascular, neuropsicologia, diagnóstico. Universidade Federal do Ceará (UFC) e Pós-graduada em Neuropsicologia pela Faculdade Christus, Fortaleza, CE, Brazil.

Preview

Download
15 Downloads
Available from