Article

Exercícios livres versus direcionados nas complicações pós-operatórias de câncer de mama

Revista da Associação Médica Brasileira 01/2006; DOI: 10.1590/S0104-42302006000100020
Source: DOAJ

ABSTRACT OBJETIVO: Avaliar a associação entre o tipo dos exercícios fisioterápicos com a incidência de complicações pós-operatórias em mulheres submetidas à mastectomia radical ou quadrantectomia com linfadenectomia axilar. MÉTODOS: Ensaio clínico randomizado com 60 mulheres. O grupo direcionado fez exercícios seguindo um protocolo preestabelecido de 19 exercícios (n=30) e o grupo livre fez exercícios sem seqüência e número de repetições preestabelecidos (n=30). Realizou-se uma avaliação inicial da paciente na fase pré-operatória e reavaliações nos 14º, 28º e 42º dias pós-operatório, analisando-se como volume total de secreção drenada, tempo total de permanência do dreno, incidência de seroma e de deiscência da ferida cirúrgica e circunferência do membro superior ipsolateral. RESULTADOS: O grupo direcionado permaneceu, em média, 12,17 ± 2,96 dias com o dreno, enquanto o grupo livre 11,96 ± 2,32 dias, não havendo diferença significativa entre os grupos. A quantidade de secreção drenada durante a permanência do dreno também se mostrou semelhante entre os grupos, sendo em média de 1308,71 ± 562,6 ml no grupo direcionado e 1391,62 ± 644,65ml no grupo de exercícios livres. As incidências de seroma e de deiscência da ferida cirúrgica não se mostraram influenciadas pelo tipo de exercício em nenhum dos momentos avaliados. No grupo direcionado, 7,4% e 3,4% das mulheres apresentaram seroma nos 28º e 42º dias, respectivamente, enquanto 3,6% e 3,6% do grupo livre, respectivamente, nos mesmos momentos de avaliação. A incidência de deiscência da ferida cirúrgica também foi semelhante nos dois grupos, sendo que no grupo direcionado foi de 20% no 14º dia, 31% no 28º dia e 10,3% no 42º dia de pós-operatório. No grupo livre a incidência foi de 23,3% no 14º dia, 33,3% no 28º dia e 22,2% no 42º dia de pós-operatório. A circunferência do membro superior no grupo direcionado não apresentou diferença significativa em nenhum dos momentos avaliados. CONCLUSÃO: As complicações não se apresentaram influenciadas pela forma de aplicação dos exercícios.

0 Bookmarks
 · 
259 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Objective: to analyze the last 10 years of Brazilian nursing scientific production according to the nursing assistance given to mastectomized women in the postoperative period, and characterize the main nursing care and guidance to women in the care of themselves, and for effective recovery rehabilitation. Methodology: this is a bibliographical research, in the database of Scielo, Lilacs and sources of the National Cancer Institute of the last ten years (1999-2009), through the descriptors mastectomy, nursing and care, about the nursing care provided to mastectomized patients in the postoperative period. For reflections on the self care, we have used the contributions of Foucault. Results: it were selected 21 articles, we have seen the main aspects of care that resulted in the construction of the proposed guidance: “prevention of complications: nursing care and self care with surgical incision and drainage”, “physical rehabilitation: the self care and exercises versus limitations”, “the nursing care front of subjectivity: feelings, fears, and encouraging the self care”. Conclusion: the nurse can act minimizing complications and suffering through care and education for these women to the self care, making possible overcoming in the process of confrontation with the disease for the recovery and rehabilitation healthier and less painful.
    Revista de Enfermagem UFPE On Line. 01/2010;
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: The mastectomy is an aggressive surgical procedure that is followed by traumatic consequences in experiences of life and health of women, so the perioperative period assistance is vital. We aimed to verify with the mastectomized women which information that they would like to receive before surgery to raise the needs of information in the postoperative and to contribute to the development of a protocol for nursing perioperative care to mastectomized woman. Methods: the data had been collected by recorded interviews, guided by opened questions conducted with sixteen women served in ambulatory in the first semester of 2006. Responses were categorized into 2 classes of needs: the preoperative and the postoperative period and five subcategories: before surgery: be operated; feeling the treatment; the cancer in me; adaptation to new life; be interned. In the postoperative: my postoperative period; returning to routine, appearance and cares; continuing the treatment; preventing complications. All questions brought by women were relevant to the treatment, the surgery and hospitalization, and the nursing and other team's members of health care focused on the pacient and their needs, contributing to the quality of treatment.
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: A mastectomia é um procedimento cirúrgico agressivo acompanhado de conseqüências traumatizantes nas experiências de vida e saúde da mulher, portanto a assistência de enfermagem no período perioperatório é fundamental. Para tanto esse estudo objetiva: verificar junto às mulheres quais as informações que gostariam de receber no pré-operatório de mastectomia, levantar as necessidades de informações no pós-operatório e contribuir com a elaboração de um protocolo de assistência de enfermagem perioperatória à mulher mastectomizada. Pesquisa qualitativa realizada por meio de entrevistas gravadas, norteadas por questões abertas com 16 mulheres atendidas em ambulatório de um hospital público em Goiânia-GO, no primeiro semestre de 2006. Os dados foram submetidos a análise. As respostas foram categorizadas em 2 classes de necessidades: a pré e a pós-operatória, e 5 subcategorias: no pré-operatório: ser operada; sentindo o tratamento; o câncer em mim; o adaptar-se a nova vida; estar internada; no pós-operatório: meu pós-operatório; voltando a rotina, aparência e cuidados; continuando o tratamento; prevenindo as complicações. Todas as dúvidas trazidas pelas mulheres foram pertinentes ao tratamento, à cirurgia e à internação, cabendo à enfermagem e aos demais membros da equipe de saúde, uma assistência focalizada na cliente e em suas necessidades, contribuindo para a qualidade do tratamento.
    Revista Eletronica de Enfermagem. 01/2008;

Full-text

Download
3 Downloads
Available from