Article

Atividade física e gestação: saúde da gestante não atleta e crescimento fetal

Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 01/2003; DOI: 10.1590/S1519-38292003000200004
Source: DOAJ

ABSTRACT São reconhecidos os benefícios da prática de atividade física sobre o ciclo vital, sem consenso quanto à gestação. Este artigo reviu considerações e efeitos da prática da atividade física durante a gestação sobre a saúde da gestante não-atleta e o feto. Foram utilizados os bancos de dados Medline e Pubmed referentes ao período 1992-2002. Dentre os benefícios, os artigos destacam: prevenção e redução de lombalgias, de dores das mãos e pés e estresse cardiovascular, fortalecimento da musculatura pélvica, redução de partos prematuros e cesáreas, maior flexibilidade e tolerância à dor, controle do ganho ponderal e elevação da auto-estima da gestante. No feto, observou-se aumento do peso ao nascer e melhoria da condição nutricional. Não se encontraram recomendações de necessidades nutricionais para a gestante não-atleta. Não existiu consenso quanto às necessidades nutricionais e o tipo de atividade física dessa gestante, sendo o exercício na água o mais indicado. Porém destacaram-se diversas contra-indicações da prática de exercícios na gestação. Concluiu-se que a atividade física, sendo regular, moderada e controlada desde o início da gestação, promove benefícios para a saúde materna e fetal.

0 Bookmarks
 · 
42 Views
  • Source
    Einstein (Säo Paulo). 01/2011; 9(4).
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: RESUMO Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar o impacto nos fatores psicossociais de gestantes com queixas de lombalgias associada à falta de atividade física antes da gravidez. Métodos: A amostra foi composta por 66 gestantes, selecionadas aleatoriamente, de um total de 84, presentes nas salas de espera das Unidades de Saúde da Família no município de Cuitegí, Paraíba, no período de setembro a novembro de 2009. Para a coleta dos dados foi utilizado um questionário epidemiológico, adaptado da Quebec Back Pain Disability Scale, dando-se ênfase às perguntas sobre dor lombar, atividade física e fatores psicossociais. Para análise dos dados aplicou-se o SPSS 16.0, para a estatística descritiva de percentual relativo e crosstabs foi realizado para razão de prevalência entre presença da dor lombar e a relação com a idade gestacional, e a presença do hábito de praticar atividade física e fatores psicossociais. Para a dor lombar no grupo estudado, realizou-se o cálculo do odds ratio, com intervalo de confiança de 95%. Resultados: A prevalência da dor lombar foi de 75%, observando-se que os fatores psicossociais estão relacionados com a presença da dor. Das mulheres com dor lombar, 42,8% referiram ansiedade e 38,7% apresentaram cansaço físico no final do dia. Observou-se ainda um percentual maior de dor (53%) nas mulheres que não praticavam atividades físicas antes da gravidez. Conclusões: A lombalgia associada à falta da atividade física antes da gravidez interfere em fatores psicossociais de gestantes atendidas pela Estratégia de Saúde da Família do município de Cuitegí. ABSTRACT Objective: This study analyzed the impact of psychosocial factors on pregnant women with lower back pain and an associated lack of
    Einstein. 08/2011; 9(4 Pt 1-2011; 9(4 Pt 1):489-93):480-93.
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Avaliação nutricional de gestantes hipertensas atendidas em um hospital-maternidade de Barra Mansa/RJ Nutritional evaluation of hypertensive pregnant women attended at a maternity-hospital of Barra Mansa/RJ Resumo Este estudo trata da avaliação nutricional de gestantes hipertensas atendidas em um hospital-maternidade do município de Barra Mansa/RJ que hábitos alimentares irregulares, sedentarismo, fator genético positivo para hipertensão arterial contribuem para o aumento dos níveis pressóricos durante a gestação. Concluiu-se que terapia nutri-cional pode auxiliar de maneira menos dispendiosa e efi caz o tratamento farmacológico, sendo o nutricionista o profi ssional tecnicamente habilitado para inserir hábitos alimentares saudáveis por meio da reeducação nutricional. Palavras-chave: avaliação nutricional, terapia nutricional. reeducação nutricional. Abstract Th is study aimed to assess the nutrition ofhypertensive pregnant women attended at a maternity-hospital of Barra Mansa/RJ. Were evaluated daily medical records, being selected patients diagnosed with specifi c hypertensive disease in preg-nancy, in the period of October 2008 to March 2009. A total of 25 patients were included in the study and were excluded normotensive or hypotensive patients or patients with generalized swelling. Were performed anthropometric measurements of pregnant women and applied a questionnaire with 14 items about eating habits and lifestyle. Th e results were analyzed and compared with fi ndings of the literature showing that irregular eating habits, sedentary lifestyle, positive genetic factor for high blood pressure helped to elevate the pressure level during the pregnancy. It was concluded that nutritional therapy can help in a less and eff ective expensive way the drug treatment, and the professional dietitian is technically qualifi ed to teach healthy eating habits through dietary education.
    02/2010; 9(4):234-237.