Article

Biodiversidade e considerações biogeográficas das Cyanobacteria de uma área de Manguezal do Estado de Pernambuco, Brasil

Acta Botanica Brasilica (Impact Factor: 0.55). 01/2003; DOI: 10.1590/S0102-33062003000400010
Source: DOAJ

ABSTRACT Manguezais caracterizam-se por apresentarem amplas variações ambientais (principalmente de salinidade, irradiância e teor de oxigênio) e possuírem substrato relativamente instável, o que exige adaptações específicas dos organismos para habitar com sucesso este ambiente. O presente estudo procura, principalmente, contribuir com o conhecimento da biodiversidade, através da realização do levantamento da flora de cianobactérias habitantes de Manguezais do Estado de Pernambuco. Foram realizadas amostragens quinzenais em quatro pontos distintos do Manguezal do rio Paripe, entre agosto e dezembro/1998, totalizando 27 amostras coletadas. A identificação das principais cianobactérias componentes das comunidades revelou a presença de 16 espécies, distribuídas em 11 gêneros, sete famílias e duas ordens. O gênero Phormidium revelou o maior número de espécies (quatro) e alguns táxons não puderam ser identificados em nível específico (Myxohyella sp. e Oscillatoria sp.). Observou-se a dominância de Oscillatoriales sobre as demais, em termos de número de espécies, bem como a ausência de organismos heterocitados, concordando com a tendência constatada em trabalhos similares. Do ponto de vista biogeográfico, a maioria dos táxons observados tem ocorrência registrada em ambientes salobros, ou mesmo marinhos, de outras regiões, demonstrando a ampla distribuição geográfica e a adaptabilidade desses organismos. Algumas espécies encontradas, como Microcoleus chthonoplastes Gomont, são amplamente distribuídas em ambientes marinhos ou salobros de todo o mundo, enquanto outras são limitadas a regiões geográficas mais restritas.

Download full-text

Full-text

Available from: Maria do Carmo Bittencourt-Oliveira, Jun 17, 2015
0 Followers
 · 
160 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: The planktonic flora from Lagartos Lagoon, Quintana Roo, was examined based on the observation of samples collected from November 2007 to September 2008. The superficial samples were collected with a Van Dorn bottle of 2 L, in the core part of the lagoon. A total of 67 taxa were identified: 28 Bacillariophyta, 22 Cyanoprokaryota, 7 Chlorophyta, 6 Dinoflagellata, 2 Euglenophyta and 2 Cryptophyta. Nevertheless, the blue green algae dominated during all study period, with more of 80% to the total abundance of the phytoplankton. The species Chroococcus pulcherrimus, Coelosphaerium confertum, Cyanodyction iac, Phormidium pachydermaticum, Planktolyngbya contorta, Rhodomonas minuta, Amphidinium massartii, Ensiculifera cf. loeblichii, Heterocapsa cf. pseudotriquetra, Prorocentrum cassubicum, Licmophora normaniana, Fistulifera saprophila and Amphora richardiana were recorded for the first time in Mexico. All the taxa are illustrated with microphotographs.
    REVISTA MEXICANA DE BIODIVERSIDAD 09/2012; 83(3):561-582. DOI:10.7550/rmb.24868 · 0.45 Impact Factor