Article

A reforma do Ensino Superior no campo da formação dos profissionais da educação básica: as políticas educacionais e o movimento dos educadores

Educação & Sociedade 01/1999; DOI: 10.1590/S0101-73301999000300002
Source: DOAJ

ABSTRACT O presente trabalho apresenta as discussões que têm orientado o debate acerca da formação dos profissionais da educação, recuperando a trajetória do movimento dos educadores na luta pela sua formação e pela profissionalização do magistério - representada na atualidade pela Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (Anfope) - nos últimos 20 anos. A construção coletiva em torno da base comum nacional, em oposição às políticas de formação, e a proposta de escola única de formação, que materializa os princípios da Anfope para a reorganização dos cursos de formação dos profissionais da educação nas universidades, vêm orientando o debate atual na resistência às políticas oficiais de aligeiramento e fragmentação da formação profissional.

0 Bookmarks
 · 
100 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Este artigo tem por objetivo refletir sobre o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil no contexto das políticas públicas para educação infantil do Governo Fernando Henrique Cardoso. Inicia com uma análise das reformas educacionais implementadas na área da educação infantil, com base em legislações, pareceres, resoluções e documentos encaminhados pelo MEC desde a LDB nmasculine 9.394/96 enfatizando aspectos relativos ao financiamento para a educação infantil e à formação de suas professoras. Em seguida, retoma o debate em torno do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil situando-o como mais uma ação do governo no contexto das reformas em andamento e, por último, apresenta algumas das tendências e utopias que têm inspirado os educadores da área.
    Educação & Sociedade. 01/2002;
  • Source
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: RESUMO: Este artigo é resultado de uma investigação que tomou como objeto a profissionalização de professores entendida como conceito principal das mudanças promovidas pela reforma do sistema de formação no Brasil a partir dos anos de 1990. O estudo intentou localizar o teor epistemológico na produção de autores que publicaram sobre a temática da profissionalização de professores nas revistas Qualis Internacional A, entre os anos de 1996 a 2005. Apoiando-nos na hipótese de que tal produção sofre substancial influência do pragmatismo epistemológico, depreendemos que a substancialidade dessa influência é vigorosa em quatro das sete produções analisadas, as quais incorporam a epistemologia da prática como fundamento da profissionalidade do professor. Nesta produção apresentamos os resultados da investigação referida salientando uma discussão sobre as conseqüências para a pesquisa educacional fundada no modelo pragmático de conhecimento e destacamos de nossas conclusões a identificação de duas formas distintas de apreensão do que seja profissionalizar professores, de conceber o trabalho educativo em face de suas finalidades sociais; formas que se caracterizam ou pelo resgate e manutenção da tarefa histórica da escola ou pela defesa de que esta venha tanto a alargar suas funções, como modificar a essência do trabalho educativo. Palavras-chave: Políticas educacionais; Profissionalização de professores; Profissionalização e pragmatismo; Pesquisa educacional e pragmatismo.

Full-text

Download
0 Downloads
Available from