Article

Correlações inter e intragerações e herdabilidade de cor de chips, matéria seca e produção em batata

Pesquisa Agropecuária Brasileira 01/2003; DOI: 10.1590/S0100-204X2003000500007
Source: DOAJ

ABSTRACT Os objetivos deste trabalho foram determinar correlações inter e intragerações clonais, estimar herdabilidade quanto à cor de chips, teor de matéria seca e produção de batata, e suas implicações na seleção. Duzentos e cinqüenta clones de dez famílias foram escolhidos aleatoriamente de uma população de primeira geração clonal, destinada ao processamento de batatas chips, do programa de melhoramento genético de batata da Embrapa-Centro de Pesquisa Agropecuária de Clima Temperado. Os clones foram avaliados em segunda (G2), terceira (G3) e quarta (G4) gerações, respectivamente, no outono e primavera de 1999, e outono de 2000, em Pelotas, RS. Os coeficientes de correlação entre gerações e as estimativas de herdabilidade dentro das gerações clonais foram baixas em relação à cor de chips, baixas a moderadas quanto à matéria seca e incrementais com as gerações nos componentes de produção. Os coeficientes de correlação entre as características de qualidade e os componentes de produção dentro de cada geração foram baixos e, na maioria, não-significativos. As estimativas de herdabilidade dos dados conjuntos da G3 e G4 foram moderada, moderadamente alta e alta, respectivamente, em relação à cor de chips, teor de matéria seca e produção.

0 Bookmarks
 · 
67 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Resumo A cultura da batata no Brasil é caracterizada pela dependência de cultivares de origem européia, não adaptadas as condições de cultivo e que exigem grandes quantidades de agroquímicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e qualidade de tubérculo de clones de batata, visando identificar clones com potencial de processamento industrial, para serem utilizados como novas cultivares e genitores no programa de melho-ramento. O experimento foi conduzido durante três safras, em campo ex-perimental do Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria. Foram avaliados os clones SMIC148-A, SMID040-4RY, SMIH095-4, SMIJ319-1, SMIJ461-1, SMIJ456-4Y, SMINIA793101-3 e a cultivar Asterix como testemunha. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições. O clone SMINIA793101-3 apresentou a maior produtividade de tubérculos e o maior número de tubérculos por cova, porém apresentou gravidade específica e coloração dos chips inacei-táveis pela indústria de processamento. Os clones SMIC148-A, SMIJ456-4Y e SMIJ461-1 apresentaram produtividade similar à da cultivar Asterix, porém superaram em qualidade de tubérculo a cultivar Asterix e o clone SMINIA793101-3. Nenhum dos clones avaliados apresentou alta produti-vidade e qualidade de tubérculo. Palavras-chave: Solanum tuberosum L., qualidade de chips, gravidade es-pecífica.
    01/2008; 30:43-56.
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Crop production systems should reduce nitrogen application costs and assure that the appropriate form of nitrogen is used. Thus, three potato cultivars in a hydroponic system were supplied with two different nitrogen sources to determine the effect on biomass accumulation and partitioning, and total plant nitrogen content. Cultivars Agata, Atlantic and Bintje received, on alternate days, nutritive solutions differing only in either calcium nitrate or urea. Urea stimulated biomass accumulation and total nitrogen in shoots. Moreover, urea reduced the ratios tuber:shoot and tuber:root, and increased the ratio shoot:root, indicating competition for biomass partitioning between shoots and tubers. Urea stimulated greater tuber volume in the Atlantic cultivar, and increased tuber protein content, which is undesirable for industry. These results suggested that salts containing nitrate could be more appropriate for hydroponic potato cultivation, since urea compromised tuber quality and biomass partitioning in all cultivars studied.
    American Journal of Potato Research 90(2). · 1.09 Impact Factor

Full-text (3 Sources)

View
0 Downloads
Available from