Article

Tratamento da miíase humana cavitária com ivermectina oral

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia 01/2001; DOI: 10.1590/S0034-72992001000600002
Source: DOAJ

ABSTRACT Introdução: Miíase humana é uma ocorrência relativamente comum e, no mínimo, constrangedora, quer seja para os pacientes ou para o médico que o atende. É bem mais freqüente nos países subdesenvolvidos e tropicais, mas há casos descritos em todas as regiões do Planeta. Normalmente, afeta pacientes doentes, idosos e deficientes mentais, mas pode ocorrer em pacientes tróficos e saudáveis. As larvas depositam seus ovos em tecidos doentes e necróticos, mas podem fazê-lo em zonas do corpo aparentemente sãs. Seu tratamento consiste na catação das larvas, um processo desagradável e doloroso, muitas vezes impossÍvel em regiões cavitárias. Alguns produtos foram usados no sentido de facilitar esse procedimento, sem grandes resultados. Forma de estudo: Prospectivo randomizado. Método: Neste trabalho, foi feito, em sete pacientes, o tratamento da miíase cavitária humana com ivermectina oral (até 300 µg/kg), medicamento já usado para o tratamento de outras doenças. Os pacientes foram submetidos a provas de função hepática e renal pré e pós-tratamento, e acompanhados clinicamente. Resultados: Todos os pacientes tiveram as larvas eliminadas; e nenhuma anormalidade, nos exames.

1 Follower
 · 
629 Views
  • Source
    • "Secondary myiasis is caused by necrobiophagous flies (feed on dead tissue). This is more common type and attack patients with necrotic cavity lesion [16] [17]. In both of our cases necrotic areas in anterior part of oral cavity were easily accessible to flies. "
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: INTRODUCTION: The term myiasis is applied to the injurious action that larvae of certain Diptera cause in vertebrate animals by growing in living or dead tissue. Because of its great destructive potential, appropriate and preventive treatment is necessary. Oral myiasis is a rare pathology in humans and is associated with poor oral hygiene, alcoholism, senility, suppurating lesion, severe halitosis, and other conditions. METHOD: We have presented a case of oral myiasis in a mentally challenged patient. RESULTS: Reviewing the literature revealed that most of the cases involved the anterior part of the oral cavity of male patients living in developing or underdeveloped countries and also that predisposing factors invariably accompanied infestation.
    Oral and Maxillofacial Surgery 11/2012; 18(1). DOI:10.1007/s10006-012-0373-2
  • Source
    • "Secondary myiasis is caused by flies that feed on dead tissue (necrobiophagous). This is the more common type and infests patients with lesions that have necrotic cavities [13]. Severity myiasis depends upon location of infestation, lesions, and tissue inflammation. "
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Myiasis commonly refers to invasion of live human or animal tissue by fly larvae of the Diptera order where they complete their cycle totally or in part, feeding on living or dead tissue, as well as on body fluids. Infestation of tissues of vertebrate species is pandemic but more frequently found in tropical and subtropical countries where poor hygiene, poor housing infrastructure, warm humid climate, and proximity with domestic animals prevail. Its diagnosis is made basically by the presence of larvae. The present paper reports a case of gingival myiasis involving 14-16 larvae in a 12-year-old boy.
    10/2012; 2012:734234. DOI:10.1155/2012/734234
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Miíase caracteriza-se pela invasão de tecidos do corpo ou cavidade de animais vivos por larva. É mais frequentemente observada em paísessubdesenvolvidos e tropicais, mas existem casos descritos em todo o mundo. O tratamento convencional consiste na remoção mecânica daslarvas, uma a uma, consistindo em ato dolorido, constrangedor e repugnante, tanto para o profissional quanto para o paciente. Apesar de não ser considerada rara, observa-se pouco conhecimento do profissional de odontologia para o diagnóstico e tratamento de tal patologia. Por este motivo, esse trabalho relata um caso de miíase oral, em estágio avançado, acometendo um paciente de nove anos de idade, tratado em clínica médico-odontológica. O diagnóstico foi baseado na presença visual de larvas Cochliomyia homnivorax, díptero da família Calliphoridae, que estavam entre o segundo e terceiro estágio de desenvolvimento. Fatores predisponentes como falta de informação, desnutrição, má higiene oral, preexistência de lesões bucais e halitose severa têm influência decisiva no surgimento e progressão de miíase bucal. Realizou-se, também, uma breve revisão de literatura, na qual foi discutido sobre esta patologia, sobre a importância do diagnóstico clínico precoce, sua etiologia, possíveis associações com outras patologias e diferentes tipos de tratamento.
Show more