Article

Instrumentos combinados na avaliação de demência em idosos: resultados preliminares

Arquivos de Neuro-Psiquiatria (Impact Factor: 1.01). 01/2003; DOI: 10.1590/S0004-282X2003000400014
Source: DOAJ

ABSTRACT OBJETIVO: Investigar se a combinação de uma escala de avaliação funcional com um teste cognitivo poderia melhorar a precisão do diagnóstico de demência. MÉTODO: Foram avaliados 30 pacientes com diagnóstico de demência leve a moderada, segundo critérios da CID-10 e DSM-III-R e 46 controles idosos, divididos em grupos segundo seu nível socioeconômico e educacional (alto, médio e baixo). Nos sujeitos foi aplicado o MMSE, e em seus informantes as escalas IQCODE e B-ADL. RESULTADOS: Pela regressão logística, o MMSE isolado classificou corretamente 86,8% dos pacientes e controles (sensibilidade 80% e especificidade 91,3%). A combinação MMSE + IQCODE classificou corretamente 92,1% dos sujeitos (sensibilidade 83,3% e especificidade de 97,8%), e a combinação MMSE + B-ADL classificou corretamente 92,1% dos sujeitos (sensibilidade 86,7% e especificidade 95,7%). CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que a combinação de um teste cognitivo a escalas funcionais pode melhorar a detecção de casos leves ou moderados de demência, mesmo em amostras de população heterogênea com relação ao nível sócio-econômico e educacional como a brasileira.

Download full-text

Full-text

Available from: Bustamante Sonia E. Zevallos, Jul 08, 2015
0 Followers
 · 
306 Views