Conference Paper

MONITORIZAÇÃO PSICOSSOCIAL DE UMA ACTIVIDADE INDUSTRIAL

Conference: I Encontro Nacional de Riscos, Segurança e Fiabilidade.

ABSTRACT O presente trabalho resulta da monitorização da actividade industrial de uma cimenteira realizada em 2003 (momento 2; Mata, Gaspar de Carvalho, Marques, Moreira, Palma-Oliveira, 2003), que foi precedida de um Estudo de Impacte Ambiental da mesma realizado em 1997 (momento 1; Palma-Oliveira, 1998).
Pretende-se em termos gerais apresentar a percepção da situação pela população em 2003, relativamente a variáveis psicológicas como atitudes, percepção de risco, percepção de controlo, entre outras. O objectivo será ilustrar a forma como as pessoas locais avaliam e se adaptam aos outputs da actividade industrial (e.g., poluição) ao longo do tempo.
A amostra nesta avaliação era composta por 600 residentes, aos quais foi administrado telefonicamente um questionário. Neste questionário foi mantida a semelhança com algumas questões daquele administrado a 200 residentes com o mesmo procedimento, no momento 1.
A apresentação deste caso exemplo de monitorização psicossocial será precedido de um enquadramento teórico relativo a aspectos que poderão facilitar a posterior compreensão deste caso.

0 Bookmarks
 · 
98 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: The social experience of risk is not confined to the technical definition of risk, i.e., the product of probability and magnitude. What human beings perceive as threats to their well-being is influenced by their values, attitudes, social influences, and cultural identity. This article introduces the framework of social amplification of risk, which integrates the technical assessment and the social experience of risk. This viewpoint proposes that events pertaining to hazards interact with psychological, social, institutional, and cultural processes in ways that can heighten or attenuate individual and social perceptions of risk and shape risk behavior. An empirical study investigated the functional relationships among five sets of variables that enter into the amplification process: physical consequences, the amount of press coverage, individual layperson perceptions, public responses, and the socioeconomic and political impacts. It found that perceptions and social responses are more strongly related to exposure to risk than to its magnitude.
    Journal of Social Issues 12/1991; 48(4):137 - 160. · 1.96 Impact Factor
  • Viver com o Risco: Abordagens da Psicologia Social Ambiental Subgroup comparisons The Psychological and Social Determinants of Environmental Attitudes and Behaviours: International comparison. M L Lima, Ferreira, J Marques, Palma, J M Oliveira, J F Marques, M B Ferreira .
  • Stress Ambiental: Ponto da Situação e Modelo Explicativo. Palma, J M Oliveira . 28.

Full-text

View
32 Downloads
Available from
May 23, 2014