Article

Contos de fadas às avessas Fairy tales of the reserve Cuentos de hadas de lo contrario

Leitura em revista - Cátedra Unesco/ Puc-Rio 10/2010;

ABSTRACT O presente trabalho visa analisar a construção da imagem de si no discurso poético de Hilda Hilst, a partir da aplicação de um conceito amplamente empregado pela Análise do Discurso, a saber: a paródia. Pretendemos investigar o rein-vestimento que essa poeta brasileira faz nos "contos de fadas" tradicionais, subvertendo-os, ao construir narrativas de personagens que se encontram na memória dos discursos coletivos, dando-lhes uma outra "roupagem". Desse modo, acreditamos que, na obra dessa autora, podemos ouvir múltiplas vozes de sujeitos engajados em uma tentativa de fun-dar um discurso que transgrida uma certa moral e, ao mesmo tempo, coloca-nos no limite da difícil distinção entre o que é erótico e pornográfico. A nosso ver, a poesia de Hilda Hilst constrói uma imagem de "sujeito brincante", ao introduzir em seu projeto de desconstrução de uma lógica conhecida — a dos contos de fadas — uma certa desmesura, o que promove não apenas uma subversão de um gênero, mas a subversão do sujeito. Abstract This study aims to examine the construction of the image of ourselves in poetic discourse of Hilda Hilst, from the appli-cation of a concept widely used by discourse analysis, namely: parody. We will investigate the reinvestment this Brazilian poet does in traditional "fairy tales", subverting them, to construct narratives of characters who are in the collective memory of the speeches, giving them another "dress". Thus, we believe that in the work of this author, we hear the voi-ces of multiple subjects engaged in an attempt to create a speech which violates a certain moral and, at the same time, puts us on the edge of the difficult distinction between what is erotic and pornographic. In our view, the poetry of Hilda Hilst constructs an image of "toyer subject" by introducing into her project of a known logic deconstruction — the fairy tale — a certain excesses, which promotes not only a subversion of a genre but the subversion of the subject.

0 Bookmarks
 · 
213 Views

Full-text

Download
615 Downloads
Available from
May 31, 2014