Article

DE LARGO A JARDIM: PRAÇAS PÚBLICAS NO BRASIL–ALGUMAS APROXIMAÇÕES

01/2007; 5:101-120.

ABSTRACT RESUMO: A forma como as cidades se desenvolvem e se organizam gera inquietações que se desdobram com dimensões diferentes em cada um dos ramos da ciência. No âmbito da Geografia, e mais ainda, no campo do urbano, o presente trabalho privilegia o estudo dos espaços livres, em especial, das praças públicas. Parte-se de uma abordagem histórico-geográfica do que a praça representa no espaço urbano brasileiro, desde o período colonial até a contemporaneidade, marcada pela expressividade do privado sobre o público, do individual sobre o coletivo e, do concreto sobre o "verde". Nessa perspectiva, as praças são vistas como espaços livres potenciais para compor o sistema de áreas verdes urbanas e, consequentemente, como área de lazer importante, principalmente para os grupos de menor poder aquisitivo da sociedade urbana brasileira. Palavras-Chave: praça, largo, jardim, Brasil ABSTRACT: From plaza to garden: public squares in Brazil – some approaches The development and organization of cities differently concerns each distinct branch of the science. In geographic sciences, specifically urban studies, the present work highlights the study of open spaces, specially the public gardens. Starting from a historic-geographic approach about what does the public garden represent to the Brazilian urban space, from the colonial ages until contemporary days, marked by the expressivity of the private over the public, the individual over the sharing, and, the concrete over the "green". In this perspective, the squares are seen as potential open spaces to compose the urban green area system, and consequently, as an entertainment area, mainly important to the low purchasing groups of the Brazilian urban people.

2 Bookmarks
 · 
381 Views

Full-text

Download
41 Downloads
Available from