Article

Satisfação e saúde no trabalho: aspectos conceituais e metodológicos

Cadernos de Psicologia Social do Trabalho 01/2003; 6:59-78.

ABSTRACT Este artigo visa contribuir para a análise e discussão das relações entre satisfação e saúde no trabalho. A partir de uma revisão bibliográfica, apresenta-se uma visão geral sobre conceitos e modelos teóricos selecionados sobre satisfação no trabalho e abordando as relações desta com a saúde do trabalhador. Os referenciais teóricos selecionados resumem uma evolução das concepções no tema, desde aquelas que consideram o trabalhador apenas como reagindo mecanicamente a fatores externos e a satisfação no trabalho existindo unicamente em função de salários, até concepções que contemplam a interação entre aspectos psicossociais no trabalho e as subjetividades, gerando níveis de satisfação que influenciam a saúde do trabalhador. Enfatiza-se que a associação entre satisfação e saúde no trabalho e, em especial, com saúde mental, tem sido demonstrada por meio de estudos transversais, porém, são necessários mais estudos longitudinais que confirmem a relação causal destas associações, bem como mais estudos qualitativos que investiguem a dinâmica destas associações. Finalmente, são ilustradas diretrizes para concepção, implementação ou avaliação de mudanças na concepção e organização do trabalho, com foco nos aspectos psicosso ciais do trabalho, visando melhorias nos níveis de satisfação e, portanto, a promoção da saúde.
Palavras-chave: satisfação no trabalho, fatores psicossociais no trabalho, organização do
trabalho, saúde do trabalhador, saúde ocupacional, saúde no trabalho, riscos psicossociais, ambiente psicossocial, metodologia de pesquisa.

1 Bookmark
 · 
323 Views
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2007. O objetivo deste trabalho foi duplo: (1) desenvolver e validar um instrumento de avaliação da satisfação no trabalho e (2) descrever e analisar os índices de satisfação no trabalho em diversos segmentos dos funcionários de uma empresa financeira de economia mista, o Banco do Brasil. A satisfação no trabalho foi definida como a atitude do indivíduo em relação a aspectos gerais do seu trabalho. Pesquisas quantitativas e qualitativas foram realizadas resultando em um instrumento uni/multifatorial sobre satisfação no trabalho e sua versão reduzida (QST e QST-R). Dados obtidos com a aplicação das duas versões do QST em grandes amostras de funcionários do Banco do Brasil foram submetidas a diversas técnicas estatísticas multivariadas: análise fatorial exploratória e confirmatória (via modelagem por equações estruturais), estudos de invariância da estrutura fatorial, regressão múltipla padrão e análises de variância multivariada. Os resultados indicaram que ambas as versões do QST alcançaram índices bastante satisfatórios no que diz respeito à sua estrutura hexafatorial, a sua replicabilidade (estrutura estável tanto para o QST, quanto para o QST-R) e à sua consistência interna (bons alphas). Com auxílio de MANOVAS, procurou-se descrever uma das amostras analisadas e os resultados entre os segmentos divididos por sexo e faixa de tempo e local de trabalho indicaram que os homens obtêm índices mais altos de satisfação que as mulheres (apesar de próximos) sugerindo um efeito de teto de vidro (glass ceiling). Por último, um estudo qualitativo com o emprego de grupos focais investigou em profundidade as dimensões de satisfação no trabalho permitindo tanto um maior aprofundamento na vivência individual concreta da satisfação do trabalho na instituição, quanto uma replicação das principais características do QST. Os resultados identificaram um bom atendimento das dimensões trabalho desafiador (significado do trabalho) e relacionamento de colegas e chefia e dimensões da satisfação que necessitam ser mais bem acompanhadas pelo Banco do Brasil tais como treinamento, possibilidade de ascensão profissional e condições de trabalho. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT This study had two main purposes (1) to develop and validate a job satisfaction questionnaire and (2) to investigate the levels of job satisfaction of employees of the Bank of Brazil, a mixed economy financial company. Job Satisfaction was defined as an individual’s attitude towards general aspects of his/her work. Quantitative and qualitative studies were done that resulted in a two versions of a uni/multifactorial questionnaire of job satisfaction (QST and QST-R). The data gathered from the submission of the two versions of the QST to several samples of the Bank of Brazil’s employees were submitted to multivariate statistical analyses. Exploratory and confirmatory factor analysis and invariance studies of the factorial structures (through Structural Equations Modeling-SEM) showed that both versions of the QST have well defined and stable hexafactorial structures and good internal consistency (alphas). Multivariate variance analysis (MANOVAS) and standard multiple regressions also revealed further evidence of QST’s validity and reliability and that men had higher scores on job satisfaction than women, implying the possible occurrence of a glass ceiling effect. An additional qualitative study with focus groups allowed a deeper investigation and understanding of the meaning, nature and implications of all the six factors that compose both versions of the QST, and a deeper understanding of individual experiences of job satisfaction. The analyses of the components of job satisfaction and the experience and testimonials of the employees suggested several training and administrative strategies that should be considered by the Bank of Brazil’s policy makers, such as training, possibility of promotion and work conditions.
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Monografia apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação (FACE), da Universidade de Brasília, como requisito parcial à obtenção do grau de especialista em Gestão Judiciária. Trata-se de um trabalho de pesquisa que teve por objetivo verificar se os servidores da área de segurança do Superior Tribunal de Justiça (STJ) estão satisfeitos com o seu trabalho. A pesquisa envolveu todos os servidores distribuídos na Secretaria de Segurança e demais colaboradores. Os resultados encontrados na pesquisa reforçaram os relatos da literatura que dizem ser a satisfação no trabalho um fenômeno multidimensional, e que os níveis de satisfação do trabalhador podem variar em função dos diferentes aspectos do contexto organizacional. No caso do STJ, os servidores demonstraram ter um bom nível de satisfação com a maioria dos fatores avaliados. Apenas o fator “promoções” recebeu uma média mais baixa, sinalizando que a Instituição pode investir mais nesse quesito da política de pessoal. Superior Tribunal de Justiça (STJ).
  • Source
    [Show abstract] [Hide abstract]
    ABSTRACT: Key-words O comportamento do homem em seu ambiente de trabalho vem sendo amplamente estudado, destacando-se a satisfação que o trabalhador possui ao executar sua atividade profissional. Dessa forma, através de levantamento postal e via correio eletrônico realizado no ano de 2007, 35 cirur- giões dentistas manifestaram suas opiniões em relação à satisfação profissional. Os participantes preencheram um questionário contendo 14 questões fechadas. Através da análise descritiva dos dados observou-se que grande parte dos respondentes (85,7%) tinha orgulho da profissão escolhida e considerava-se respeitado por sua atuação como cirurgião dentista. Com relação aos honorários profissionais, mais da metade (54,3%) dos participantes afirmaram que os honorários recebidos permitiam suprir satisfatoriamente as necessidades de sua família. Conclui-se que ao exercer a odontologia, os cirurgiões-dentistas participantes estavam insatisfeitos em alguns as- pectos, entretanto a maioria declarou ter orgulho da profissão e ser respeitado e prestigiado pela atuação profissional.
    01/2008;

Full-text (2 Sources)

View
129 Downloads
Available from
May 21, 2014