Article

Neuroplasticidade, variação interindividual e recuperação funcional em neuropsicologia

Temas em Psicologia 01/2004; 12:28-42.

ABSTRACT As pesquisas sobre neuroplasticidade têm implicações para os modelos conceituais de correlação estruturafunção
no cérebro e para a compreensão dos mecanismos de recuperação funcional. A reativação de
aferências é considerada um dos principais mecanismos de plasticidade sináptica. O principio de “São
Mateus” prevê que quanto maiores os recursos pessoais e interpessoais disponíveis, previamente e após a
lesão, melhor o prognóstico. Três modelos conceituais, não excludentes, são reconhecidos em reabilitação
neuropsicológica: restituição, substituição e compensação. A abordagem enfatizada no processo de
reabilitação deve ser formulada individualmente de acordo com os dados disponíveis sobre os mecanismos
lesionais, recuperação funcional e fatores individuais relacionados ao prognóstico. De um modo geral, a
restituição funcional é enfatizada no início e a compensação adquire maior relevância com o tempo. Uma
perspectiva do desenvolvimento também é útil, ajudando a identificar as trilhas em que a auto-realização
permanece viável e os objetivos pessoais que o cliente pode perseguir.

Download full-text

Full-text

Available from: Vitor Geraldi Haase, Jun 27, 2015
0 Followers
 · 
306 Views